Impeachment de Trump avança nos EUA: entenda o caso em poucas palavras

(dr) Boris Baldinger / Fórum Econômico Mundial Copyright do Fórum Econômico Mundial / Boris Baldinger

Você já deve ter ouvido falar que a reação a um polêmico telefonema com um líder estrangeiro ameaça o futuro da Presidência de Donald Trump.

O presidente americano enfrenta um inquérito de impeachment sob a acusação — que ele nega — de ter condicionado ajuda militar à Ucrânia a uma investigação, pelo país, de seu potencial rival na corrida presidencial do ano que vem.

Nesta semana, o comitê legislativo responsável pelo inquérito anunciou suas conclusões, afirmando que as evidências de conduta imprópria de Trump são “esmagadoras” e que o mandatário colocou seus interesses pessoais “acima dos interesses dos EUA” ao “solicitar interferência estrangeira” da Ucrânia para ajudar sua reeleição em 2020.

Trump, por sua vez, disse que os democratas “enlouqueceram”.

Os democratas detêm a maioria na Câmara, tornando muito prováveis as chances de impeachment nessa Casa. Mas atualmente não há indicação de que o Senado, controlado pelos republicanos, votaria para remover Trump do cargo.

A explicação breve do processo de impeachment

Trump é acusado de violar a lei ao pressionar o líder da Ucrânia a buscar possíveis informações prejudiciais sobre um rival político. Em julho, ele pedira ao seu par ucraniano que investigasse Joe Biden (e o filho deste), hoje principal nome concorrendo pela vaga democrata na eleição presidencial do ano que vem.

Isso gerou reação da oposição democrata, apontando que é ilegal pedir que entes estrangeiros interfiram na política interna americana, o que é base para um processo de impeachment.

Alguns depoimentos ao comitê da Câmara apontaram que havia um “canal paralelo” diplomático com a Ucrânia, para solicitar as investigações, e há indícios de que Trump tenha usado quase US$ 400 milhões em ajuda militar para pressionar os ucranianos a ajudá-lo.

É isso o que Trump nega ter feito — ele alega haver uma caça às bruxas contra seu governo.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Reprovação a Bolsonaro volta a subir, afirma Datafolha

O Instituto Datafolha apurou que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro aumentou ainda mais, passando para 53% entre as pessoas consultadas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (17/02) pelo jornal Folha de S. …

Empresa norueguesa assegura que pode 'eliminar' furacões antes que se tornem destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de cortina de bolhas proposto pela empresa poderia ela própria provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, startup norueguesa, assegura que sua tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem poderosos …

Limitar aquecimento global a 1,5ºC exige redução drástica de gases poluentes, mostra relatório

Manter a temperatura da Terra a 1,5°C será impossível sem uma redução massiva das emissões de gases poluentes. É o que mostra um novo relatório divulgado pela ONU nesta quinta-feira (16). O documento "United …

Alemanha libera entrada para brasileiros que apresentem teste negativo

A Alemanha vai deixar de considerar o Brasil como área de alto risco na pandemia do novo coronavírus a partir deste domingo, anunciou nesta sexta-feira (17/09) o Instituto Robert Koch (RKI), a agência governamental alemã …

Assembleia-Geral da ONU: exigência de vacina ainda não está decidida, mas é improvável que Bolsonaro seja barrado

Perdeu força a possibilidade de que líderes de países tenham que comprovar que se vacinaram contra a covid-19 para participar da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece na semana que vem …

Submarinos: França perde o "contrato do século" para a Austrália, que opta por EUA e Reino Unido

O jornal econômico Les Echos estampa em sua primeira página desta quinta-feira (16) uma notícia, ainda no condicional, que se concretizaria durante a madrugada: "A Austrália desiste de uma encomenda de 12 submarinos franceses …

VSR: o pouco conhecido vírus que se espalha entre crianças no mundo e também no Brasil

No início de 2021, a equipe do Hospital Infantil de Maimonides, no Brooklyn, em Nova York (EUA), começou a experimentar uma cautelosa sensação de alívio. Os casos de covid-19 na cidade estavam em queda. Como …

Com popularidade em queda, premiê britânico Boris Johnson reforma equipe de governo

Após semanas de boatos, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, decidiu modificar o governo nesta quarta-feira para formar uma "equipe unida" e enfrentar os desafios depois de um ano e meio de pandemia e em …

Relatório lista mais de uma dezena de crimes atribuídos a Bolsonaro

Um grupo de juristas liderados pelo ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior entregou nesta terça-feira (14/09) à CPI da Pandemia um relatório de 226 páginas com possíveis crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro durante a …

Simulação virtual mais realista de sempre do Universo é revelada

Um dos aspectos mais incríveis da simulação é que mostra a evolução da matéria durante praticamente os 13,8 bilhões de anos de história do Universo, desde o Big Bang até a atualidade. Uma equipe internacional de …