Estrada em área de maior biodiversidade do Brasil causa temor por gado e mineração

Thiago Gomes / Agência Pará

O governo brasileiro deseja criar uma conexão rodoviária entre o Acre e o Peru, vizinho amazônico do nosso país, desde meados da década de 1970.

Adormecido até recentemente, os planos mudaram com a eleição de Jair Bolsonaro e, conforme mostrou matéria da Folha de São Paulo, o processo para abrir o caminho entre a malha viária brasileira e a peruana está a todo o vapor.

A ideia pode causar a morte de diversas espécies, fragilizar populações indígenas e, em última instância, abrir uma vereda para a destruição do Parque Nacional da Serra do Divisor, dono da área com maior biodiversidade do mundo, com a invasão de mineradoras e criações de gado em um dos rincões do país.

Indígenas puyanawa receberam Ministro do Meio Ambiente, um dos principais defensores da criação da estrada, que pode afetar diversas espécies endêmicas da região e certamente afetará biodiversidade da Serra do Divisor

Não há conexão rodoviária entre o nosso Brasil e o Peru. Desde 1989, está previsto em lei que o Parque Nacional da Serra do Divisor teria, em seu meio, uma rodovia que conectaria a cidade de Mâncio Lima a Pucallpa, na Amazônia Peruana.

Esse projeto, entretanto, estava esquecido há anos. Além do custo de uma obra monumental, que poderia acabar como a Transamazônica (iniciada durante a ditadura militar e até hoje não concluída), existe um custo para as vidas do povo Puyanawa, que vive na região do Parque Nacional da Serra do Divisor.

Privatização e rodovias afetam a diversidade

Agora, além da pressão para a extensão da rodovia, pipocam projetos para privatizar o território protegido, além de tentativas de autorização da extração de madeira, criação de gado e mineração na região.

“O entorno da nossa terra já está todo comprometido. Já sabemos o prejuízo que as invasões causam. Os brancos vivem caçando na nossa terra, e as instituições ambientais não têm uma política para impedir. Imagina uma rodovia. Quantos milhões de pessoas vão transitar? Vai aumentar o agronegócio? Vai. Mas a nossa sobrevivência não está no agronegócio”, afirmou o cacique Joel Puyanawa, vereador pelo PT de Mâncio Lima, à Folha.

“Essa rodovia ameaça 100% a nossa terra, destrói o nosso sítio sagrado. Basta o prejuízo que tivemos com o coronel. Se a rodovia sair, extermina a história do nosso povo”, conclui ao jornal paulista. Joel relembra a história de Mâncio Lima, coronel da Seringa que escravizou indígenas para extração da borracha e é tido como herói pela elite acreana.

O governo brasileiro pressiona pela aprovação do projeto e Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, afirma que o projeto colabora para a integração nacional.

Com a criação da estrada, o desejo de investidores, invasores e garimpeiros pelo santuário da biodiversidade brasileira no pulmão verde do mundo vai crescer, não há dúvida.

Resta saber se o governo Bolsonaro terá tempo suficiente para destruir o Parque Nacional da Serra do Divisor.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

As vovós que lutam pela democracia na Polônia

Idosas polonesas organizam protestos regulares contra erosão da democracia no país, governado por partido ultraconservador. "Não sou capaz de ficar tranquila em casa, cada violação dos direitos me dói", diz aposentada. Clima de fim de expediente …

Coruja super rara dá o ar da graça depois de 125 anos

A coruja rajá de Bornéu (Otus brookii brookii) é uma espécie tão pequena que apenas seu tamanho já tornaria sua identificação mais complexa. Nativa do Sudeste da Ásia e com peso médio de apenas 100 gramas, …

Nintendo bate todos os recordes de lucros com videogames durante a pandemia

A Nintendo apresentou resultados recordes para o ano fiscal de 2020/21 encerrado em 31 de março, impulsionada pela mania global dos videogames em tempos de pandemia, mas o grupo japonês não espera repetir essa …

Doença cerebral misteriosa intriga médicos no Canadá

Médicos no Canadá têm deparado com pacientes que apresentam sintomas semelhantes aos da doença de Creutzfeldt-Jakob, um mal raro e fatal que ataca o cérebro. Mas quando resolveram investigar o mal em mais detalhe, o …

Governador do Rio diz que operação que terminou com 25 mortos foi ação de 'inteligência'

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, afirmou que a operação da Polícia Civil realizada no Jacarezinho foi "ação pautada e orientada por longo e detalhado trabalho de inteligência e investigação".  A operação terminou com …

Butantan diz que ataques de Bolsonaro à China afetam vacinas

Presidente insinuou que chineses, principais fornecedores de matéria-prima para imunizantes ao Brasil, criaram vírus como parte de "guerra química". "Essas declarações têm impacto", diz diretor do Instituto Butantan. A direção do Instituto Butantan e o governador …

Fotos da última sessão de Kurt Cobain são vendidas como NFT

As imagens da última sessão de fotos da vida do compositor e cantor Kurt Cobain irão a leilão em formato de token não-fungível, os célebres NFTs. O anúncio foi feito por Jesse Frohman, fotógrafo por trás …

EUA, França e Rússia apoiam quebra de patentes contra a Covid-19, mas laboratórios resistem

A ideia de suspender as patentes da fabricação de vacinas contra a Covid-19 continuou a ganhar apoio em todo o mundo nesta quinta-feira, após o impulso inicial dado Estados Unidos. Porém, os laboratórios resistem, …

Descoberta a evidência mais antiga de atividade humana

Uma das atividades mais antigas de humanos foi identificada em uma caverna na África do Sul. Uma equipe de geólogos e arqueólogos encontrou evidências de que nossos ancestrais estavam fazendo fogo e ferramentas na Caverna …

Jeff Bezos: os planos do homem mais rico do mundo para voo espacial turístico

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, afirma que está pronto para levar pessoas ao espaço. A empresa Blue Origin, do empresário americano detentor de uma fortuna estimada em R$ 1 trilhão, diz que lançará uma tripulação …