“A destruição da Amazônia acelera”: novo recorde de desmatamento no Brasil choca imprensa europeia

(h) Mato Grosso Firefighters / EPA

A imprensa europeia desta sexta-feira (19) repercute o anúncio feito na véspera pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) sobre o desmatamento que atingiu níveis recordes na Amazônia, nos últimos 15 anos. Os principais jornais do Velho Continente estão céticos sobre as audaciosas promessas do governo Bolsonaro para tentar gerenciar o problema.

“A destruição da Amazônia acelera” é manchete do jornal Le Monde, que destaca que “nada parece pausar o desmatamento no Brasil”. Segundo dados oficiais do sistema de monitoramento Prodes, do Inpe, a devastação da maior floresta tropical do planeta aumentou cerca de 22% entre agosto de 2020 e julho deste ano.

O Le Monde destaca que, “pelo terceiro ano consecutivo, desde a chegada ao poder do presidente Jair Bolsonaro, o desmatamento aumenta”. A matéria afirma que ele é alvo de inúmeras críticas internacionais por ter enfraquecido a proteção dos ecossistemas amazônicos e defendido atividades ilegais nas reservas florestais.

A questão também intriga o jornal britânico The Guardian, que traz como manchete: “Desmatamento na Amazônia brasileira atinge seu pico desde 2006”, apesar das tentativas do governo de exibir supostos esforços. O diário ressalta que na COP26 em Glasgow, a delegação do Brasil antecipou em dois anos – de 2030 para 2028 – o limite para eliminar a destruição da floresta.

No entanto, os representantes brasileiros que participaram da conferência teriam omitido dados sobre o desmatamento para mostrar que a situação está sob controle, reitera a matéria, citando acusações feitas pelo Observatório do Clima, que reúne as principais ONGs e institutos ambientalistas que atuam no país.

“O Brasil, que abriga a maior parte da Amazônia, é visto como crucial no pacto global. As árvores da maior floresta tropical do mundo absorvem vastas quantidades de dióxido de carbono que poderiam esquentar ainda mais o planeta. Muitos cientistas advertem que se a devastação continuar, pode-se chegar em uma situação irreversível, transformando o local em uma savana”, afirma o jornal The Guardian.

O jornal espanhol El País destaca que a política adotada pelo governo Bolsonaro consiste em enfraquecer a vigilância na floresta, substituindo ambientalistas por militares nos órgãos encarregados da proteção do meio ambiente. O presidente brasileiro também cumpriu a promessa de não demarcar nenhum centímetro a mais de terras indígenas, além de ter relaxado leis e multas por crimes contra o meio ambiente, sublinha o diário.

O Brasil passou de aluno exemplar a vilão ambiental em poucos anos”, diz a matéria. “O governo Bolsonaro insiste em proclamar que não vai tolerar atividades ilegais na Amazônia, mas basta ir até lá para ser testemunha da velocidade em que avança o desmatamento, a ocupação de terras para a criação de gado e as invasões de mineiros em reservas indígenas”, conclui o jornal espanhol El País.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …