Desmatamento na Amazônia atinge maior nível desde 2008

Welington Pedro de Oliveira

Entre agosto de 2018 e julho de 2019, o desmatamento da Floresta Amazônica cresceu 29,5% em comparação com os 12 meses anteriores. Ao todo, a floresta perdeu uma área de 9.762 km² (equivalente a sete cidades do Rio de Janeiro). É a maior taxa de desmatamento registrada desde 2008.

Os dados são do Prodes, sistema de monitoramento por satélites operado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e foram apresentados nesta segunda-feira (18/11) na sede do instituto em São José dos Campos (SP).

Esse aumento percentual de 29,5% também foi o terceiro maior da história, ficando atrás apenas das altas de 1995 (95%) e 1998 (31%). Ainda assim, o ministro de Meio Ambiente, Ricardo Salles, tentou relativizar os dados, que abarcam um período de sete meses do governo Jair Bolsonaro.

“O número está seguindo uma tendência de aumento desde 2012”, disse Salles, após o diretor interino do Inpe, Darcton Policarpo Damião, anunciar os dados em uma coletiva de imprensa.

A taxa, porém, ficou pelo menos 1.500 km² acima da tendência de aumento do da devastação que vinha sendo registrada desde 2012. Segundo o Inpe, se o desmatamento continuasse na mesma tendência dos últimos anos, a área destruída teria sido de 8.278 km².

Questionado sobre os motivos que impulsionaram a alta da destruição na Amazônia, Salles afirmou que “não é verdade” que o discurso de governo de Jair Bolsonaro tenha incentivado o desmatamento na região.

Após vencer as eleições de 2018, Bolsonaro lancou uma série de ataques a órgãos de fiscalização ambiental, como o Ibama e o ICMBio, e disse que pretendia acabar com o que chamou de “ativismo ambiental xiita” e “farra das multas ambientais”.

Após a repercussão internacional do aumento do desmatamento verificada a partir de julho, Bolsonaro também acusou, sem provas, o Inpe de mentir sobre os dados e exonerou o então diretor do instituto, Ricardo Galvão, que havia rebatido as críticas do presidente.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, foi agendada uma reunião para a próxima quarta-feira com governadores dos nove estados da Amazônia Legal para discutir medidas que possam frear a devastação. Sem dar detalhes, Salles mencionou que recursos do Fundo da Petrobrás deverão ser disponibilizados para ações de comando e controle.

“Os estados têm papel fundamental. Embora haja fiscalização do Ibama do ICMbio,é preciso um alinhamento dos governos estaduais e também uma ajuda financeira”, comentou Salles.

Questionado sobre a queda de operações de fiscalização na Amazônia em 2019, Salles alegou que a falta de agentes para executar esse trabalho é um problema que já vinha de gestões anteriores.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Missão indiana levará sonda para investigar efeitos do vento solar em Vênus

Em 2005, o Instituto Sueco de Física Espacial (IRF) enviou à órbita de Vênus a sonda ASPERA-4, através da missão Venus Express, da agência espacial europeia ESA. A sonda estudou o planeta até 2014, medindo …

O mistério das centenas de elefantes encontrados mortos em Botsuana

A morte “totalmente sem precedentes” de centenas de elefantes em Botsuana nos últimos meses está cercada de mistério. O biólogo e ativista Niall McCann afirmou que colegas no país do sul da África identificaram mais de …

Coronavírus na Coreia do Norte: Kim Jong-un declara 'sucesso brilhante' no combate à pandemia e zero casos

O líder norte-coreano Kim Jong-un elogiou o "sucesso brilhante" de seu país ao enfrentar a pandemia de covid-19, segundo a agência de notícias estatal KCNA. Falando em uma reunião do Politburo, Kim disse que o …

Bolsonaro veta uso obrigatório de máscaras em comércio, templos e repartições públicas

Presidente alegou que uso de máscaras em locais fechados pode ser classificado como "violação de domicílio" e vetou trecho que obrigava o poder público a fornecer máscaras para a população mais pobre. O presidente Jair Bolsonaro …

Novos hábitos devem fazer parte da vida das sociedades no pós-pandemia, dizem especialistas

Enquanto a vacina que poderá conter a disseminação do novo coronavírus não sai, o mundo seguirá lavando as mãos. exaustivamente, abusando do álcool gel (ou de desinfetantes poderosos), caprichando na limpeza de tudo o …

Coroas de buracos negros supermassivos podem ser fonte de "partículas fantasmas"

Nas profundezas do gelo antártico, estão enterrados mais de 5.000 sensores de luz, que fazem parte do Observatório IceCube, um detector de neutrinos. Em 2018, este observatório recebeu a atenção da comunidade científica de todo …

Partícula exótica nunca vista antes é descoberta no CERN

Cientistas trabalhando no Grande Colisor de Hádrons (LHC) observaram uma partícula exótica composta de quatro quarks charm. Essa é provavelmente a primeira descoberta de uma classe de partículas jamais observada pelos físicos. O quark é uma …

Lava Jato denuncia José Serra por lavagem de dinheiro

Ministério Público Federal acusa senador de ter recebido pagamentos indevidos da Odebrecht através de contas no exterior. Verônica Serra, filha do político, também é denunciada. A força-tarefa da Operação Lava-Jato em São Paulo denunciou nesta sexta-feira …

'Morra quem morrer', diz prefeito na Bahia ao decretar reabertura do comércio

O prefeito da cidade de Itabuna (BH), Fernando Gomes, declarou em vídeo divulgado nas redes sociais que autorizará reabertura de estabelecimentos comerciais em 9 de julho. Ao anunciar a implementação do decreto que autorizará reabertura do …

Édouard Philippe, premiê francês, pede demissão e deixa cargo após três anos

O primeiro-ministro francês, Édouard Philippe, apresentou sua demissão nesta sexta-feira (3) ao presidente Emmanuel Macron, que aceitou o pedido. O anúncio foi feito nesta manhã pela assessoria do palácio do Eliseu, a sede da …