Igreja destruiu arquivos sobre abuso sexual, admite cardeal

Botulph / Wikimedia

O Cardeal Reinhard Marx, Arcebispo de Munique

Durante cúpula no Vaticano sobre proteção de menores, presidente da Conferência Episcopal Alemã, Reinhard Marx, reconheceu o acobertamento de crimes sexuais do clero, no passado. Relatores exigem transparência.

O cardeal alemão Reinhard Marx reconheceu neste sábado (23/02) que a Igreja Católica “destruiu” arquivos sobre abusos sexuais cometidos por sacerdotes contra menores de idade.

Falando na cúpula realizada no Vaticano sobre “a proteção dos menores na Igreja”, o presidente da Conferência Episcopal Alemã confirmou que “os arquivos que poderiam ter documentado esses atos terríveis e indicado os responsáveis foram destruídos, ou nem chegaram a ser criados”.

Reivindicando a eliminação da norma do segredo pontifício nos casos de abusos a menores, o assessor próximo do papa Francisco reforçou: “Os processos e procedimentos estabelecidos para julgar os crimes foram deliberadamente ignorados, até mesmo cancelados ou anulados, e os direitos das vítimas foram pisados e deixados à mercê de cada indivíduo.”

A terceira e última sessão da cúpula foi aberta com uma oração e o depoimento de mais uma vítima. Aos 114 presidentes e vice-presidentes de conferências episcopais de todo o mundo presentes, Marx acrescentou que “qualquer objeção baseada no segredo só seria relevante se fosse possível indicar razões convincentes”, mas que “como estão as coisas, não conheço essas razões“.

O arcebispo de Munique foi um dos três relatores neste sábado: “Na era das redes sociais, em que todos e cada um podem estabelecer contato quase imediato e trocas de informação através do Facebook, Twitter, é necessário redefinir a confidencialidade e o segredo, e fazer uma distinção em relação à proteção dos dados”, referiu.

Também o presidente da comissão para proteção de menores, o cardeal americano Sean Patrick O’Malley, afirmou ser “importante rever todo o conceito de segredo pontifício” em casos de abuso. O cardeal Marx insistiu, ainda, na necessidade da “comunicação ao público do número de casos e os detalhes relativos aos mesmos, na medida do possível”.

“Se fracassarmos, perderemos a oportunidade de manter um nível de autodeterminação sobre a informação ou nos exporemos à suspeita do acobertamento”, advertiu, exortando que sejam “estabelecidas normas e regras transparentes para os processos eclesiásticos”.

A eliminação do segredo pontifício – que vítimas de abusos pelo clero exigiram em numerosas ocasiões, considerando que protege os agressores – é uma das propostas que mais se tem ouvido desde o início da cúpula, na quinta-feira.

Do evento, que se concluirá no domingo com uma missa e palavras de Francisco, participam, ao todo, 190 representantes da hierarquia religiosa.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …