Estudo mensura pela primeira vez influência do Sol no aquecimento global

SDO / NASA

-

As oscilações da atividade solar têm um efeito perceptível sobre o clima terrestre, foi o que descobriu um grupo de pesquisadores da Suíça, que conseguiu estimar pela primeira vez a influência do astro rei no aquecimento global do planeta Terra, informou nesta segunda-feira o Fundo Nacional Suíço.

O mundo da ciência já sabia que as oscilações da atividade solar modificam a intensidade da radiação que chega à Terra, mas determinar se essas variações exerciam ou não uma influência mensurável sobre o clima terrestre constituiu uma questão central da pesquisa climática.

Os cientistas envolvidos no estudo partiram da hipótese de que os raios lançados pelo Sol no planeta provocam variações “mais importantes” que as reunidas em modelos anteriores, com o argumento de que esta é a única explicação para as mudanças climáticas naturais que o planeta experimentou nos últimos milênios.

Analistas do Observatório de Física Meteorológica de Davos, do Instituto Federal de Ciência Aquática e Tecnologia (Eawag) da Suíça, do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique e da Universidade de Berna se basearam em análises numéricas de computador para estabelecer uma estimativa “sólida” da influência da estrela sobre a temperatura da Terra durante os próximos 100 anos.

Financiados pelo Fundo Nacional Suíço, os cientistas descobriram que, após uma fase de alta intensidade solar após 1950, a atividade do Sol diminuirá em breve. O estudo prevê que uma radicação mais fraca da estrela pode contribuir para uma redução total da temperatura terrestre de 0,5 grau.

Este efeito, no entanto, não compensará o aquecimento do planeta induzido pelas atividades humanas, que provocou um aumento de aproximadamente um grau centígrado da temperatura global em comparação com os números registrados na era pré-industrial.

No entanto, o diretor do Observatório de Física Meteorológica de Davos e responsável do projeto, Werner Schmutz, afirmou que o descobrimento desta redução da atividade solar é “importante” e pode ajudar a lidar com as consequências da mudança climática.

“Poderemos ganhar um tempo precioso se a atividade do Sol diminuir e se houver uma ligeira redução do auge das temperaturas terrestres”, disse Schmutz, que detalhou que este “respiro será passageiro“, pois, “após um mínimo de atividade solar, sempre vem um máximo”.

Além disso, os cientistas lembraram que “sempre é complicado” prever como o próximo ciclo do astro rei afetará a Terra, pela impossibilidade de ter acesso a todos os dados da atividade solar e da temperatura do planeta.

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Estudante abre fogo em escola na Califórnia

Ao menos duas pessoas morreram e outras três ficaram feridas depois que um aluno abriu fogo nesta quinta-feira (14/11) numa escola secundária no sul da Califórnia, nos Estados Unidos, causando pânico entre estudantes e funcionários. …

Governo italiano deve decretar estado de catástrofe natural em Veneza

Metade da cidade está debaixo d’água, atingida pela pior cheia em 53 anos. O nível subiu 187 cm na terça-feira (12), o segundo mais alto desde 1966. A situação levou o governo a decidir decretar …

Oxigênio descoberto em Marte intriga cientistas da NASA

Padrão de comportamento do oxigênio recém-descoberto pelo rover Curiosity, da NASA, é tão diferente que os cientistas não conseguem desvendá-lo através dos processos químicos conhecidos pela ciência. A agência espacial norte-americana divulgou os resultados da análise …

O misterioso "Monstro Tully" acaba de ficar ainda mais esquisito

Um fóssil de 300 mil anos descoberto na década de 1950 no estado de Illinois (EUA) tem gerado muitas discussões entre cientistas. Batizado de Tullimonstrum, ou Monstro Tully, ele se parece com uma lesma. Mas …

Com asilo a Evo Morales, diplomacia mexicana dá passo à esquerda

México assume liderança esquerdista na América Latina ao receber o ex-presidente boliviano. Para analistas, medida desvia atenção de problemas internos, mas é jogo perigoso diante da dependência econômica dos EUA. A viagem de Evo Morales ao …

Incêndios florestais matam quatro pessoas e centenas de cangurus na Austrália

O número de vítimas pelos incêndios no leste da Austrália, onde 140 focos ainda continuam ativos, subiu para quatro nesta quinta-feira (14), com a descoberta de um cadáver perto da cidade de Kempsey, em Nova …

Holanda reduzirá limite de velocidade para combater poluição

O governo da Holanda reduzirá o limite máximo de velocidade nas rodovias do país como parte de uma série de medidas para combater as emissões de óxido de nitrogênio, geradas em grande parte por veículos …

A polêmica sobre campos de extermínio nazistas que opôs a Polônia ao Netflix

O primeiro-ministro da Polônia, Mateusz Morawiecki, enviou uma carta ao Netflix insistindo em mudanças no documentário The Devil Next Door (o diabo ao lado), sobre campos de extermínio nazistas. Na carta enviada no domingo, 10, e …

O único problema de ser filho único é o estigma

Filhos únicos possuem uma péssima reputação. Quantas vezes você não observou algum pai ser criticado por escolher ter apenas um pimpolho? “Ele vai ficar mimado, muito sozinho, egoísta, etc. etc. etc”. É um senso comum. Parece, …

Epidemia mundial: Pneumonia mata uma criança de menos de 5 anos a cada 39 segundos

O Dia Mundial da Pneumonia é comemorado em 12 de novembro. A data foi proposta pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção da doença, …