Os egípcios já faziam cosméticos há 3.500 anos

(dr) Laurence Godart

Cientistas sintetizaram tintas e cosméticos com cerca de 3.500 anos, uma descoberta feita graças ao fato de a equipe ter desenvolvido uma nova técnica de datação de compostos carbonatados inorgânicos.

Os carbonatos de chumbo foram alguns dos ingredientes mais importantes tanto em tintas antigas como em cosméticos. No entanto, enquanto que a datação por carbono é comumente utilizada para determinar a idade de itens históricos feitos de vegetais ou animais, a análise de materiais inorgânicos é diferente e menos direta.

O carbono-14 radioativo é continuamente produzido na atmosfera e incorporado nas plantas durante a fotossíntese. Quando um organismo morre, deixa de absorver carbono fazendo com que a proporção de carbono-14 diminua à medida que o elemento se decompõe gradualmente. É esse acontecimento que dá aos cientistas uma forma de identificar a idade dos restos de plantas e animais.

Agora, uma equipe de cientistas liderada por Lucile Beck, da Universidade de Paris-Saclay, na França, mostrou que durante a fabricação de carbonatos de chumbo, o carbono-14 que contém dióxido de carbono atmosférico é incorporado no material.

Isso fez com que a equipe conseguisse distinguir carbonatos sintéticos de chumbo daqueles com origem natural, explica o site ChemistryWorld.

Assim, a equipe de especialistas examinou em detalhe amostras de cosméticos antigos mantidos no Museu do Louvre, em Paris, incluindo um pó encontrado em um túmulo em Erétria, na Grécia, e outros pigmentos encontrados em câmaras funerárias egípcias construídas durante os reinados de Amenhotep III e Tutancâmon.

Os cientistas utilizaram a espectrometria de massa para analisar os materiais e, assim, comparar as idades às datas conhecidas de outros objetos encontrados nos mesmos lugares, como moedas ou inscrições.

As idades dos carbonatos de chumbo que coincidiam com o período do túmulo em que foram descobertos fez com que a equipe concluísse que esses compostos deveriam ter sido criados artificialmente, partindo do princípio de que os carbonatos mais antigos do que os túmulos devem ter sido minerais criados através de um processo natural.

Dessa forma, a equipe mostrou que enquanto os antigos egípcios extraíam cerussite (PbCO3) de minas locais, eram capazes de produzir o próprio fosgenite (Pb2Cl2CO3). Mil anos depois, nota o artigo científico publicado recentemente na Nature, os gregos começaram a produzir cerussite sintético, que pertence ao grupo dos carbonatos de chumbo.

A técnica usada pela equipe de Beck poderia ajudar a autenticar obras de arte antigas, isto porque o branco do chumbo – uma mistura de cerussite e hidrocerusite (Pb3(CO3)2(OH)2) – era o pigmento mais usado no mundo da arte antiga.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sauditas vão assumir morte de jornalista: foi um interrogatório que "não correu bem"

As autoridades sauditas, que negaram ter dado ordens para matar o jornalista Jamal Khashoggi, estão elaborando um relatório em que admitem a morte do jornalista e a justificam como resultado de um interrogatório que "não …

Startup brasileira oferece curso gratuito sobre estratégias do Vale do Silício

Um novo curso à distância promete ajudar os empresários brasileiros a descobrirem os segredos do sucesso do Vale do Silício. Oferecido pela Qulture.Rocks, startup de tecnologia para gestão de desempenho empresarial, o curso sobre OKRs (Objectives …

Se não pararmos de comer carne, vamos acabar com o planeta

Cada cidadão deverá reduzir em 75% o seu consumo de carne de vaca, 90% de carne de porco, comer metade da quantidade de ovos e triplicar o consumo de sementes e frutas secas. Segundo um estudo, …

TSE remove inserção de Haddad com informação falsa sobre Bolsonaro

O ministro Sergio Banhos, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que a campanha do presidenciável do PT, Fernando Haddad, cesse a divulgação de uma propaganda eleitoral segunda a qual o candidato do PSL à Presidência, …

Igreja Ortodoxa rompe com Constantinopla: maior cisma do Cristianismo em 1.000 anos

A Igreja Ortodoxa Russa decidiu nesta segunda-feira (15), durante o Sínodo que realiza em Minsk, em Belarus, romper todos os vínculos com o Patriarcado de Constantinopla, anunciou o arcebispo metropolitano Hilarion. "O Santo Sínodo decidiu romper …

Menino morre após ser atingido por disparo de arma feito por garoto de 12 anos

Um menino de 11 anos foi morto em Guarantã do Norte, no Mato Grosso, depois de outro garoto, de 12 anos, usar uma arma. De acordo com informações da Polícia Judiciária Civil, o fato aconteceu …

Clube Republicano: Trump com uma Coca-Cola Light ao estilo dos cães jogando pôquer

Há um novo quadro nas paredes da Casa Branca: “Clube Republicano”, no qual Donald Trump aparece à mesa com outros dez presidentes republicanos. O que se bebe? Coca-Cola Light. Andy Thomas, o artista de Missouri que, …

Governo decide manter começo do horário de verão em 4 de novembro

O Palácio do Planalto informou nesta terça-feira (15) que o início do horário de verão será mantido no dia 4 de novembro, cancelando um novo adiamento. Geralmente, o horário começa em outubro, mas foi adiado …

Bolsonaro diz que "quem vai mandar no Brasil serão os capitães"

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, visitou nesta segunda-feira (15) a sede do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Bolsonaro chegou ao quartel, em …

A Teoria do Cabelo Macio: o último artigo publicado de Stephen Hawking

Artigo sobre entropia dos buracos negros e a Teoria do Cabelo Macio foram completados dias antes da morte do físico, em março. De acordo com o The Guardian, o último artigo do físico Stephen Hawking foi divulgado pelos físicos …