Estudo demonstra efeito destrutivo do coronavírus no cérebro

Foi realizada uma pesquisa que testou a reação imunológica de ratos ao SARS-CoV-2. Quando foram infectados através do cérebro, os roedores morriam, enquanto os infectados pelos pulmões sobreviveram.

Além de visar os pulmões, os rins, o fígado e os vasos sanguíneos, o novo coronavírus também ataca o cérebro, sugere um novo estudo citado pelo jornal The New York Times.

O SARS-CoV-2 invade as células neurológicas e cria cópias de si próprio, e parece sugar todo o oxigênio neurológico, matando de fome as células. Tudo isso também provoca dores de cabeça, confusão e delírio em 40% a 60% dos pacientes infectados com o vírus, de acordo com um estudo publicado em junho.

“Se o cérebro for infectado, pode ter uma consequência letal”, afirma a dra. Akiko Iwasaki, uma imunologista da Universidade de Yale, EUA, que liderou a pesquisa.

Até agora “não tínhamos visto realmente muitas evidências de que o vírus pode infectar o cérebro, mesmo sabendo que era uma possibilidade potencial […]. Estes dados apenas fornecem um pouco mais de evidência que certamente podem”, sublinha o dr. Michael Zandi, neurologista consultor do Hospital Nacional de Neurologia e Neurocirurgia no Reino Unido.

No novo estudo, a dra. Iwasaki e seus colegas documentaram a infecção cerebral de três maneiras: no tecido cerebral de uma pessoa que morreu de COVID-19, em um modelo de rato e em organoide, grupos de células cerebrais em um prato de laboratório destinado a imitar a estrutura tridimensional do cérebro.

O vírus do zika também infecta o cérebro, mas o novo coronavírus é mais furtivo, explorando o funcionamento das células cerebrais para se multiplicar, mas sem as destruir. Em vez disso, elimina o acesso ao oxigênio por parte de outras células, sem invocar uma resposta imunológica.

“É uma espécie de infecção silenciosa. Este vírus tem muitos mecanismos de evasão”, comenta Iwaki. Os pesquisadores ainda desconhecem se o processo de eliminação de sinapses, que ligam os neurônios, é reversível.

O vírus parece usar particularmente a proteína ACE2 das células do cérebro para entrar em um corpo. De fato, quando a equipe testou dois grupos de ratos, infectando um com a proteína no cérebro, e outro nos pulmões, o primeiro grupo rapidamente perdeu peso e morreu em um espaço de seis dias. O segundo grupo não sofreu nenhum desses destinos.

Dr. Zandi e seus colegas publicaram uma pesquisa em julho mostrando que alguns pacientes com a COVID-19 desenvolvem sérias complicações neurológicas, incluindo danos aos nervos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …