Espanha, Itália e França ampliam restrições em fim de semana com recorde de casos da Covid-19

Os líderes europeus intensificam as medidas de combate à pandemia do coronavírus, depois da alta de 42% de novos casos da Covid-19 em uma semana. A Itália reforçou neste domingo as medidas de restrição para bares e restaurantes, enquanto a Espanha declarou estado de emergência sanitária em todo o país por 15 dias, enquanto espera que o Parlamento aprove sua extensão por seis meses, até 9 de maio.

O primeiro-ministro socialista espanhol, Pedro Sanchez, anunciou que o estado de emergência será acompanhado de um toque de recolher em todo o país, exceto nas Ilhas Canárias, para tentar “quebrar” a curva ascendente da segunda onda da Covid-19. “A situação pela qual estamos passando é extrema”, disse o premiê espanhol em um discurso transmitido pela TV, após uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros.

Há dois dias, Sánchez admitiu que “o número real” de contaminações já ultrapassou a marca de 3 milhões de pessoas na Espanha, desde o início da epidemia. Essa estimativa representa o triplo dos casos notificados oficialmente. O país enfrenta um aumento aparentemente incontrolável da doença. O número de mortes se aproxima de 35 mil.

Neste contexto, “o estado de alarme” (equivalente ao estado de emergência sanitária) constitui “a medida mais eficaz para provocar uma inflexão da curva de contágio”, prosseguiu o premiê.

O toque de recolher deve durar, em princípio, das 23h às 6h, mas 17 das 19 regiões autônomas do país poderão adiantar ou atrasar o seu início em uma hora, dependendo da situação local das transmissões. A Catalunha, por exemplo, anunciou que aplicará a medida a partir deste domingo de 22h às 6h, e os estabelecimentos abertos ao público deverão fechar as portas às 21h.

Sánchez, que é criticado por não ter conseguido evitar a segunda onda da epidemia, embora enfrente a resistência da oposição de direita às suas decisões, pediu a união dos partidos políticos. “Queremos contar com seu apoio, é uma questão de Estado”, insistiu o líder socialista.

Entre outras medidas contidas no decreto estão reuniões limitadas a seis pessoas. Apenas o arquipélago das Ilhas Canárias, na costa noroeste da África, não será submetido ao confinamento noturno, devido à baixa incidência do novo coronavírus, explicou. O objetivo, segundo Sánchez, é chegar a 25 infectados por 100.000 habitantes. Atualmente, a Espanha está acima de 400. “Temos um longo caminho pela frente”, alertou o chefe de governo espanhol.

Itália restringe serviço em bares e restaurantes

Na Itália, o primeiro-ministro Giuseppe Conte reforçou as restrições, após a descoberta de 20 mil novos casos da Covid-19 em 24 horas, segundo dados de sábado (24), um recorde nacional.

Cinemas, teatros, academias e piscinas deverão fechar sob as novas regras que entrarão em vigor nesta segunda-feira (26) até 24 de novembro. Bares e restaurantes terão que deixar de servir às 18h, informou o gabinete do primeiro-ministro. O país, o primeiro da Europa duramente afetado pela pandemia, totaliza 500 mil casos do coronavírus e 37 mil mortes.

Três regiões com as cidades mais populosas adotaram um toque de recolher nos últimos dias: Lazio (Roma, centro), Lombardia (Milão, noroeste) e Campanha (Nápoles, sudoeste). Ao menos outras duas regiões, Piamonte (norte) e Sicília (sul) seguirão os mesmos passos nessa semana.

Na madrugada de sábado para domingo, dezenas de manifestantes de extrema direita protestaram contra o toque de recolher e enfrentaram a polícia no centro histórico de Roma. Os manifestantes esperaram até um minuto antes da meia noite para lançar fogos de artifício com as cores da bandeira italiana contra a polícia. Sete deles foram detidos e dois policiais ficaram feridos, segundo o jornal La Repubblica.

Em Nápoles, foram registrados incidentes na noite anterior, quando jovens que se opõem ao toque de recolher enfrentaram a polícia, exigindo compensações financeiras por não poder trabalhar.

França: prefeitos pedem hospital de campanha

Na França, 21 prefeitos da região sudeste pediram neste domingo às autoridades do Estado a construção de um hospital de campanha nas proximidades de Saint-Etienne, diante do aumento dramático de doentes.

Com mais de 45 mil novos casos positivos da Covid-19 em 24 horas, de acordo com dados de sábado, o governo francês não exclui um novo confinamento, disse nesta manhã o secretário de Estado da Transição Digital, Cédric O.

A decisão sobre essa medida extrema, seja por territórios ou nacional, será avaliada pelo governo francês no decorrer de novembro, quando será possível verificar se o toque de recolher conteve a cadeia de transmissões. No sábado, o confinamento noturno entrou em vigor para mais 38 departamentos franceses, de 21h às 6h. A medida abrange agora dois terços do território e 46 milhões de pessoas.

A França, que já ultrapassou a marca de um milhão de infectados, registra mais de 34 mil vítimas do coronavírus.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Lewandowski permite que Pazuello fique em silêncio na CPI

Ex-ministro da Saúde será obrigado a comparecer ao depoimento, mas não precisará responder perguntas que possam incriminá-lo. No entanto, será obrigado a falar a verdade em fatos e questões relacionados a terceiros. O ministro do Supremo …

Como o coronavírus afeta o fígado

O SARS-CoV-2, vírus causador da covid-19, mudou completamente a cara do mundo que conhecíamos até então. Ele afetou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana e causou mudanças substanciais nas ciências da saúde e, portanto, na …

'Síndrome de Havana': lesão cerebral atinge ao menos 130 diplomatas e oficiais americanos, dizem EUA

Diplomatas, agentes da CIA e oficiais de defesa dos EUA relataram sintomas graves da perturbação conhecida como "síndrome de Havana" nas últimas semanas. O elevado número de casos causa espanto. Nas últimas semanas, foram relatados mais …

RJ comunica 1º caso de raiva em cachorro em quase três décadas

Pela primeira vez desde 1995, o Laboratório Municipal de Saúde Pública (Lasp) do Rio de Janeiro diagnosticou um caso de raiva animal. A descoberta parte do resultado de perícia no corpo de um cão morto …

O que dizem cientistas sobre isenção de máscaras para vacinados nos EUA

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (13/05) o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção na maioria das situações para pessoas que já foram completamente vacinadas contra a covid-19. Segundo a nova orientação do …

Putin: Rússia reagirá de maneira devida às ameaças perto de suas fronteiras

Durante reunião com membros do Conselho de Segurança da Rússia nesta sexta-feira (14), o presidente da Rússia pediu que lhe fosse reportado sobre o agravamento do conflito israelo-palestino, que toca diretamente os interesses de segurança …

Covid: 16 mil pessoas foram imunizadas com doses de vacina trocadas no Brasil

Um levantamento de dados da Folha de São Paulo com informações do DataSUS, base de dados do Ministério da Saúde, mostrou que pelo menos 16 mil pessoas receberam doses de vacinas diferentes em seu processo …

Covid-19: diretor do Butantan prevê vacinação lenta até setembro no Brasil

Como diretor do Instituto Butantan desde 2017, Dimas Covas sempre precisou aliar o conhecimento técnico e científico com as particularidades do mundo político que, na visão dele, não parecem seguir uma lógica. E essa necessidade se …

Escalada de violência entre israelitas e palestinianos já fez mais de 100 mortos

O conflito entre israelitas e palestinianos subiu de tom na madrugada de hoje, com o Exército israelita a bombardear a faixa de Gaza. Desde segunda-feira já morreram 119 palestinianos nestes ataques, entre eles 31 …

Maduro diz estar disposto a negociar com oposição

Declaração é feita após líder oposicionista Juan Guaidó propor diálogo mediado por comunidade internacional. Noruega já estaria em contato com regime e oposição. O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta quarta-feira (12/05) que está disposto …