Desvendado o mistério da “bola de fogo” que caiu no Peru

Uma bola de fogo cruzou o céu na cidade amazônica de Pucallpa, no norte do Peru, deixando os habitantes pensando que era um meteoro ameaçador ou até um objeto extraterrestre. Mas, afinal, era apenas lixo espacial.

O fenômeno misterioso aconteceu no dia 27 de janeiro e foi, finalmente, desvendado. A bola de fogo não era resultado de um meteoro, tampouco um vestígio alienígena, mas o destroço de um velho satélite que se incendiou quando entrou em contato com a atmosfera da Terra.

O objeto passou em Pucallpa, no norte do Peru, e atingiu o solo em Puno, na fronteira com a Bolívia, a quase 2 mil quilômetros da cidade onde as imagens foram registradas em vídeo. Não houve feridos nem danos materiais.

As autoridades peruanas desmentiram prontamente a teoria de se tratar de um meteorito, explicando que o evento envolveu a queda de quatro objetos em Puno.

Três dos objetos tinham uma forma esférica e o quarto parecia uma peça metálica irregular, de acordo com o secretário-geral da Comissão Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Aeroespacial do Peru (CONIDA, na sigla em espanhol), Gustavo Henríquez, segundo cita a BBC.

Passados vários dias do evento, a Força Aérea Peruana (FAP), finalmente, explica que a bola de fogo não foi mais do que um velho satélite que deu origem àquele efeito quando entrou na atmosfera da Terra.

“Estamos falando de uma parte de um satélite que deixou de operar. Normalmente, é conhecido como lixo espacial“, explica o comandante da FAP, Pedro Palza, em declarações ao jornal La Nación.

“Podem ser muito perigosos”

O mistério agora é saber a quem pertence o satélite. “Vamos analisá-lo” para “investigar sua origem”, destaca Palza. As autoridades norte-americanas confirmaram à BBC que “um pedaço do foguete russo SL-23 regressou à atmosfera no dia 27 de janeiro de 2018 e passou sobre a América do Sul (próximo do Peru)”.

O fragmento do foguete que voltou à Terra fazia parte de uma missão espacial para o lançamento do chamado AngoSat 1, o primeiro satélite de comunicações da Angola.

Em 26 de dezembro de 2017, a empresa russa RSC Energia, fabricante do satélite, lançou a missão a partir de Baikonur, no Cazaquistão. No entanto, nem a empresa nem a Roscosmos, a agência estatal aeroespacial russa, publicaram informações sobre os objetos encontrados no Peru.

Gustavo Henríquez afirma à BBC que o fato de não ter sido notificado do possível regresso desse foguete preocupa a agência espacial peruana. “Segundo convenções da ONU, esses avisos devem ser feitos para que as nações fiquem em alerta e para que o país responsável possa ressarcir eventuais danos”, observa o secretário-geral da Conida.

O responsável nota que as áreas onde os objetos caíram foram isoladas porque, “se forem tanques de combustível de satélite, podem ser muito perigosos“. “Normalmente, carregam hidrazina, um propelente tóxico que, quando em contato com o combustível, coloca vidas em risco“, afirma Henríquez.

As imagens divulgadas pela imprensa peruana mostram os moradores, entre estes várias crianças, a mexerem em pelo menos um dos objetos, revelando o buraco de 30 centímetros que deixou no solo.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …