Empresa é multada por comprar reviews falsos na Amazon

Uma empresa de cápsulas de emagrecimento dos EUA foi multada em US$ 12,8 milhões por comprar reviews falsos para seus produtos disponibilizados na Amazon.

A Cure Encapsulations foi alvo de uma investigação da Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) que resultou na primeira penalidade desse tipo por uma prática que vem se tornando cada vez mais comum no comércio eletrônico.

No processo, o governo acusa a fabricante de suplementos de pagar um site chamado Amazon Verified Reviews para realizar críticas positivas e infundadas sobre seus produtos, ocultando análises negativas feitas por clientes de verdade, além de manter a nota em, no mínimo, 4,3 de um total de 5. No momento em que esta reportagem é escrita, o serviço está inacessível.

A FTC aponta que a Cure Encapsulations usou de argumentos simplesmente falsos como uma forma de vender seus produtos, utilizando os reviews como mais uma ferramenta de marketing.

Entre as acusações vistas como problemáticas pelo órgão estão alegações de que os produtos da empresa seriam capazes de impedir a formação de gordura e garantir um emagrecimento rápido e sem esforço.

O componente principal usado pela empresa em seus produtos é a garcinia cambogia, que desde 2012 é citado como um inibidor natural de apetite, ganhando a atenção de celebridades e cidadãos comuns.

Entretanto, médicos e pesquisas científicas questionam sua real eficácia, com alguns estudos apontando até mesmo que o consumo contumaz desse tipo de substância pode gerar efeitos gastrointestinais danosos, o que levou até mesmo à proibição na venda de alguns destes produtos nos Estados Unidos.

A Cure Encapsulations, entretanto, estava fora desse banimento e, agora, se tornou a primeira condenada a pagar uma multa por causa de reviews falsos na Amazon. Do valor total, de US$ 12,8 milhões, a companhia deve pagar US$ 50 mil imediatamente, com o restante permanecendo suspenso até a finalização do processo, que ainda é passível de recurso.

O montante também pode ser reduzido caso ela cumpra outras determinações da FTC, como a de avisar aos compradores antigos sobre a aquisição de reviews falsos. Além disso, a empresa ficou proibida de vender suas cápsulas até que apresente comprovação científica válida sobre os efeitos que promete entregar.

Comentando o caso, o diretor do Bureau de Proteção ao Consumidor da FTC, Andrew Smith, afirmou que a publicação de reviews falsos fere os consumidores e também o mercado. Análises desse tipo, aponta Smith, são essenciais na experiência de compra pela internet, com esse tipo de manipulação artificial de notas e comentários impedindo a tomada de decisão consciente.

A Amazon não se pronunciou diretamente sobre o assunto, mas, no passado, já disse tomar todas as atitudes para coibir reviews falsos e também os sites que vendem esse tipo de postagem. A empresa garante que a “grande maioria” das análises publicadas em seu marketplace são legítimas, com aquelas sob suspeita sendo retiradas do ar assim que identificadas.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

As vovós que lutam pela democracia na Polônia

Idosas polonesas organizam protestos regulares contra erosão da democracia no país, governado por partido ultraconservador. "Não sou capaz de ficar tranquila em casa, cada violação dos direitos me dói", diz aposentada. Clima de fim de expediente …

Coruja super rara dá o ar da graça depois de 125 anos

A coruja rajá de Bornéu (Otus brookii brookii) é uma espécie tão pequena que apenas seu tamanho já tornaria sua identificação mais complexa. Nativa do Sudeste da Ásia e com peso médio de apenas 100 gramas, …

Nintendo bate todos os recordes de lucros com videogames durante a pandemia

A Nintendo apresentou resultados recordes para o ano fiscal de 2020/21 encerrado em 31 de março, impulsionada pela mania global dos videogames em tempos de pandemia, mas o grupo japonês não espera repetir essa …

Doença cerebral misteriosa intriga médicos no Canadá

Médicos no Canadá têm deparado com pacientes que apresentam sintomas semelhantes aos da doença de Creutzfeldt-Jakob, um mal raro e fatal que ataca o cérebro. Mas quando resolveram investigar o mal em mais detalhe, o …

Governador do Rio diz que operação que terminou com 25 mortos foi ação de 'inteligência'

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, afirmou que a operação da Polícia Civil realizada no Jacarezinho foi "ação pautada e orientada por longo e detalhado trabalho de inteligência e investigação".  A operação terminou com …

Butantan diz que ataques de Bolsonaro à China afetam vacinas

Presidente insinuou que chineses, principais fornecedores de matéria-prima para imunizantes ao Brasil, criaram vírus como parte de "guerra química". "Essas declarações têm impacto", diz diretor do Instituto Butantan. A direção do Instituto Butantan e o governador …

Fotos da última sessão de Kurt Cobain são vendidas como NFT

As imagens da última sessão de fotos da vida do compositor e cantor Kurt Cobain irão a leilão em formato de token não-fungível, os célebres NFTs. O anúncio foi feito por Jesse Frohman, fotógrafo por trás …

EUA, França e Rússia apoiam quebra de patentes contra a Covid-19, mas laboratórios resistem

A ideia de suspender as patentes da fabricação de vacinas contra a Covid-19 continuou a ganhar apoio em todo o mundo nesta quinta-feira, após o impulso inicial dado Estados Unidos. Porém, os laboratórios resistem, …

Descoberta a evidência mais antiga de atividade humana

Uma das atividades mais antigas de humanos foi identificada em uma caverna na África do Sul. Uma equipe de geólogos e arqueólogos encontrou evidências de que nossos ancestrais estavam fazendo fogo e ferramentas na Caverna …

Jeff Bezos: os planos do homem mais rico do mundo para voo espacial turístico

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, afirma que está pronto para levar pessoas ao espaço. A empresa Blue Origin, do empresário americano detentor de uma fortuna estimada em R$ 1 trilhão, diz que lançará uma tripulação …