Facebook mantém suspensão de Donald Trump

Painel de especialistas diz que foi correta a decisão de proibir o ex-presidente de postar na mídia social, mas critica forma como ela foi tomada e encomenda nova revisão.

Um painel independente de jornalistas, juristas e ativistas designado pelo Facebook decidiu nesta quarta-feira (05/05) por manter a suspensão da conta do ex-presidente americano Donald Trump na rede social.

O painel, que delibera sobre as decisões de conteúdo da empresa, considerou que foi correta a decisão de proibir Trump de postardepois que ele usou a ferramenta para fomentar a invasão do Capitólio em janeiro. A invasão terminou com cinco mortes e foi considerada um grave atentado à democracia americana.

O risco contínuo de violência, afirmou o painel, “justificava” a suspensão.

A decisão torna difícil para Trump voltar às principais mídias sociais do mundo, que serviram de trampolim para ele montar uma base eleitoral, chegar à presidência e, uma vez na Casa Branca, manter a comunicação com seus adeptos, contornando a mídia tradicional.

Twitter e YouTube também baniram Trump em janeiro, sob o argumento de que o risco de dano e o potencial de violência que ele criou eram grandes demais para permitir que ele continuasse postando.

“Decisão certa, mas arbitrária”

Na decisão publicada nesta quarta-feira, o conselho ressaltou que “apoia” a suspensão das contas do ex-presidente porque suas publicações durante o ataque ao Capitólio “violaram gravemente as regras” de utilização da rede social, mas considerou que a sanção, por tempo indefinido, é arbitrária.

“Não é permitido que o Facebook mantenha um usuário fora da plataforma por um período indefinido, sem nenhum critério por quanto tempo ou se a conta será restaurada”, disseram os especialistas. O painel disse que o Facebook “pode impor uma suspensão limitada de tempo ou a exclusão da conta”.

“Em vez de aplicar uma das sanções estabelecidas por violações graves, o Facebook concebeu uma suspensão indefinida que não está incluída nas suas políticas de conteúdo (…) uma sanção arbitrária”, detalhou o organismo independente.

Os 20 membros do conselho ainda lamentaram que o veto tenha ocorrido “sem critérios que possam ser examinados pelos utilizadores ou observadores externos” e, portanto, pediram à empresa que “reexamine” sua sanção e imponha outra em conformidade com os regulamentos internos da rede social.

Decisão terá que passar por revisão

Esta revisão deve ocorrer durante os próximos seis meses, e o Facebook comprometeu-se, desde o momento da criação do conselho em 2019, a cumprir todas suas resoluções.

Se o Facebook determinar que deve suspender o veto indefinido, Trump poderá voltar a utilizar suas contas no Facebook e no Instagram, embora no momento ainda esteja bloqueado na maioria das outras redes sociais, como Twitter e YouTube.

Mark Meadows, ex-chefe de gabinete de Trump, condenou a decisão da empresa que gere o Facebook. Para ele, a decisão tem um efeito negativo na liberdade de expressão.

É um dia triste para a América, é um dia triste para o Facebook”, disse Meadows, em entrevista ao canal Fox News.

O antigo conselheiro de Trump Jason Miller chegou a anunciar que o ex-presidente lançaria a sua própria plataforma digital, “com dezenas de milhões de seguidores”, mas, no momento, existe apenas um “blog” associado a um site com algumas mensagens datadas de fevereiro deste ano.

Outras redes

Outras redes sociais tomaram medidas semelhantes às do Facebook, após a invasão do Capitólio, e mantiveram Trump sem o direito de postar.

O YouTube anunciou que vai esperar até que “o risco de violência diminua”, antes de permitir que o ex-presidente volte a colocar vídeos no seu canal.

O Twitter – a rede social preferida de Trump, que tem quase 89 milhões de seguidores – suspendeu a conta do ex-presidente, de forma irrevogável. Mas Jack Dorsey, o fundador da rede social, lamentou não ter existido a possibilidade de “promover uma conversa saudável”.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …