É o fim do dinheiro: dentro de 5 anos só haverá bitcoins

Duncan Rawlinson / Flickr

Nem todos os especialistas acreditam que a criptomoeda é uma “bolha” que vai implodir, como alguns têm afirmado. Pelo contrário, muitos antecipam que a Bitcoin será a moeda do futuro.

Dentro de 5 anos as moedas “reais” não terão qualquer uso e serão substituídas pelas criptomoedas: é este o prognóstico de investidores de capital de risco que acreditam que as moedas “físicas”, como o euro, no caso da Europa, que não se baseiam no valor de metais preciosos, não terão qualquer uso dentro de cinco anos.

Apesar de alguns analistas considerarem que as criptomoedas serão mais cedo ou mais tarde regulamentadas pelos governos e deixarão de ter impacto na economia, e de notícias recentes segundo as quais a China, por exemplo, irá proibir o uso de bitcoin, há quem preveja um futuro em que todas as transações serão baseadas em criptomoeda.

“A bitcoin e outras criptomoedas serão tão relevantes que não haverá razão para ter moedas físicas na carteira”, disse o investidor em capital de risco Tim Draper durante a sua participação no Web Summit 2017, que aconteceu recentemente em Lisboa.

Se alguém tentar usar moeda física, será alvo de piada“, sustenta Draper, conhecido por rondas de investimento bem sucedidas em empresas como a Tesla, o Skype e o Twitter.

Atualmente, a bitcoin tem uma capitalização de cerca de 96 milhões de euros. Em comparação com o valor global da moeda “real”, que ronda os 1,7 bilhão de euros, o valor da bitcoin é baixo, assinala a revista. No entanto, só em 2017, a bitcoin se valorizou em mais de 600%.

“Se falam mal de mim é porque estou no bom caminho”

Em 2014, Draper comprou 30 mil bitcoins apreendidos, por pouco mais de 500 euros cada, em um leilão realizado pelo governo dos EUA. Naquele momento, sua conversão valia menos de 18 milhões de euros. Agora, essas 30 mil criptomoedas se aproximam dos 173 milhões de euros.

As moedas estão limitadas pelas fronteiras dos países, aponta como defeito o investidor. Sobre isso, a Forbes dá como exemplo a moeda da Nigéria, Naira, que desvaloriza cerca de 30% ao cruzar a fronteira.

Esta é a melhor tecnologia que surgiu desde a internet. É uma transformação sociológica, um movimento”, assegurou Draper, rejeitando a possibilidade do mercado das criptomoedas implodir. “Há sempre quem vá dizer que existe um problema, e isso geralmente significa que o potencial de crescimento é muito mais alto”, conclui.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Físico propõe mega-satélite povoado por humanos orbitando Ceres

O físico Pekka Janhunen, do Instituto Meteorológico Finlandês, desenvolveu uma nova ideia para colonizar um lugar diferente da Terra, e não é a lua ou Marte. Em vez disso, Janhunen está sugerindo em um artigo publicado …

Biden promete "esforço de guerra" contra covid-19

O novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, divulgou nesta quinta-feira (21/01) o plano de resposta de seu governo à pandemia de covid-19, que inclui dez decretos. A estratégia amplia iniciativas que já haviam sido antecipadas …

'Não teremos escolha': Google adverte que pode bloquear seu mecanismo de busca na Austrália

Governo australiano trabalha em uma nova lei que deve governar as relações entre os meios de comunicação e as gigantes que dominam a Internet, entre as quais se destacam Google e Facebook. O Google anunciou nesta …

UE restringe viagens não essenciais, mas mantêm fronteiras internas abertas

Diante da inquietante propagação das variantes do coronavírus e a explosão de novos casos de contaminação no continente, líderes europeus, reunidos por videoconferência nesta quinta-feira, decidiram restringir as viagens não essenciais para os países …

‘Bridgerton’ abre debate sobre avó negra de rainha Elizabeth que Windsor prefere esconder

Disponível desde dezembro de 2020, a série Bridgerton, da Netflix, apresentou uma intérprete negra para viver a rainha Charlotte (1744 – 1818), a avó da rainha Elizabeth (1900 – 2002). Apesar da falta de consenso geral …

"Raios" azuis misteriosos podem ser mais comuns do que os cientistas pensavam

Entre os vários fenômenos climáticos que existem, os raios continuam enigmáticos para nós: embora tempestades não sejam tão raras, ainda não entendemos completamente as descargas elétricas geradas no céu — muito menos aquelas apelidadas de …

Dono de cachorro machucado gasta R$ 2.200 para descobrir que o bicho estava imitando o dono por solidariedade

De vez em quando, nossos amados animais de estimação provam ser ainda mais doces e solidários do que muitas pessoas. Conheça Bill — um lurcher de Londres que está imitando a mancada de seu dono …

Minas Gerais é uma das 10 regiões mais acolhedoras do mundo: ranking

Minas Gerais está entre as 10 regiões mais acolhedoras do mundo. É que diz a eleição do Traveller Review Awards 2021, que incluiu pela primeira vez uma localidade brasileira no ranking internacional divulgado todo ano. Minas …

Manaus suspende campanha de vacinação contra covid-19

Segundo prefeitura, medida visa redefinir a prioridade dentro de grupo que deve receber primeiras doses. Paralisação temporária ocorre em meio a suspeitas de desvios do imunizante para parentes de empresários. A vacinação contra a covid-19 foi …

"Estupendamente grandes": cientistas descobrem buracos negros maiores que os supermassivos

Estudo sugere a possível existência de "buracos negros estupendamente grandes", ainda maiores do que os buracos negros supermassivos já observados no centro das galáxias. Os astrônomos já estudam há algum tempo os buracos negros supermassivos (SMBHs, …