Harley-Davidson se rende à Europa e transfere parte da produção para fora dos EUA

Um jogo de cintura para fugir das taxas alfandegárias impostas pela UE. A Harley-Davidson estima que as tarifas impostas prejudiquem seu negócio, traduzindo-se em um custo adicional de 2.200 dólares, cerca de R$ 8.300, por cada moto exportada. Assim, a empresa vai transferir parte da produção para a Europa.

Nesta segunda-feira (25), a famosa fabricante de motocicletas Harley-Davidson anunciou que vai transferir parte da sua produção dos Estados Unidos para outros países, a fim de evitar as tarifas impostas pela União Europeia, mas disputa entre a Casa Branca e a Europa ameaça as vendas internacionais da empresa.

Em retaliação às tarifas impostas pelo governo dos Estados Unidos sobre o aço e o alumínio, a União Europeia impôs tarifas este mês a uma longa lista de exportações americanas politicamente sensíveis, incluindo motocicletas.

A empresa estima que a nova taxa irá custar entre 90 a 100 milhões de dólares por ano, cerca de 340 a 378 de reais.

Em comunicado, a Harley-Davidson, sediada em Wisconsin, informou ao regulador que a tarifa de 25% irá se traduzir em um custo adicional de 2.200 dólares por cada moto exportada dos Estados Unidos para a União Europeia, que a empresa não quer refletir no preço final a ser pago pelo consumidor, informa o Jornal de Negócios.

Até o fim deste ano, o impacto das tarifas nas contas da fabricante será de 30 a 45 milhões de dólares. Segundo a Slate, a tarifas sobre as motos aumentaram de 6% para 31%. Para contornar o problema, a empresa irá transferir parte da sua produção para a Europa nos próximos 9 a 18 meses.

“A Harley-Davidson acredita que o tremendo aumento dos custos, se passado para os revendedores e clientes de retalho, terá um impacto negativo, imediato e duradouro, no negócio nessa região”, refere a empresa, no comunicado citado pela Reuters.

A Europa é o segundo maior mercado da empresa. No ano passado, a Harley-Davidson vendeu quase 40 mil motos na Europa, que representaram 14% das vendas totais.

Ainda assim, a fabricante tem feito muitos esforços para aumentar suas vendas no exterior, para evoluir dos atuais 43% do volume total para 50%. Depois de suas vendas para o exterior terem caído para o valor mais baixo dos últimos seis anos, a empresa anunciou o fechamento da sua unidade de produção em Kansas City, Missouri.

A Harley-Davidson não adiantou, porém, se os funcionários vão perder o emprego. No entanto, se a transferência levar a cortes de empregos ou não, a “icônica marca americana movimenta a fabricação no exterior” não é o tipo de manchete que o governo de Trump espera que suas agressivas táticas comerciais gerem.

Harley-Davidson se rendeu à Europa, acusa Trump

Também nesta segunda, o presidente norte-americano se pronunciou sobre o assunto, criticando a decisão da fabricante Harley-Davidson de transferir uma parte da sua produção para a Europa, informou a Renascença.

“Surpreendido”, Donald Trump acusa a empresa que é um dos símbolos dos Estados Unidos de ter sido a primeira “a levantar uma bandeira branca“. “Eu lutei arduamente por eles e, no final das contas, não vão pagar tarifas na União Europeia”, disse no Twitter.

As tarifas são apenas uma desculpa para a Harley. Tenham paciência.”

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Destroços de navio de centenas de anos são encontrados na Polônia

Arqueólogos encontraram um navio naufragado de várias centenas de anos, bem como uma ponte destruída da 2ª Guerra Mundial em um rio polonês. Arqueólogos encontraram um navio naufragado de várias centenas de anos, bem como uma …

Por que cientistas estão determinados a provar que Einstein estava errado

Ano entra, ano sai, e tanto a lei dos corpos em queda de Galileu Galilei quanto a teoria da relatividade de Albert Einstein são testadas novamente apenas para os pesquisadores confirmarem pela enésima vez que …

Bolsonaro faz apologia à ignorância, afirmam historiadoras no jornal Le Monde

  O jornal Le Monde que chegou às bancas na tarde desta segunda-feira (27) traz um texto de meia página criticando a política cultural em vigor atualmente Brasil. Assinado por duas historiadoras francesas e uma brasileira, …

OMS considera elevado risco global de coronavírus

A Organização Mundial da Saúde admitiu nesta segunda-feira (27/01) um erro na avaliação de risco global do novo coronavírus, que surgiu na China, e disse que o nível correto é elevado. Anteriormente, ele havia sido …

Quem é Vanessa Nakate, ativista negra cortada de foto com Greta em Davos

O tema era o meio-ambiente, mas o debate sofre o futuro da humanidade ganhou outros vultos quando a jovem ativista climática de Uganda, Vanessa Nakate, descobriu que havia sido cortada pela agência de notícias Associated …

Sobreviventes retornam a Auschwitz nos 75 anos da libertação

Autoridades de 50 países participam da solenidade no antigo campo de concentração na Polônia, em meio a temores pelo aumento do antissemitismo. "Precisamos tomar cuidado para que não volte a acontecer", diz sobrevivente. Mais de 200 …

Por que cientistas querem tanto provar que Einstein e Galileu estavam errados

Ano entra, ano sai, e tanto a lei dos corpos em queda de Galileu Galilei quanto a teoria da relatividade de Albert Einstein são testadas novamente apenas para os pesquisadores confirmarem pela enésima vez que …

Morreu Kobe Bryant, um dos maiores astros da NBA

Neste domingo (26), o astro do basquete norte-americano, Kobe Bryant, faleceu em acidente de helicóptero, na cidade de Los Angeles, nos EUA. Autoridades e testemunhas levantam as primeiras hipóteses sobre a causa da queda. O lendário …

Coronavírus terá impacto no PIB chinês e na economia global

A nova epidemia de coronavírus é um balde de água fria na cabeça do mundo. A começar pelos chineses. Em 2003, o último vírus mortal se propagando pelo mundo inteiro – o SARS – …

Abelhas adoram cannabis e este caso de amor pode ajudar a salvar a espécie

Consideradas os seres vivos mais importantes do planeta, as abelhas são animais insubstituíveis, dos quais dependemos para viver. No entanto, nas últimas décadas, devido ao aquecimento global e o uso execessivo de pesticidas, elas estão …