Dinossauro que viveu há 233 milhões de anos é encontrado no Brasil

Júlio Marsola / USP

Ele era bípede, ágil e possivelmente carnívoro. Os pesquisadores apresentaram uma nova espécie de dinossauro que viveu no Brasil há cerca de 233 milhões de anos.

Chamado de Nhandumirim waldsangae, ele foi apresentado em um novo estudo publicado no Journal of Vertebrate Paleontology como sendo um parente do Tyrannosaurus rex e do Velociraptor mongoliensis.

A ossada do novo dinossauro foi encontrada em 2012 na Formação Santa Maria, no Rio Grande do Sul, em rochas do período Triássico Superior.

Mesmo com o esqueleto incompleto, as características anatômicas observadas em 12 vértebras, um Chevron e nos ossos da perna direita e ainda as análises filogenéticas fizeram com que os pesquisadores pudessem classificá-lo como uma nova espécie de terópode.

Assim, através da classificação e datação das rochas, eles conseguiram sustentar a hipótese de que o Nhandumirim waldsangae é o terópode mais antigo do Brasil.

“O esqueleto é fragmentário e obviamente precisa de um esqueleto mais completo para que essa hipótese ganhe mais robustez, mas os primeiros resultados mostram um membro da linhagem dos dinossauros terópodes”, diz o biólogo Júlio Marsola, um dos autores do artigo, que desenvolveu a pesquisa como parte do seu doutorado em Biologia Comparada na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão preto (FFCLRP).

Os terópodes integram uma linhagem de dinossauros que fazem parte do grande grupo dos saurísquios. Outras duas linhagens fazem parte do grupo: os herrerasaurídeos, carnívoros, e a dos sauropodomorfos, herbívoros.

“Eu tentei atacar duas frentes: primeiro, mostrar que esse bicho tem características que são diferentes dos pescoçudos que a gente tem aqui no Brasil) que são os sauropodomorfos”, explica Marsola, que assina o trabalho com o professor Max Langer, do Laboratório de Paleontologia da FFCLRP.

“E, ao mesmo tempo, mostrar também que ele é mais proximamente relacionado desses terópodes”, acrescenta o pesquisador.

Um bípede de ossos delgados

O nome da nova espécie proposta traduz como os cientistas imaginam que era o animal. “Nhandu” é uma palavra tupi-guarani para ema ou outras aves similares. “Mirim” significa pequeno.

Segundo Marsola, os ossos delgados do animal são incompatíveis com a silhueta de um animal pesado e sugerem que ele era um bípede algo parecido com uma seriema. Para ficar entre parentes mais próximos, pode-se dizer que o Nhandumirim tinha traços parecidos com outro terópode, chamado Coelophysis, que foi descoberto nos Estados Unidos.

Júlio Marsola / USP

 

A análise dos ossos também indica que ele teria pouco mais de um metro de comprimento — portanto, pequeno no mundo dos dinossauros. Porém, como se trata de um fóssil de um animal jovem, é difícil estabelecer o tamanho que ele atingiria quando adulto.

Já o termo waldsangae se refere ao sítio paleontológico onde foi encontrado. O sítio Waldsanga, também conhecido como Cerro da Alemoa, fica nos arredores de Santa Maria, município do Rio Grande do Sul.

Marsola conta que a formação geológica Santa Maria e algumas outras localidades na Argentina representam alguns dos mais antigos depósitos do mundo com ocorrência de fósseis de dinossauros. Esses depósitos datam do período Carniano – uma subdivisão do Triássico Superior. Até a descoberta do Nhandumirim, o terópode mais antigo do Brasil foi um fóssil encontrado em rochas muito mais recentes.

Aliás, o Nhandumirim waldsangae é muito mais antigo do que seus parentes mais famosos. O Tyrannosaurus rex e o Velociraptor mongoliensis são do final do Cretáceo, o último período em que há registros paleontológicos de grandes dinossauros.

Eles viveram entre 66 e 78 milhões de anos atrás, muito mais recente do que o novo dinossauro de 233 milhões de anos.

Ciberia // Oficina da Net / USP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Astrônomos continuam encontrando inexplicáveis anéis circulares misteriosos no céu

Nos últimos anos, astrônomos avistaram vários objetos de rádio gigantescos e quase perfeitamente circulares no universo distante. Embora ninguém tenha uma explicação para essas entidades misteriosas ainda, uma equipe adicionou recentemente outra ao seu catálogo, …

Conflito tem seu dia mais sangrento em Gaza

Bombardeios israelenses deixam pelo menos 42 palestinos mortos e elevam total de vítimas a 188. Netanyahu diz que ataques continuarão. Sem um cessar-fogo à vista, o atual conflito entre Israel e Hamas teve neste domingo (16/05) …

Apple é acusada de enganar usuários através de aplicativos fraudulentos na App Store

A Apple segue batendo recordes financeiros. No entanto, escândalos um atrás do outro aumentam a preocupação em torno da App Store. Após chamar a atenção internacional com as recentes revelações sobre a existência de cassinos ocultos …

Chile escolhe representantes para elaborar nova Constituição

O domingo foi o último dia de votação no Chile para a escolha dos redatores da nova Constituição do país. Os 155 representantes eleitos terão a tarefa de mudar o texto herdado da ditadura. …

China consegue pousar veículo não tripulado em Marte

A China conseguiu neste sábado pousar um veículo autônomo não tripulado em Marte. A fase final da operação Tianwen-1 aconteceu sem falhas, informou a TV estatal chinesa, que transmitiu um programa especial chamado Alo …

Lewandowski permite que Pazuello fique em silêncio na CPI

Ex-ministro da Saúde será obrigado a comparecer ao depoimento, mas não precisará responder perguntas que possam incriminá-lo. No entanto, será obrigado a falar a verdade em fatos e questões relacionados a terceiros. O ministro do Supremo …

Como o coronavírus afeta o fígado

O SARS-CoV-2, vírus causador da covid-19, mudou completamente a cara do mundo que conhecíamos até então. Ele afetou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana e causou mudanças substanciais nas ciências da saúde e, portanto, na …

'Síndrome de Havana': lesão cerebral atinge ao menos 130 diplomatas e oficiais americanos, dizem EUA

Diplomatas, agentes da CIA e oficiais de defesa dos EUA relataram sintomas graves da perturbação conhecida como "síndrome de Havana" nas últimas semanas. O elevado número de casos causa espanto. Nas últimas semanas, foram relatados mais …

RJ comunica 1º caso de raiva em cachorro em quase três décadas

Pela primeira vez desde 1995, o Laboratório Municipal de Saúde Pública (Lasp) do Rio de Janeiro diagnosticou um caso de raiva animal. A descoberta parte do resultado de perícia no corpo de um cão morto …

O que dizem cientistas sobre isenção de máscaras para vacinados nos EUA

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (13/05) o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção na maioria das situações para pessoas que já foram completamente vacinadas contra a covid-19. Segundo a nova orientação do …