Entrelaçamento quântico pode “criar” o espaço-tempo

(dr) kuleuvenblogt.be

Conceito artístico do entrelaçamento quântico entre dois átomos

Albert Einstein postulou que o espaço e o tempo são inextricavelmente ligados. Desde então, a ciência comprovou que a teia cósmica chamada espaço-tempo é real. Ótimo. Mas como explicá-la? De onde ela surge?

Um novo tipo de pesquisa pode ter a resposta para essa misteriosa pergunta, baseado em insights de uma outra grande surpresa da física do século passado: a mecânica quântica.

Para entender o que significa esse “espaço-tempo”, considere que, antes de Einstein, Isaac Newton sugeriu que o tempo fluía de maneira uniforme sem relação com qualquer coisa externa, e que o espaço também era absoluto e imóvel.

No entanto, as equações de Einstein transformaram o espaço e o tempo de Newton em uma mistura relativista, longe de absoluta.

Atualmente, sabemos que a visão de Einstein da gravidade como a manifestação da geometria do espaço-tempo está correta. No entanto, cientistas também já descobriram e provaram a eficácia da mecânica quântica, outra teoria importante do universo, que descreve a matéria e a energia em escala atômica com uma precisão infalível. O problema é que a teoria de Einstein e a mecânica quântica parecem incompatíveis.

Emaranhamento quântico

O físico Brian Swingle, da Universidade de Harvard (EUA), publicou um artigo bastante compreensivo sobre o assunto na revista científica Annual Review of Condensed Matter Physics. Nele, explica que o “espaço-tempo e a gravidade devem, em última instância, emergir de outra coisa”. Caso contrário, é impossível conciliar a gravidade de Einstein e a matemática da mecânica quântica.

Uma das hipóteses mais interessantes para unir a esquisitice quântica com a gravidade geométrica envolve o fenômeno bizarro conhecido como emaranhamento quântico.

Espaço-tempo

A ideia é de que o emaranhamento (ou entrelaçamento) quântico é a base subjacente para as quatro dimensões do espaço e do tempo em que todos vivemos. Neste caso, nossa realidade não passaria de um “holograma” desse estado quântico.

Quando duas partículas são capazes de interagir simultaneamente e instantaneamente uma com a outra apesar de estarem separadas por grandes distâncias, dizemos que elas estão quanticamente emaranhadas.

Segundo as regras do espaço-tempo, isso significa que as partículas às vezes se comunicam de forma mais rápida que a velocidade da luz – de que outra forma interagiriam de maneira instantânea? Talvez, porém, elas na verdade não enviem nenhuma mensagem. Nessa hipótese maluca, as partículas emaranhadas transcendem o abismo do espaço-tempo que as separa simplesmente porque o emaranhamento não acontece no espaço-tempo, e sim cria o espaço-tempo.

Holograma

Claro, explicar essa hipótese em detalhes envolve formulações densas e complicadas, mas o conceito central é de que a matemática que descreve as quatro dimensões que experimentamos – comprimento, largura, profundidade e tempo – é a mesma que a matemática subjacente a uma dimensão tridimensional de um estado quântico.

Em outras palavras, a matemática que descreve a gravidade (isto é, a geometria do espaço-tempo) pode ser equivalente à matemática da física quântica em um espaço com uma dimensão a menos. Pense em um holograma – uma superfície plana e bidimensional que incorpora uma imagem tridimensional.

O “impossível” é alcançado: físicos criam holograma quântico

De maneira semelhante, talvez o universo seja um holograma e a geometria quadridimensional do espaço-tempo possa ser codificada na matemática da física quântica operando em três dimensões.

Pelo menos essa é a proposta que a pesquisa teórica atual com modelos de universos tem inspirado. De acordo com Swingle, vários físicos de alto nível têm produzido evidências teóricas de que redes de estados quânticos emaranhados podem tecer o tecido do espaço-tempo.

Qubits

Esses estados quânticos são frequentemente descritos como “qubits”, ou bits de informação quântica (como bits de computador comuns que, em vez de existirem na forma de 0 ou de 1, existem em uma mistura de 1 e 0 ao mesmo tempo).

Qubits emaranhados criam redes no espaço com uma dimensão extra além do número de dimensões em que os próprios qubits vivem. Assim, a física quântica de qubits pode ser igualada à geometria de um espaço com uma dimensão extra.

O melhor de tudo é que a geometria criada pelos qubits entrelaçados parece obedecer muito bem às equações da relatividade geral de Einstein que descrevem o movimento devido à gravidade.

“Aparentemente, uma geometria com as propriedades certas construídas a partir do emaranhamento deve obedecer às equações gravitacionais do movimento”, escreveu Swingle. “Esse resultado justifica ainda mais a afirmação de que o espaço-tempo surge do emaranhamento”. Os cálculos batem: nosso universo pode ser um holograma

Longo caminho pela frente

Vale notar que as suposições que os cientistas fazem baseados em modelos de universos com dimensões extras podem estar equivocadas. Ou seja, por enquanto, ainda é um mistério se elas levarão à verdadeira história do espaço-tempo em que nós vivemos.

Mas pode ser que a física esteja à beira de entender mais profundamente as fundações da natureza do que nunca, em uma existência que contém dimensões do espaço e do tempo anteriormente desconhecidas.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Boa tarde,
    Poderia passar as referências dos estudos para eu poder pesquisar mais sobre este assunto?
    Obrigada!

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Governo argentino é alvo de roubo de 10 anos de arquivos administrativos

O governo da Argentina foi alvo de um ataque por meio de um ransonware e está com cerca de 10 anos de dados públicos sequestrados desde do dia 25 de novembro. Em entrevista, a ministra da …

Lausanne, na Suíça, é a melhor cidade pequena do mundo

A cidade de Lausanne, na Suíça, foi considerada a melhor cidade pequena do mundo pela influente revista britânica “Monocle”. A publicação fez uma lista com as 25 melhores cidades pequenas do mundo, com população …

Esse organismo unicelular toma "decisões" complexas mesmo sem um cérebro

Um organismo unicelular de água fresca chamado Stentor roeseli demonstra comportamento inteligente. Ele foi descoberto em 1906, e quando estimulado no microscópio, essa criatura com formato de trompete conseguiu tomar decisões consideradas complexas para um …

Rússia é banida de eventos esportivos mundiais por quatro anos

Decisão deixará o país de fora dos Jogos Olímpicos de 2020 e da Copa do Mundo de Futebol de 2022. Agência Mundial Antidoping (Wada) conclui que Moscou manipulou dados laboratoriais de seus atletas. A Rússia está …

Pessoas em situação de rua viram guias turísticos na Irlanda

Olha só que iniciativa maravilhosa. Na Irlanda, o projeto ‘Secret Street Tours’ treina pessoas em situação de rua para usar seu conhecimento sobre a cidade para serem guias de turistas em tours pela cidade de …

Cientistas finalmente criam neurônios artificiais

Uma equipe internacional liderada por pesquisadores da Universidade de Bath (Inglaterra) realizou um feito inédito: conseguiu reproduzir a atividade biológica de neurônios usando chips de silicone. E o que é ainda melhor: esses “neurônios artificias” requerem …

Huawei pode lançar novos smartphones no Brasil, afirma executivo

A Huawei oficializou, nesta quinta-feira, 5, uma plataforma de auxílio aos desenvolvedores para publicarem e divulgarem seus aplicativos para os dispositivos da companhia. Chamada Huawei Ability Gallery, trata-se de uma expansão do ecossistema da App Gallery, …

Metrô de Paris ficará em greve até segunda-feira contra reforma da Previdência

A greve dos metroviários de Paris contra o projeto de reforma da Previdência francesa foi prorrogada até segunda-feira (9). Nas assembleias-gerais realizadas pela categoria na manhã de quinta-feira (5), primeiro dia da paralisação, quase todos os …

"Operação Maleta Verde", o escândalo que atinge governo e oposição na Venezuela

Com semblante mais sério que de costume, Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino da Venezuela pelos Estados Unidos, pelo parlamento da União Europeia e por vários países da América Latina, dirigiu-se a jornalistas reunidos em …

Sarampo causou mais de 140 mil mortes em 2018

De acordo com OMS, maioria das vítimas tinha menos de cinco anos de idade e não havia sido vacinada. No ano passado, foram registrados quase 10 milhões de casos da doença no mundo. O sarampo causou …