Jornal francês analisa foto de Lula e diz que amor e ternura são suas armas políticas

Ricardo Stuckert / Instituto Lula

O jornal francês La Croix desta quinta-feira (26) traz uma matéria sobre a foto divulgada pela namorada de Lula, Janja Lula Silva, no Twitter. Na imagem, que viralizou nas redes, o casal aparece abraçado sob o luar em uma praia do Ceará. Para o diário, o amor e a ternura são as armas políticas do candidato à presidência do PT em 2022.

“Por meio de uma foto que causou sensação nas redes sociais nesta semana, o ex-presidente brasileiro se apresenta viril, musculoso e jovial para enfrentar seu rival Jair Bolsonaro nas urnas do final de 2022″, diz La Croix.

Em meio a discussões calorosas sobre se a foto divulgada pela namorada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é política ou não, o jornal francês afirma que sim. A correspondente do La Croix em São Paulo, Marie Naudascher, entrevistou um especialista que analisa o registro “para além da ternura”.

“A semiótica desta imagem remete a um homem idoso, mas em grande forma, acompanhado por uma mulher mais jovem, enquanto as fotos de Bolsonaro mostram sempre um homem barrigudo e preguiçoso”, nota Paulo Ramirez, professor de Ciência Política da Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo.

Paz e amor

Em um momento em que o Brasil bate recordes de desemprego, pobreza e contaminação por Covid-19, “a política, pela primeira vez, provocou (um pouco de) sorrisos“, diz o jornal.

“Lula volta ao seu slogan de ‘Lula paz e amor‘ dos anos 2000, e no contexto obscuro em que vivemos, ele está jovial, apaixonado e pronto para a luta política”, analisa Paulo Ramirez, em entrevista ao La Croix.

Amor e ternura são temas que podem fazer sorrir, analisa o jornal, completando que Lula quer se apresentar como candidato da conciliação, tanto em relação aos círculos financeiros quanto aos militares que se distanciaram do atual presidente.

“Bolsonaro é sempre impetuoso, ataca as instituições, insulta a imprensa. Em contrapartida, Lula está calmo e pronto para o diálogo, defensor da democracia”, diz Paulo Ramirez.

“É uma foto irreverente, publicada apenas nas redes sociais, compartilhada no WhatsApp e não nos documentos oficiais do PT, é muito boa para uma pré-campanha”, saúda Gustavo Vidigal, doutorando em ciência política e próximo do PT, em entrevista ao La Croix.

Musculatura como argumento político

O ex-funcionário do Ministério da Cultura do governo Lula lembra que as campanhas políticas são exaustivas em um país continental como o Brasil: “Viajamos dois meses pelo país, pegamos ônibus e avião no mesmo dia, então mostrar que está em boa forma é essencial”.

Por fim, La Croix esclarece que a foto foi tirada durante uma recente turnê política “em seu Nordeste natal” e quase não foi veiculada pela grande imprensa brasileira. “Nem foram publicados seus dez dias de caravana nos estados do Nordeste: Lula já está fazendo alianças políticas com os governadores e a imprensa mal fala nisso”, observa Gustavo Vidigal.

Depois de passar 580 dias na prisão por suspeita de corrupção, a musculatura de quem governou o Brasil de 2002 a 2010 é, portanto, um argumento bastante político, conclui La Croix. Inocentado e elegível novamente, Lula tem 40% das intenções de voto contra 24% de Jair Bolsonaro, segundo pesquisa publicada em meados de agosto.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Mudanças climáticas: cientistas treinam vacas para usar banheiro contra aquecimento global

Vacas podem ser treinadas para usar um banheiro para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, segundo uma experiência realizada na Alemanha por pesquisadores alemães e da Nova Zelândia. No estudo, os cientistas treinaram os …

Reprovação a Bolsonaro volta a subir, afirma Datafolha

O Instituto Datafolha apurou que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro aumentou ainda mais, passando para 53% entre as pessoas consultadas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (17/02) pelo jornal Folha de S. …

Empresa norueguesa assegura que pode 'eliminar' furacões antes que se tornem destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de cortina de bolhas proposto pela empresa poderia ela própria provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, startup norueguesa, assegura que sua tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem poderosos …

Limitar aquecimento global a 1,5ºC exige redução drástica de gases poluentes, mostra relatório

Manter a temperatura da Terra a 1,5°C será impossível sem uma redução massiva das emissões de gases poluentes. É o que mostra um novo relatório divulgado pela ONU nesta quinta-feira (16). O documento "United …

Alemanha libera entrada para brasileiros que apresentem teste negativo

A Alemanha vai deixar de considerar o Brasil como área de alto risco na pandemia do novo coronavírus a partir deste domingo, anunciou nesta sexta-feira (17/09) o Instituto Robert Koch (RKI), a agência governamental alemã …

Assembleia-Geral da ONU: exigência de vacina ainda não está decidida, mas é improvável que Bolsonaro seja barrado

Perdeu força a possibilidade de que líderes de países tenham que comprovar que se vacinaram contra a covid-19 para participar da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece na semana que vem …

Submarinos: França perde o "contrato do século" para a Austrália, que opta por EUA e Reino Unido

O jornal econômico Les Echos estampa em sua primeira página desta quinta-feira (16) uma notícia, ainda no condicional, que se concretizaria durante a madrugada: "A Austrália desiste de uma encomenda de 12 submarinos franceses …

VSR: o pouco conhecido vírus que se espalha entre crianças no mundo e também no Brasil

No início de 2021, a equipe do Hospital Infantil de Maimonides, no Brooklyn, em Nova York (EUA), começou a experimentar uma cautelosa sensação de alívio. Os casos de covid-19 na cidade estavam em queda. Como …

Com popularidade em queda, premiê britânico Boris Johnson reforma equipe de governo

Após semanas de boatos, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, decidiu modificar o governo nesta quarta-feira para formar uma "equipe unida" e enfrentar os desafios depois de um ano e meio de pandemia e em …

Relatório lista mais de uma dezena de crimes atribuídos a Bolsonaro

Um grupo de juristas liderados pelo ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior entregou nesta terça-feira (14/09) à CPI da Pandemia um relatório de 226 páginas com possíveis crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro durante a …