Historiador diz que encontrou o primeiro retrato real de Jesus Cristo

Um historiador inglês, que há 30 anos estuda a vida de Jesus Cristo e a Bíblia, acredita que encontrou o primeiro retrato verdadeiro do Messias. A imagem está numa moeda e ilustra um rei guerreiro que, segundo o pesquisador, é Jesus Cristo.

Ralph Ellis garante ter encontrado o que seria o primeiro retrato real de Jesus Cristo. O chamado Messias é uma das imagens mais pintadas do mundo, mas, na verdade, não há nenhuma prova que ilustre como ele era na realidade.

As imagens que conhecemos de Jesus Cristo resultam de uma criação que se vulgarizou como autêntica, graças ao fato de ter sido assumida como real pela Igreja Católica.

Mas, agora, Ralph Ellis acredita que descobriu a prova que pode mudar tudo o que tínhamos como certo a respeito de Jesus. O pesquisador alega que a figura com barba e uma coroa que ilustra uma moeda de bronze, com 24 milímetros, datada do século I, representa o Messias.

A moeda está catalogada como pertencendo ao rei Izas Manu que liderou o Reino de Edessa, na Mesopotâmia, no território que é hoje, o sudeste da Turquia.

Ralph Ellis / Facebook

Moeda do século I com o rei Izas Manu que, segundo o historiador Ralph Ellis, é Jesus Cristo

Moeda do século I com o rei Izas Manu que, segundo o historiador Ralph Ellis, é Jesus Cristo

Ralph Ellis disse ao jornal britânico The Sun que está absolutamente convencido de que este rei Izas Manu e Jesus Cristo são a mesma pessoa, considerando que estamos perante “uma das mais importantes descobertas da história moderna”.

Investigação controversa

A tese é divulgada pelo pesquisador de 59 anos na altura em que lançou, no Reino Unido, o livro “Jesus, Rei de Edessa”, onde expõe detalhes da sua pesquisa.

Ellis defende que o rei retratado na moeda ficou conhecido, depois de morrer, como “Rei Izas Manu” ou como “Jesus Emanuel” – nome pelo qual é também conhecido Jesus Cristo.

Segundo a Bíblia, Jesus Cristo era um pregador pacifista que foi crucificado por Pôncio Pilatos, com receio da crescente adoração do povo ao chamado “Rei dos Judeus” e de uma possível revolta contra o domínio do Império Romano.

Ellis alega que a história bíblica coincide com os fatos históricos em torno do rei Izas Manu que teria lutado para libertar a Judeia dos romanos. O pesquisador afirma ainda que há relatos de que ambos eram judeus nazarenos, que viviam na cidade de Jerusalém no século I e que os dois vistos eram como uma ameaça pelos romanos.

“A ligação entre Jesus Emanuel e o rei Izas Manu é controversa, para dizer o mínimo, mas as semelhanças são muito grandes para serem meras coincidências“, destaca o historiador citado pelo diário britânico The Daily Mail.

A sua tese está sendo contestada por vários especialistas que lhe apontam “inconsistências”, conforme atesta o jornal. “A moeda síria que diz ‘Rei Manu’ em Aramaico foi aparentemente cunhada para Manu VIII que é conhecido por ter vivido cerca de 70 anos depois de Izas Manu VI“, salienta a publicação, dando voz aos críticos de Ellis.

Mas o pesquisador garante que a moeda é mais antiga e considera que as críticas têm a ver com “fundamentalismo religioso”.

“Jesus é sempre retratado como um príncipe pobre da paz que esteve confusamente envolvido numa revolução desconhecida, nos anos 30 d.C.. A minha pesquisa coloca-o na linha de tempo histórica, desde os anos 30 d.C. a 60 d.C., e o torna uma figura chave na Grande Guerra Judia-Romana“, salienta Ellis ao The Daily Mail.

Para o historiador é certo que Jesus Cristo foi, de fato, “um rei guerreiro que desafiou o poder do Império Romano em 68 d.C. e pagou o preço”, sendo crucificado.

Em outro livro já publicado, Ralph Ellis alega que Jesus Cristo é bisneto de Cleópatra, a rainha mais famosa do Egito. E em outra obra avança com a ideia de que Jesus Cristo e Maria Madalena eram reis e “o casal mais rico da Sírio-Judeia“, salientando que o Messias está na base da lenda do “Rei Artur” e dos Cavaleiros da Távola Redonda.

// ZAP

COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Ignorante, estudou por 30 anos e m não sabe nada. Mais um que quer só se aparecer. Com certeza Jesus nao era cabeludo e desleixado como as imagens da igreja catolica o mostram, mas a ideia desse psudo pesquisador é ainda mais escrota, Jesus um rei do passado! Jesus disse que o reino dele não faz parte desse mundo, então esse pesquisador deve saber ler e interpretar os textos que deve ser uma beleza.

    • “Jesus nao era cabeludo e desleixado como as imagens da igreja catolica o mostram”
      WOw, Voce sabe como ele era? tu esta la por acaso???
      E desde quando a igreja criou algum padrão para a aparência de Jesus? mania de implicar com a igreja…
      Jesus era representado de varias formas, porem, a imagem de Jesus com barba e cabelos compridos se popularizou a partir do seculo 3, provavelmente por causa da popularização da imagem do sudario de edessa.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Microsoft confirma intenção de comprar o TikTok

Em um final de semana conturbado para o aplicativo TikTok, o presidente norte-americano Donald Trump deu um prazo de 45 dias para a Microsoft concretizar a aquisição da rede social chinesa. A notícia divulgada pela agência …

Com 200.000 mortes, América Latina é segunda região do mundo mais afetada pela Covid-19

A região da América Latina e do Caribe alcançou a fúnebre marca de 200.212 mortes pelo novo coronavírus e é a segunda no mundo mais afetada pela pandemia, depois da Europa (210.435 óbitos para …

Autoridade de saúde da administração Trump rejeita hidroxicloroquina como tratamento para COVID-19

O responsável por coordenar a aplicação de testes de COVID-19 nos EUA afirmou neste domingo (2) que não há evidências de que a hidroxicloroquina seja um tratamento eficaz contra o novo coronavírus. O secretário assistente do …

Julho foi mês mais fatal da pandemia de covid-19 no Brasil

Com quase 33 mil vítimas, julho foi o pior mês desde as primeiras infecções com o coronavírus no país. Em São Paulo, estado mais atingido, Instituto Butantan oferece testes grátis da doença respiratória na capital. O …

Ouvidos poderiam esconder coronavírus, descobre estudo

Uma equipe de cientistas da Universidade Johns Hopkins, EUA, encontrou vestígios do novo coronavírus nos ouvidos humanos, alertando que agora as autoridades médicas precisam tomar mais cuidado. Chamado de SARS-CoV-2, o novo coronavírus poderia se esconder …

Quase humano: cérebro artificial ajuda robô a realizar tarefas complexas

Pegar uma lata de refrigerante pode ser uma tarefa simples para os seres humanos, mas isso pode ser muito complexo para um robô. Isso porque ele precisa localizar o objeto, deduzir sua forma, determinar a …

Se você fizer isso, dificilmente terá câncer por toda a vida

A Sociedade Americana de Câncer acaba de atualizar o guia de dieta e atividades físicas com o objetivo de reduzir o risco de se ter câncer ou, possivelmente não ter câncer durante toda a vida. …

Nos hospitais, 70% dos profissionais se sentem despreparados para pandemia

O conhecimento sobre a covid-19 ainda é tão pouco que os médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde estão com medo e se sentindo despreparados. Ao mesmo tempo, por conta da pandemia ainda descontrolada no …

Este chef é um verdadeiro herói no lar de idosos onde trabalha

A admiração conquistada pelo chef Kevin na casa de repouso onde trabalha em Perthshire, na Escócia, não vem apenas do sabor e da beleza de cada prato montado por ele. Cozinheiro profissional desde 1995, Kevin se …

Desafio para Starlink? Rússia prepara sua própria rede de satélites Sfera

A futura rede de conexão de alta velocidade Sfera terá mais de 200 satélites destinados à Internet das Coisas e mais de 250 aparelhos para sondar a Terra, revelou a corporação russa Roscosmos. A rede Sfera …