Cientistas garantem ter explicação para o Triângulo das Bermudas (e é simples)

(cv) Fox News

Ondas “selvagens” com 30 metros de altura, que duram apenas 10 minutos, poderiam causar os desaparecimentos no Triângulo das Bermudas

Uma equipe de cientistas britânicos divulgou uma teoria – que garantem ser a mais recente – para os misteriosos desaparecimentos de navios e aviões na zona do Oceano Atlântico conhecida por Triângulo das Bermudas. A culpa pode ser de ondas traiçoeiras de mais de 30 metros.

Desde erros humanos a “bombas de ar” provocadas por nuvens hexagonais, são inúmeras as explicações para o mistério em torno do Triângulo das Bermudas, extensão de mar no Oceano Atlântico Norte, situada entre a Flórida, as Bermudas e Porto Rico, e onde já desapareceram centenas aviões e navios. Mas agora há mais uma teoria.

Cientistas da Universidade de Southampton, na Inglaterra, culpam as ondas traiçoeiras pelos misteriosos desaparecimentos.

Estão em questão ondas súbitas e enormes que podem medir até 30 metros de altura e podem durar apenas alguns minutos. Observadas pela primeira vez em 1997, essas ondas podem aparecer do nada, com extrema potência e força suficiente para afundar o maior dos navios.

Na pesquisa, os cientistas criaram um modelo do USS Cyclops, um navio de grande dimensão que desapareceu no Triângulo das Bermudas em 1918, com 300 pessoas a bordo. Depois, simularam em laboratório uma dessas ondas traiçoeiras que rapidamente afundou o modelo do navio.

A demonstração parece confirmar que o cenário fictício pode se repetir na realidade no Triângulo das Bermudas, até porque a área tem condições propícias para a formação dessas ondas traiçoeiras.

“Há tempestades para sul e norte que se unem. E se houver outras adicionais da Flórida, pode ser uma formação potencialmente fatal de ondas traiçoeiras“, explica  o oceanógrafo Simon Boxall, que esteve envolvido na pesquisa, à Fox News. O cientista salienta que são ondas “íngremes”, que podem atingir “mais de 30 metros”.

O mistério do Triângulo das Bermudas pode ter sido (outra vez) finalmente explicado. Mas nem todos os cientistas compartilham do entusiasmo de Boxall. Aleksandr Zhigalin, da Academia das Ciências da Rússia, é um deles.

Segundo Zhigalin, a teoria das ondas de Boxall pode explicar o desaparecimento de navios, mas não dos inúmeros aviões que desapareceram no famigerado triângulo. “O Triângulo das Bermudas é um enigma da moda, há muito tempo para se desvendar”, e talvez seja cedo para concluir que o mistério está resolvido, diz o cientista à Sputnik.

Estima-se que, nos últimos 100 anos, o misterioso Triângulo das Bermudas tenha provocado a destruição de 75 aviões e afundado centenas de barcos e navios – provocando mais de mil mortes. Em média, 5 aviões desaparecem na região todos os anos.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Contradizer essa teoria das ondas gigantes é ainda mais simples do que a explicação deles. Se os navios, barcos e aviões tivessem sido afundados por qualquer que fosse a causa, onde estão os destroços? Nunca ninguém encontrou rastros de nada absolutamente!!

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …