Estado americano de Utah quer descriminalizar a poligamia

Uma comissão do Senado de Utah adotou nesta quarta-feira, por unanimidade, um projeto de lei que visa descriminalizar a poligamia. A prática é comum neste Estado do oeste americano, berço da religião Mórmon.

O texto deve ainda ser votado em plenário pela maioria dos senadores. Ele modifica uma lei de 2017 que considerava a poligamia um “crime” passível de uma pena de cinco anos de prisão, que poderia ser reforçada a 15 anos de prisão em casos de violência, abuso ou fraude.

O projeto de lei, defendido pela senadora Deidre Henderson, descriminaliza apenas a poligamia consentida entre adultos, que passa ser uma simples infração, punida com uma multa de US$ 750. Os casos envolvendo violência, abuso ou fraude continuam sendo crimes.

Multa proposta no projeto de lei é inferior a algumas infrações rodoviárias, por exemplo, o que leva os opositores da medida a dizer que ela vai contribuir para reforçar os abusos cometidos nas famílias polígamas.

“A proposta não protege as milhares de vítimas – homens, mulheres e crianças – que foram programados desde o berço por seus pais a calar a boca, a obedecer, a ser polígamas ou ser destruídas”, acusa a Saoud Choices Coalition que milita contra a poligamia. Segundo essa ONG, a prática é propicia aos abusos sexuais e psicológicos.

Vítimas poderão denunciar abusos?

A senadora Henderson se defende dizendo que, ao contrário, seu projeto vai facilitar as denúncias dessas violências porque as vítimas não terão mais medo de serem acusadas por poligamia.

O mesmo argumento foi usado pela poderosa organização de defesa dos direitos humanos americana ACLU. A associação é a favor do projeto de lei em nome da “liberdade de religião e crença”. “Apoiamos a descriminalização da poligamia, desde 1991, desde que ela seja praticada por adultos que aceitaram livremente”, declarou a advogada da ACLU de Utah, Marina Lowe.

Na prática, as autoridades de Utah não punem, na maioria dos casos, os casais que praticam a poligamia consensual. Mas o tema é importante neste estado americano onde 60% da população – cerca de 3 milhões de habitantes – são mórmons.

A sede da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, nome oficial da religião Mórmon, é em Salt Lake City. Durante muito tempo, ela reivindicou a poligamia por razões religiosas. Em 1890, pressionada pelo Estado federal, a Igreja proibiu a prática, mas dezenas de fundamentalistas continuam sendo polígamos e defendem publicamente esta opção.

// RFI

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A poligamia dos mórmons é aceita apenas para os homens. Perguntem a eles se suas mulheres têm os mesmos direitos. Essas coitadas são meras procriadoras, que se acabam em ter um filho atrás do outro, enquanto o marido goza dos “privilégios” de ter quantas mulheres quiser.
    Onde e como ficam os filhos nesse relacionamento inconsequente? Como fica seu desenvolvimento emocional, afetivo, familiar e social?
    O Mormonismo é uma religião aberrante, se comparada com a Bíblia Sagrada. Prega “um outro evangelho”, uma fantasia que cativou muitos incautos.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …

Pesquisadores portugueses revelam que os neandertais foram pioneiros na exploração de recursos marinhos

Um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Lisboa (Portugal) descobriu que a familiaridade dos hominídeos com o mar e os seus recursos é muito mais antiga do que se pensava – ao que …

Filipinas: presidente Duterte diz que polícia deve matar quem perturbar confinamento

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, disse que as forças de ordem podem abater qualquer pessoa que provoque “transtornos” nas regiões onde o confinamento da população foi decretado. As autoridades do país tentaram minimizar as declarações …

Evangélicos fazem coro com Bolsonaro e negam riscos do coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro gosta de copiar o seu ídolo americano, Donald Trump – da suposta inofensividade do coronavírus até os poderes de cura de medicamentos como cloroquina e hidroxicloroquina, passando pela teoria da conspiração …

'Estamos em guerra': França confiscou 1 milhão de máscaras destinadas à Espanha e Itália

Os dois países se envolveram em uma disputa diplomática depois que parte das máscaras com destino a outros países vindas da China foram retidas em cidades francesas. As autoridades francesas apreenderam milhões de máscaras que uma …

Sobrevivente da 2ª Guerra e Gripe Espanhola se cura do coronavírus ao 104 anos

Depois da Segunda Guerra Mundial e da pandemia de gripe espanhola, a nova inimiga do soldado aposentado William ‘Bill’ Lapschies, nascido em Salem em 1916, foi a Covid-19 – e ele venceu a batalha! Aos 104 …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

UE teme que política autoritária adotada na Hungria por causa do coronavírus tenha efeito dominó no bloco

Em nome da luta contra o novo coronavírus, a Hungria estabeleceu estado de emergência e concedeu poderes ilimitados ao governo de Viktor Orbán. A Europa condena o uso político da pandemia da Covid-19 e …

Grécia põe campo de refugiados em quarentena após infeção

Autoridades confirmam ao menos 20 infecções, todas sem sintomas. Exames foram feitos após uma mulher que deu à luz ter testado positivo para o novo coronavírus no hospital. A Grécia colocou em quarentena o campo de …

Bactérias em rochas a 6 km de profundidade no Pacífico reacendem esperanças de vida em Marte

Bactérias unicelulares recém-descobertas nas profundezas marinhas deram aos investigadores pistas sobre como podem encontrar vida em Marte. A novidade científica foi anunciada hoje (2) no portal SciTechDaily em um artigo da Universidade de Tóquio, Japão. Estas …