Humanos chegaram à América do Norte 115 mil anos antes do que se pensava

Os primeiros seres humanos podem ter chegado à América do Norte há 130 mil anos, quando sempre se pensou que tinham aparecido há 15 mil, indica um estudo do Museu de História Natural de San Diego, nos EUA.

A nova informação é baseada na descoberta, em um reservatório em San Diego, no estado norte-americano da Califórnia, de restos de mastodonte – um mamífero parecido com o elefante, mas com tamanho superior – com cerca de 130 mil anos, cujos ossos e dentes foram cortados com ferramentas manuseadas por humanos, como martelos e bigornas.

Uma equipe de pesquisadores liderada por Thomas Deméré chegou a essa conclusão depois de examinar os restos fósseis de um mastodonte e ferramentas de pedra encontradas em 1992 perto de San Diego. A análise determinou que uma espécie não identificada de hominídeos habitava a região nessa época.

O estudo divulgado esta quarta-feira propõe que poderiam tratar-se de populações de “Homo erectus”, de neandertais ou hominídeos de Denisova, originários da Sibéria.

Steven Holen, autor principal do estudo e diretor do Centro para a Pesquisa do Paleolítico Americano, em Hot Springs, referiu que os hominídeos, de que não foram encontradas ossadas, poderiam ter vindo da Ásia através da ligação terrestre que ligava a Sibéria ao Alasca, onde hoje existe o estreito de Bering, ou terem chegado por via marítima ao longo da costa.

Até agora, os especialistas estimavam que os primeiros seres humanos tinham chegado à América do norte há 15 mil anos. No entanto, os avanços tecnológicos têm permitido constatar que os ossos do mastodonte têm cerca de 130 mil anos.

“Os indícios encontrados no local indicam que algumas espécies de hominídeos viviam na América do Norte 115 mil anos antes do que se pensava”, disse a presidente e diretora executiva do museu, Judy Gradwohl.

A falta de colágeno nos ossos impediu a datação dos restos fósseis por radiocarbono, mas novas técnicas de urânio-tório permitiu estabelecer a sua antiguidade em cerca de 130 mil anos, com um erro de aproximadamente 9.400 anos.

Os especialistas concluíram que neste período havia humanos na América do Norte com destreza manual e conhecimento experimental para usar ferramentas grandes e extrair a medula óssea dos ossos de animais de grande porte.

// ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Enquanto na América do Sul, quando chegaram os portugueses, apenas algumas centenas de anos atrás, os tupis nem sequer a roda haviam descoberto.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Estudo: declínio de abelhas se aproxima da extinção em massa

De acordo com um novo estudo liderado por cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá), a probabilidade de uma população de abelhas sobreviver em qualquer lugar diminuiu 30% no curso de uma geração humana. Os pesquisadores sugerem …

Pesquisador diz ter descoberto droga capaz de apagar memória ruim de separação amorosa

Um pesquisador de Montreal, no Canadá, diz ter encontrado uma maneira de acabar com o sofrimento causado por uma separação traumática — ele "edita" as memórias dolorosas usando um betabloqueador e sessões de terapia. Alain Brunet …

Documento revela que Facebook poderia ter virado uma "Wikipédia da vida privada"

Steven Levy, conhecido editor da Wired, conseguiu colocar as mãos em algo que ele talvez nunca imaginou encontrar: um diário de Mark Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook, datado de 2006 e que mostra algumas …

Missão suicida: satélite queimará na atmosfera da Terra, mas por uma boa causa

Na próxima semana, a Agência Espacial Europeia (ESA) vai destruir um satélite, lançando-o em direção à atmosfera da Terra, só para vê-lo queimar durante a reentrada. Sim, tudo de propósito. Trata-se de um experimento muito …

Pé Grande vagueia pelo Reino Unido enquanto centenas de relatos são registrados

Apesar de a lenda do Pé Grande ser tipicamente americana, centenas de pessoas relataram ter visto a enigmática criatura em diversas localidades do Reino Unido. Se por um lado o Reino Unido é um país relativamente …

Um terço de todas as espécies de animais e plantas pode desaparecer em 50 anos

Um novo estudo da Universidade do Arizona (EUA) estimou que um terço de todas as espécies de plantas e animais do planeta pode ser extinta em até 50 anos devido aos efeitos da mudança climática. Para …

Huawei ataca governo dos EUA e lembra caso Snowden

Em comunicado publicado nesta quinta-feira (13), a Huawei voltou a se defender dos ataques feitos pelos Estados Unidos nesta semana, afirmando que, se tem alguém envolvido com espionagem internacional, esse alguém é justamente o governo …

Os efeitos políticos e religiosos do encontro entre Lula e o papa

Reunião no Vaticano vai além de troca de gentilezas entre dois líderes sul-americanos. Para especialistas, audiência tem repercussões para o ex-presidente, o PT e a própria Igreja Católica, que vive disputa de poder. A reunião entre …

Candidato de Macron à prefeitura de Paris renuncia devido a escândalo sexual

Reviravolta na campanha pelas eleições municipais em Paris a apenas um mês da votação. O candidato do partido presidencial, Benjamin Griveaux, renunciou nesta sexta-feira (14) à corrida pela prefeitura da capital. A decisão foi anunciada …

Sim, essa foto de uma manta rosa é real

A imagem acima foi publicada recentemente pela Australian Geographic. A cor pouco usual da manta, no entanto, chamou a atenção do público, que cogitou a utilização de Photoshop. O animal é realmente cor de rosa, no …