Há uma criptomoeda que se valorizou 800% em um mês – e não é a bitcoin

antanacoins / Flickr

Apesar de todas as dúvidas geradas pelo midiático crescimento da Bitcoin, nas últimas semanas, uma criptomoeda muito menos conhecida tem apresentado uma valorização bastante expressiva.

Trata-se da IOTA, um produto de investimento que se autodeclara a “coluna vertebral” da economia da Internet das Coisas (IoT, da sigla em Inglês para Internet of Things), termo usado para definir a comunicação via web entre objetos e equipamentos.

O valor da IOTA aumentou 774% desde o início de novembro até agora, apurou a BBC. Isto fez com que sua capitalização de mercado chegasse aos 12 mil milhões de dólares, permitindo que ingressasse na lista das cinco maiores divisas virtuais do mundo, a par de bitcoin, bitcoin cash, ehtereum e ripple, de acordo com o site MarketWatch.

O aumento foi verificado após a publicação de relatos de que várias empresas tecnológicas de renome, incluindo a Microsoft, coordenavam esforços com a ONG alemã que monitora a IOTA para criar um mercado seguro de dados, para que estes não sejam desperdiçados.

O cofundador e diretor executivo da IOTA, David Sonstebo, disse à rede americana CNBC que “99% dessa valiosa informação se perde no vazio”.

“A IOTA incentiva a ideia de compartilhar os dados por meio de transações livres de pagamento de uma taxa e assegurando gratuitamente a integridade da informação”, declarou.

Segundo o site especializado Cryptocurrencychart, no dia 6 de dezembro, a IOTA chegou a valer 4,5 dólares por unidade, enquanto a bitcoin ficou nos 12,9 dólares.

Crescimento polêmico

Ao contrário das moedas convencionais, as criptomoedas são representações digitais de um valor e não são emitidas por um banco central ou por uma entidade de crédito. São divisas virtuais.

A mais popular é mesmo a bitcoin, que teve um crescimento de 1.200% no seu valor, no último ano.

As moedas virtuais não são reguladas por governos, grandes bancos ou fundos de investimento, mas por investidores privados.

A bitcoin é basicamente um arquivo digital que existe online e que funciona como uma moeda alternativa. Não é impressa por governos ou bancos tradicionais, mas é criada por um processo computacional complexo conhecido como “mining” (mineração).

Todas as moedas e todas as transações feitas com as criptomoedas ficam registradas em um índice global – conhecido como blockchain, uma espécie de banco de dados descentralizado que usa um sistema de criptografia para registrar as transações.

Dessa forma, os arquivos não podem ser copiados ou defraudados e as transações não podem ser rastreadas.

As principais formas de comprar criptomoedas são com dinheiro “real”, vendendo produtos ou serviços remunerados em bitcoins, ou por meio de novas empresas que fabricam suas próprias moedas virtuais.

A IOTA diferencia-se das outras criptomoedas por não usar a tecnologia “blockchain”, mas uma outra chamada tangle, que promete ser mais veloz e não gera cobrança de taxas.

A maior bolha financeira da história?

Muitos analistas, incluindo o Nobel da Economia, Joseph Stiglitz, acreditam que a bitcoin será a maior bolha financeira da história.

“Por que as pessoas querem bitcoins? Por que as pessoas querem uma moeda alternativa? A verdadeira razão é para participar de atividades ilícitas: lavagem de dinheiro, evasão fiscal”, afirmou Stiglitz, citado pela BBC.

Para lá das advertências dos economistas, governos e bancos centrais, os investidores continuam apostando no crescimento do mercado das criptomoedas, ainda que continue a dúvida: se e quando essa bolha irá estourar.

Ciberia // BBC / ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Nada a ver com atividade ilícitas e sim deixar a prisão deste sistema bancário fraudulento e injusto… Que os bancos se reinventem 🙂

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Mistério de galáxia desprovida de matéria escura é revelado

As observações astronômicas apontam para forças de "maré" e comportamento "canibal" de uma galáxia vizinha, que explicariam a escassez deste componente invisível. Se alguma galáxia é pobre em matéria escura, pode ser devido a uma interação …

Maioria das vacinas da Moderna será reservada no início para os Estados Unidos

A Moderna espera disponibilizar entre 100 e 125 milhões de doses de sua vacina contra a Covid-19 no primeiro trimestre de 2021. A empresa anunciou, nesta quinta-feira que, no início, entre 85 e 100 …

Amazonas é 3º estado com mais queimadas, emissões e desmatamento

Pela primeira vez, o Amazonas assume a terceira posição nos três principais rankings que indicam o avanço da degradação florestal na Amazônia brasileira, incluindo indicadores de queimadas, emissões de gases de efeito estufa e desmatamento …

Sudão bane casamento infantil e mutilação genital feminina, mas prática apresenta desafios

Depois de derrubar o ditador Omar al-Bashir no ano passado, o Sudão deu importante passo para reverter alguns dos tantos horrores cometidos contra a população feminina no país – e tornou ilegal tanto o casamento …

Namíbia elege deputado chamado Adolf Hitler

O nome de um recém-eleito político da Namíbia, vem chamando atenção na mídia nacionais e internacionais. "Adolf Hitler teve uma vitória esmagadora nas eleições regionais na Namíbia", relatou o portal de notícias alemão Spiegel Online nesta …

Astrônomos mapeiam 1 milhão de galáxias previamente desconhecidas

Cerca de um milhão de galáxias previamente desconhecidas para além da Via Láctea foram adicionadas a um mapa detalhado de seção de espaço. Pesquisas sobre o espaço normalmente demoram anos para serem completas, mas um novo …

Brasil recebe vacina de Oxford em janeiro, promete Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o primeiro lote das vacinas de Oxford chega ao Brasil em janeiro. Serão 15 milhões de doses entre janeiro e fevereiro, totalizando 260 milhões ao longo do …

Cingapura é primeiro país a aprovar venda de carne de laboratório

Empresa californiana obteve autorização da cidade-Estado para usar sua carne de frango produzida a partir de cultura celular em chicken nuggets e garante que preço será competitivo. Cingapura é o primeiro país do mundo a aprovar …

Relatório da ONU aponta que 2020 deve ser um dos 3 anos mais quentes já registrados

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) publicou um relatório que aponta que o ano de 2020 deve ser um dos três anos mais quentes desde o início dos registros de temperatura. O secretário-geral da OMM, Petteri Taalas, …

Documentos oficiais mostram que a China escondeu informações sobre a Covid-19

Relatórios oficiais chineses teriam sido transmitidos à rede de TV americana CNN por meio de um informador anônimo. A investigação se chama “Wuhan files” e tem como foco o começo da pandemia de Covid-19, em …