Juiz se recusa a arquivar processo por abuso sexual de menor contra Roman Polanski

Georges Biard / Wikimedia

O realizador polaco Roman Polanski (esq) em 2011, com a atriz Emmanuelle Seigner

O juiz Scott Gordon, de Los Angeles, se recusou a arquivar o processo que a Justiça norte-americana move contra o cineasta Roman Polanski por ter tido relações sexuais com uma menor de idade, ocorridas há 40 anos.

O caso data de 1977, quando o cineasta franco-polonês Roman Polanski, já consagrado, estava em Los Angeles, na Califórnia.

Na casa do ator e amigo Jack Nicholson, que estava ausente, Polanski conheceu Samantha Geimer, de 13 anos, que fazia uma sessão de fotos para a revista Vogue. Polanski, então com 44 anos, teria drogado e abusado sexualmente de Samantha.

No dia 11 de março de 1977, ainda na casa de Nicholson, Polanski foi detido pela polícia da Califórnia. Sua defesa negociou com os advogados da vítima, que queriam evitar mais desgastes emocionais para a menina.

Lily Laurent / Flickr

Roman Polanski com a actriz e modelo norte-americana Sharon Tate, com quem casou em 1968. Um ano mais tarde, Sharon foi assassinada pelo famigerado Charles Manson

No acordo, o cineasta confessou ter mantido relações sexuais com uma menor de idade. Em troca, a Justiça descartou outras acusações mais graves: como estupro e fornecimento de drogas a uma menor de idade.

Pelos termos do acordo, Polanski passou, inicialmente, 42 dias na prisão, fazendo exames psicológicos. Já em liberdade, foi informado por seus advogados de que o promotor do caso fazia pressão para que o processo fosse revisto. Polanski, provavelmente, seria condenado a prisão por décadas.

Assustado, o cineasta comprou uma passagem de ida para Londres, de onde viajou para Paris – à época, Polanski já tinha a nacionalidade francesa, o que lhe protege de um pedido de extradição da Justiça americana.

Em junho passado, Samantha Geimer, agora com 53 anos, pediu à Justiça que o caso fosse arquivado. Ela alegou que o interminável processo destruía a sua vida, que ela já havia perdoado Polanski, e que simplesmente queria acabar com o caso.

(dr) The Crawdad Hole

Samantha Geimer em 1977, alguns dias antes de ser violada por Roman Polanski

Não foi assim, porém, que o juiz Scott Gordon entendeu. “O acusado neste caso é um fugitivo que se recusa a obedecer as ordens do tribunal”, disse o juiz. “Sua conduta continua a ofender, e a amplificar o traumatismo da agressão sexual sofrida pela vítima”.

Roman Polanski, atualmente casado com a atriz Emmanuelle Seigner, com quem tem dois filhos, continuará sem poder viajar aos Estados Unidos, onde não pisa há 40 anos, sob pena de ser imediatamente preso.

O cineasta, aos 84 anos, evita também o Reino Unido e outros países que podem, sem hesitar, aceitar um pedido de extradição feito pelos norte-americanos.

// RFI / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Líder da oposição de Belarus deixa o país

Ministro da Lituânia afirma que Svetlana Tikhanovskaya "está em segurança” no país vizinho. Regime de Alexander Lukansheko, no poder desde 1994, vem reprimindo protestos que acusam governo de fraudar eleições. O ministro das Relações Exteriores da …

Jovem negro é morto no dia do aniversário por PM que achou que ele fosse atirar

Nesse domingo (9), Rogério Ferreira da Silva Júnior comemorava o seu aniversário de 19 anos dando um rolê de moto. Enquanto passava pela Avenida dos Pedrosos, na Zona Sul de São Paulo, foi perseguido por …

Bill Gates opina sobre compra do TikTok pela Microsoft: “cálice envenenado”

Embora esteja afastado desde março do conselho de diretores da Microsoft, Bill Gates, cofundador e atual consultor de tecnologia da companhia, não deixa de estar atento às recentes notícias de que a gigante de Redmond …

Plataforma de gelo no Canadá quebra e cria iceberg pouco menor que Vitória, do Espírito Santo

Após um aquecimento de cerca de 9 ºC nas últimas décadas, a Milne, considerada "a última plataforma de gelo completa" no mundo, perdeu uma grande parte, formando um iceberg. Uma das maiores plataformas de gelo no …

Cientistas propõe adicionar drogas psicoativas na água potável

Pesquisadores do Reino Unido propuseram uma idéia radical para reduzir a taxa de suicídios: incluir o medicamento psicoativo lítio — um estabilizador de humor — na água potável da população. Parece uma idéia completamente radical, mas …

Magnata da mídia é preso em Hong Kong

Jimmy Lai, crítico do regime de Pequim e proprietário de jornal pró-democracia, foi detido com base em nova lei de segurança nacional imposta pela China. O empresário Jimmy Lai, uma das figuras mais influentes do movimento …

Twitter entra na briga pela compra do TikTok e pode fundir redes sociais

O banimento do TikTok nos Estados Unidos virou uma verdadeira novela mexicana. O aplicativo chinês, que tem até 45 dias para encontrar uma companhia americana para assumir suas operações no país e não ser bloqueado …

Motoboy é vítima de racismo de homem branco: "Você tem inveja disso aqui [minha cor]"

A manhã de sexta-feira (7) começou com mais um caso de racismo no Brasil. Um vídeo que viralizou no Twitter registra um homem branco fazendo injúrias raciais contra um entregador de delivery. As fortes imagens são …

‘Grande ameaça à saúde pública’: cientistas descobrem mutação resistente a remédio contra a malária

Pesquisadores em Ruanda identificaram uma cepa do parasita causador da malária que é resistente a medicamentos. O estudo, publicado na revista Nature, revelou que os parasitas eram capazes de resistir ao tratamento com a artemisinina, um …

Brasil, um ano no foco da crítica ambiental mundial

Em agosto de 2019, país virou pária ambiental devido a incêndios e aumento do desmatamento. Bolsonaro reagiu com agressividade e insultos. Agora, aumenta a pressão de investidores estrangeiros por uma mudança de rumo. Foi uma catástrofe …