Haitiano radicado no Brasil vende livro para financiar moradias em seu país

(dr) Jac-Ssone / ABr

O haitiano Jac-Ssone com jovens no bairro de Don de l’amitié, na pequena cidade de Duchity, à oeste da capital Porto Príncipe, onde o pesquisador da UFRJ pretende construir casas ecológicas em regime de mutirão

O engenheiro haitiano Jac-Ssone Alerte quer colocar o conhecimento adquirido no Brasil, onde vive desde 2008, a serviço do seu país. Formado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), ele desenvolve na instituição um projeto de extensão, com o objetivo de fomentar a construção de moradias populares no Haiti.

Para impulsionar a iniciativa, foi lançada uma campanha de financiamento, em que os colaboradores adquirem um livro.

Intitulada (Re)construindo um sonho, a obra apresenta as ideias do engenheiro e sua história de superação. “Cada exemplar vendido representa mais um tijolo”, diz o haitiano.

O projeto prevê a construção de casas na comunidade onde Jac-Ssone nasceu: o bairro de Don de L’amitié, da pequena cidade de Duchity, a oeste da capital Porto Príncipe. O local sofreu os impactos do terremoto de 2010 e, posteriormente, foi devastado pelo furacão Matthew que atingiu o país em 2016.

A ideia é aplicar, em regime de mutirão, a técnica solo-cimento, que vem sendo estudada há alguns anos na UFRJ como alternativa a métodos convencionais empregados pela indústria da construção civil. É uma proposta sustentável e de baixo custo.

Em janeiro, Jac-Ssone Alerte contou à Agência Brasil que já havia adquirido um terreno junto com o pai, onde será erguida a Vila Marie Celiane Alexis, uma homenagem à sua mãe, que já morreu. A iniciativa conta com o apoio de lideranças locais e já foi feita uma pré-seleção, com base em perfis socioeconômicos, dos 15 primeiros beneficiados. São famílias desabrigadas em decorrência do furacão.

A iniciativa prevê construções seguras e resistentes a tremores e ventos fortes e também buscará chamar a atenção para a necessidade de aprimorar as políticas habitacionais no Haiti. Segundo ele, o impacto das tragédias ambientais é potencializado pela frágil estrutura das edificações. O terremoto de 2010 deixou um país abalado e cerca de 200 mil mortos. Já o furacão Matthew provocou mais de mil mortes.

As casas também levarão em conta as projeções do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas (IPCC-ONU) para a região. Significa que elas serão preparadas para a incidência de dias quentes e ondas de calor, garantindo maior bem-estar aos moradores.

Ciberia // Agência Brasil

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Alemães usam criatividade para manter distanciamento social

Até final de junho, distância mínima está em vigor em espaços públicos. Instituições de cultura encontraram meios engenhosos para reunir grupos com segurança. Ideias vão de chapéu com boia até orações em estacionamento. Com medidas de …

YouTube exibe mais de 100 filmes de ‘Cannes’ e outros festivais de cinema durante quarentena

Assim como outros eventos do cinema em 2020, o ‘Festival de Cannes’ foi cancelado em função da pandemia do novo coronavírus. Já os festivais de Veneza e Toronto, previstos para setembro, ainda são incertos. Mas, …

Moradores do Catar compram novos celulares para escapar de aplicativo espião anti-Covid

Os aplicativos para smartphones destinados a rastrear pessoas infectadas com o novo coronavírus se tornaram instrumentos de controle das atividades de milhares de cidadãos, principalmente em países não democráticos. É o caso do emirado do Catar, …

Apenas 22% das empresas têm recursos para manter atividades por mais um mês, diz CNI

Levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) diz que apenas 22% das empresas têm recursos para manter atividades por mais um mês diante da crise do coronavírus. O relatório aponta que 45% das empresas podem …

Satélites podem ter problemas com o enfraquecimento do campo magnético da Terra

O campo magnético da Terra protege nosso planeta da radiação solar perigosa, mas ele não é estático. Nos últimos 200 anos ele ficou 9% mais fraco, e esse enfraquecimento pode causar problemas de funcionamento em …

Netflix não está enviando seus filmes para os festivais como costumava fazer

A pandemia de COVID-19 causou complicações em todas as áreas e festivais de todos os tipos tem sofrido intensamente com a impossibilidade de reunir pessoas. O Oscar 2021, um dos maiores festivais de cinema e, certamente, …

Metade da matéria do universo havia sumido, mas foi encontrada

Uma equipe internacional de pesquisadores parece ter finalmente resolvido o “problema dos bárions desaparecidos”. Bárion é uma classificação genérica para um tipo partículas que engloba prótons e nêutrons. Estas partículas, por sua vez, são os blocos …

Máscara elétrica autolimpante que carrega celular deverá custar apenas 1 dólar

Devido à pandemia do coronavírus, diversos especialistas alertam para a, cada vez mais real, possibilidade de usarmos máscaras para sair de casa até, no mínimo, o final do ano. Por isto, diversas empresas estão estendendo …

Bolsonaro bate recorde de rejeição, mostra Datafolha

Na primeira pesquisa feita após divulgação de vídeo da reunião ministerial, 43% dos entrevistados consideram governo ruim ou péssimo. Entre os quatro últimos presidentes eleitos, Bolsonaro é o pior avaliado. O índice de rejeição ao presidente …

Renault detalha plano econômico e anuncia 4.600 cortes na França

A empresa automobilística revelou nesta sexta-feira seu plano de cortes no país que integra um plano de economias de cerca de € 2 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) em três anos. A Renault …