Gatos não são antissociais (nós é que somos)

Jamie Baker / Flickr

Os gatos têm a fama de serem arrogantes e insensíveis. No entanto, um estudo recente sugere que essas características são totalmente injustificadas: afinal, os antissociais somos nós.

Há quem acredite que os gatos são antissociais e insensíveis, capazes de ignorar as pessoas sem que se sintam culpados por tal ato de malvadez. No entanto, um recente estudo mostrou que, afinal, esses animais só tratam assim quem não lhes dá atenção, fazendo jus ao ditado popular “a vingança é um prato que se come frio”.

Assim, se o seu gato insiste em ignorá-lo é porque, muito provavelmente, você não está dando a atenção que devia. Em outras palavras, seu animal de estimação está apenas exibindo o comportamento espelhado do ser humano.

A pesquisa sobre o comportamento dos felinos foi realizada por cientistas da Universidade Estadual do Oregon, nos Estados Unidos.

Nas experiências, os voluntários passaram algum tempo com dois grupos de gatos: o primeiro grupo vivia com seus donos no conforto do lar, enquanto que o segundo era formado por gatos que viviam am abrigos para animais abandonados.

Kristyn Vitale, principal autora do estudo publicado recentemente na Behavioral Processes, explicou que, em ambos os grupos, os cientistas perceberam que os gatos passam muito mais tempo com pessoas que lhes dão atenção do que com pessoas que os ignoram.

O resultado obtido pela equipe de Vitale derruba o mito de que os gatos são animais antissociais e que não retribuem a atenção dos seres humanos. Afinal, a peça mal encaixada do quebra-cabeça somos nós, e não os bichanos.

Outra curiosidade observada pelos pesquisadores está relacionada com a carência dos felinos. Os cientistas notaram que os gatos que viviam em abrigos passaram mais tempo com as pessoas que os ignoravam do que os gatos domésticos por estarem muito carentes de atenção.

John Bradshaw, da Universidade de Bristol, no Reino Unido, defende que os gatos são animais muito territorialistas e que podem ter comportamentos diversos dependendo do lugar onde se encontram. Ainda assim, é inegável que a maioria desses felinos é mais amigável do que o que a maioria das pessoas pensa, adianta o IFL Science.

Para Vitale, o principal objetivo do estudo é derrubar mitos. “A ideia de que os cães são mais sociáveis que os gatos está muito presente. Mas existem muitas variabilidades nessas duas populações”, aponta a pesquisadora.

Essa pesquisa pode não ser suficiente para convencer os amantes de cães, mas parece ser suportada por estudos anteriores que provaram que os gatos preferem passar mais tempo interagindo com humanos do que com brinquedos ou comida.

É certo que cada gato é um gato. Ainda assim, as evidências científicas dando um empurrão, é provável que esses felinos percam a reputação de antissociais em breve.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Suprema corte autoriza a divulgação de documentos financeiros de Trump

A Suprema Corte dos Estados Unidos impôs uma grande derrota a Donald Trump, ao decidir que um procurador de Nova York tem direito de acesso a vários documentos financeiros do presidente, incluindo declarações de …

O fenômeno "água morta", observado a mais de cem anos, é finalmente explicado

Finamente uma equipe com especialistas de múltiplas áreas CNRS e da Universidade de Poitiers, ambas na França, decifrou a misteriosa ocorrência pela primeira vez. O estranho é fenômeno que desacelera navios ou faz que eles parem …

Pode mesmo haver vida nas nuvens de Vênus, dizem cientistas

Quem gosta de astronomia não deve saber que Vênus não é o mais habitável dos planetas. Com temperaturas em torno de 470ºC e com uma atmosfera formada por dióxido de carbono e nitrogênio noventa vezes …

Cientistas rebatem decisão da China de coletar DNA de homens e meninos

Um relatório que revelou que a China está coletando DNA de milhões de pessoas para ajudar a solucionar crimes. Essa informação tem levantado preocupações entre os pesquisadores sobre privacidade e consentimento, sob o argumento de que …

China revela análise de substância estranha encontrada na Lua em 2019

Em julho de 2019, a equipe da missão chinesa Chang'e 4 encontrou uma substância estranha na Lua. A descoberta foi anunciada em agosto do mesmo ano, chamando a atenção da comunidade científica, mas nada foi …

Cientistas alertam OMS para transmissão aérea do coronavírus além de dois metros

A transmissão aérea do novo coronavírus interpela os especialistas desde o início da pandemia. Nessa segunda-feira, um grupo de 239 cientistas alertou as autoridades de saúde do mundo inteiro, e em particular a OMS, …

Governo tem que tirar garimpeiros de terras yanomami em 15 dias para começar a enfrentar covid-19 em áreas indígenas

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou que o Governo Federal deveria retirar os garimpeiros das terras yanomami de Roraima como medida para conter o avanço do novo coronavírus nos territórios indígenas. A decisão liminar …

Encontrada a origem da vida no universo

Uma estrela morre por segundo no universo. Mas esses objetos estelares não somem totalmente, algo sempre fica para trás. Certas estrelas entram em supernova, que geram um buraco negro ou uma estrela de nêutrons, enquanto a …

Bolsonaro afirma que está com covid-19

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (07/07) que seu exame para detectar a covid-19 teve resultado positivo. Bolsonaro, de 65 anos, se submeteu ao exame na segunda-feira, após dizer que estava sentindo sintomas leves da …

Caso de peste bubônica é confirmado na China

Enquanto o mundo vem buscando tratamentos para a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), antigas doenças e ameças podem ressurgir, como um sinal de alerta para a sociedade. É esse o caso relatado pelas autoridades da saúde …