Julian Assange, fundador do WikiLeaks, é preso em Londres

wheelzwheeler / Flickr

Julian Assange, fundador do WikiLeaks

 

Julian Assange foi preso na manhã desta quinta-feira (11) em Londres. A própria página do WikiLeaks e da polícia inglesa confirmaram a prisão.

Julian Assange é o criador do grupo que revelou uma série de documentos secretos, geralmente de assuntos sensíveis. Os principais papéis vazados por Assange nos últimos tempos englobam dados sensíveis sobre a invasão ao Afeganistão, eleições nos Estados Unidos e outros problemas diplomáticos, principalmente do país norte-americano.

Assange estava protegido na embaixada do Equador em Londres como forma de sobreviver a pressões externas que pediam a sua prisão. O criador do Wikileaks viveu no local por sete anos sob a tutela do Equador, até que o país negou asilo a ele nesta quinta.

Em post no Twitter, o presidente do Equador, Lenín Moreno, informou sobre a retirada de asilo. “O Equador decidiu deliberadamente retirar asilo diplomático a Julian Assange por violar reiteradamente convenções internacionais e protocolos de convivência”, pontuou o presidente.

Segundo Moreno, o país respeitou todas as normas para proteger Assange, sendo que o fundador do WikiLekas continuou a “influenciar em relações” entre países. Outro motivo da retirada de asilo seria que Assange estaria ainda ligado à plataforma de vazamento de documentos.

Com esta decisão, a polícia britânica pode entrar na embaixada e prender o ciberativista. Ele é acusado pelos Estados Unidos de crimes por conta de publicação de documentos sigilosos. Contudo, segundo a polícia investigativa inglesa, o motivo real da prisão de Assange foi um mandado expedido em 2012, quando ele se negou a render-se ao Tribunal de Magistrados de Westminster.

Assange também é acusado de envolvimento nas eleições da Rússia de 2016, quando ele teria enviado documentos sigilosos da campanha de Hillary Clinton para oficiais ingleses.

Asilo

Assange estava na embaixada equatoriana desde 2012, quando buscou ajuda por conta deste mandado inglês. Desde então, ele se manteve lá, o que gerou certas rusgas entre os governos de Equador, Estados Unidos e Reino Unido.

Uma das promessas de campanha de Moreno, em 2017, havia sido a de tentar resolver a questão. Ele chegou a buscar soluções que não resultassem na prisão de Assange e até propôs transformá-lo em cidadão equatoriano. Assim, Assange conseguiria morar na Rússia, fora da embaixada.

Em contrapartida, o governo exigiu que Assange parasse de se comunicar via internet, como forma de garantir a liberdade do ciberativista. O ápice da crise da relação com o país latino-americano se deu em março do ano passado, quando a embaixada cortou o acesso à internet de Assange. Ele respondeu com um processo contra o país, dizendo que teve “seus direitos fundamentais violados”.

Nesta semana, o WikiLeaks acusou o governo equatoriano de espionar Assange. Devido a essa série de problemas, Moreno consultou membros da diplomacia equatoriana e o próprio embaixador do país em Londres e chegou à decisão de negar o asilo a Assange.

Ativismo

Assange é uma figura ambígua mundialmente. Por um lado, ele é conhecido como um jornalista que defende a liberdade de informação, expondo ao mundo documentos considerados sigilosos. Os mais conhecidos são os papéis que mostram violações deliberadas de direitos humanos pelos Estados Unidos na guerra contra o Afeganistão e Iraque.

Por outro lado, como aponta Moreno, Assange também é visto como uma ameaça à soberania e negociação entre países, os quais dependem de sigilo de certos documentos para diplomacias.

Assange ficará em custódia na central da polícia em Londres esperando para ser apresentado ao tribunal que emitiu mandado contra ele em 2012.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Carro voador da NASA levanta voo pela primeira vez; veja como foi

A NASA anunciou que os testes com o eVTOL (veículo elétrico voador com decolagem vertical) mais promissor do mercado foram bem-sucedidos. Desenvolvido pela Joby Aviation, o carro voador experimental realizou uma série de procedimentos para coleta …

Mudanças climáticas: cientistas treinam vacas para usar banheiro contra aquecimento global

Vacas podem ser treinadas para usar um banheiro para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, segundo uma experiência realizada na Alemanha por pesquisadores alemães e da Nova Zelândia. No estudo, os cientistas treinaram os …

Reprovação a Bolsonaro volta a subir, afirma Datafolha

O Instituto Datafolha apurou que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro aumentou ainda mais, passando para 53% entre as pessoas consultadas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (17/02) pelo jornal Folha de S. …

Empresa norueguesa assegura que pode 'eliminar' furacões antes que se tornem destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de cortina de bolhas proposto pela empresa poderia ela própria provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, startup norueguesa, assegura que sua tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem poderosos …

Limitar aquecimento global a 1,5ºC exige redução drástica de gases poluentes, mostra relatório

Manter a temperatura da Terra a 1,5°C será impossível sem uma redução massiva das emissões de gases poluentes. É o que mostra um novo relatório divulgado pela ONU nesta quinta-feira (16). O documento "United …

Alemanha libera entrada para brasileiros que apresentem teste negativo

A Alemanha vai deixar de considerar o Brasil como área de alto risco na pandemia do novo coronavírus a partir deste domingo, anunciou nesta sexta-feira (17/09) o Instituto Robert Koch (RKI), a agência governamental alemã …

Assembleia-Geral da ONU: exigência de vacina ainda não está decidida, mas é improvável que Bolsonaro seja barrado

Perdeu força a possibilidade de que líderes de países tenham que comprovar que se vacinaram contra a covid-19 para participar da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece na semana que vem …

Submarinos: França perde o "contrato do século" para a Austrália, que opta por EUA e Reino Unido

O jornal econômico Les Echos estampa em sua primeira página desta quinta-feira (16) uma notícia, ainda no condicional, que se concretizaria durante a madrugada: "A Austrália desiste de uma encomenda de 12 submarinos franceses …

VSR: o pouco conhecido vírus que se espalha entre crianças no mundo e também no Brasil

No início de 2021, a equipe do Hospital Infantil de Maimonides, no Brooklyn, em Nova York (EUA), começou a experimentar uma cautelosa sensação de alívio. Os casos de covid-19 na cidade estavam em queda. Como …

Com popularidade em queda, premiê britânico Boris Johnson reforma equipe de governo

Após semanas de boatos, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, decidiu modificar o governo nesta quarta-feira para formar uma "equipe unida" e enfrentar os desafios depois de um ano e meio de pandemia e em …