Governo de Bachelet sofre derrota em eleições municipais no Chile

(dr) Alex Ibanez /presidência do Chile

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, discursa no Palácio da Moeda, em Santiago, após as eleições municipais de domingo

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, discursa no Palácio da Moeda, em Santiago, após as eleições municipais de domingo

As eleições municipais no Chile, ocorridas neste domingo (23), impuseram uma derrota nas urnas aos partidos que fazem parte do governo da presidente Michelle Bachelet.

A coalizão de centro-esquerda Nova Maioria ficou com 37,07% dos votos contra 38,53% do grupo de direita Chile Vamos, com cerca de 96% das urnas apuradas.

O resultado final deve ser anunciado ainda nesta segunda-feira (24), mas Bachelet já reconheceu a derrota e disse que o governo precisa “ouvir” o recado dado pelas urnas.

“Os chilenos nos deram uma mensagem dupla. A Nova Maioria, a coalizão do governo, perdeu seu nível de apoio em vários lugares e devemos escutar essa chamada de atenção porque tem fundamento. Às vezes, nós mostramos mais divisão que unidade em temas que importam de verdade para os cidadãos e os chilenos querem uma política melhor e mais justa”, disse a mandatária.

Visivelmente surpresa com a forte queda de sua base, Bachelet também ressaltou a forte abstenção registrada nas urnas e destacou que esse é um “poderoso alerta” para toda a classe política.

“É um mal-estar que cresce e que mostra que a fortaleza da nossa democracia está afetada”, disse a presidente ressaltando que isso “não é apenas uma simples expressão de desinteresse, mas um aborrecimento direto”.

Bachelet questionou ainda se todos – governo e oposição – “estão oferecendo as reais demandas cidadãs do país”, que envolvem a “probidade, a eficiência e a proximidade”.

Cerca de 14,1 milhões de chilenos estavam aptos ao voto, mas o número total de pessoas que se foram aos centros de votação não chegou aos cinco milhões. O índice de abstenção é o mais baixo desde a volta da democracia ao Chile, em 1990.

Principais derrotas

A coalizão de direita recuperou cidades emblemáticas para o governo de Bachelet. Apesar de não ser a maior cidade do país, a capital Santiago voltou para as mãos da oposição com a derrota de Carolina Tohá para Felipe Alessandri. Tohá era uma aposta de renovação política da esquerda chilena.

O município de Providência também saiu das mãos da base de Bachelet, onde a ex-ministra e ex-senadora Evelyn Matthei teve grande vitória contra a socióloga e atual prefeita Josefina Errázuriz.

Já em Maipú, a vencedora foi a ex-dançarina de um programa de televisão e esposa do deputado Joaquín Lavín, Catherine Barriga, que derrotou o atual prefeito Cristián Vittori, investigado por corrupção e o social-democrata Freddy Campusano.

Ao sul da região metropolitana, em Pedro Aguirre Cerda, a atual prefeita Claudina Núñez perdeu para o médico independente Juan Rozas – que também derrotou a coalizão de direita.

Outra surpresa ocorreu em Valparaíso, considerado uma base da esquerda chilena, onde o ex-líder estudantil Gabriel Boric derrotou o representante do governo, Leopoldo Méndez, e o atual prefeito da direita, Jorge Castro.

Em números totais, com os votos computados até agora, a coalizão de esquerda ficou com 143 prefeituras – contra 167, em 2012 – e a direita subiu de 121 para 142 cidades.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cidade de interior de SP inicia tarifa zero no transporte público

Enquanto diversas capitais ao redor do país aumentam o valor das passagens no transporte público, algumas outras cidades pensam diferente. Se o transporte coletivo gratuito parece um sonho inalcançável e utópico, algumas administrações públicas buscam maneiras …

Quantos anos de vida saudável os ricos ganham em relação aos pobres?

Um novo estudo europeu e americano descobriu que os ricos possuem cerca de nove anos de vida saudável a mais do que os pobres. A pesquisa foi bastante abrangente – os cientistas analisaram dados de mais …

O país sul-americano que deve crescer 14 vezes mais que a China neste ano

A Guiana ganhou na loteria e está prestes a resgatar o prêmio. Seus vizinhos, especialmente a Venezuela, aguardam intrigados para saber em que ela vai gastar. De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a economia …

Portugal supera marca histórica de 500 mil imigrantes residindo no país; brasileiros são a maioria

Portugal atingiu um número recorde de imigrantes vivendo no país. O anúncio foi feito pelo governo nesta quarta-feira (15), durante debate no Parlamento sobre o Orçamento de Estado para 2020. "Os dados preliminares levam a dizer …

Papa Francisco nomeia primeira mulher para cargo de alto escalão no Vaticano

Pela primeira vez, uma mulher ocupará um cargo de alto nível no Vaticano. O Papa Francisco nomeou Francesca Di Giovanni para a função de vice-ministra da Secretaria de Estado da Santa Sé, órgão equivalente ao …

Khamenei chama Trump de "palhaço" e exalta ataque a bases dos EUA

Em primeiro sermão desde 2012, líder supremo do Irã afirma que Trump finge apoio ao povo iraniano e pede união após dizer que queda de avião foi "acidente trágico". EUA admitem que militares ficaram feridos. O …

Uma desconhecida explosão de ondas gravitacionais foi detectada na Terra

Os detectores de ondas gravitacionais da Terra, os observatórios LIGO e Virgo, identificaram uma misteriosa “explosão” de ondas gravitacionais não prevista na última terça-feira, 14 de janeiro. As ondas gravitacionais detectadas até hoje foram resultado de …

Twitter pede desculpas por permitir anúncios direcionados a neonazistas

O Twitter emitiu hoje (16), um pedido de desculpas público, logo após a BBC fazer uma denúncia de que a plataforma de anúncios da empresa estava permitindo o direcionamento de conteúdo para neonazistas e outros …

SP quer lei para incentivar uso de veículos híbridos e elétricos

Um novo projeto de lei apresentado em São Paulo pretende combater os problemas ambientais provocados pelos carros à combustão, que utilizam os tão poluentes combustíveis fósseis, através do incentivo ao uso de veículos elétricos ou …

Ataques iranianos teriam deixado 11 militares dos EUA feridos

Ao menos 11 militares norte-americanos foram retirados do Iraque para receberem tratamento médico em decorrência dos ataques iranianos contra as bases dos EUA. "Quando ficarem aptos para o serviço, estes militares regressarão ao Iraque", declarou à …