Júpiter é provavelmente o planeta mais antigo do Sistema Solar

-

Ao estudar isótopos de tungstênio e molibdénio em meteoritos ferrosos, um grupo internacional de cientistas descobriu que Júpiter é o planeta mais antigo do nosso Sistema Solar. A equipe  de pesquisa é constituída por cientistas do Laboratório Nacional Lawrence Livermore, no estado norte-americano da Califórnia, e do Instituto de Planetologia da Universidade de Monastério, Alemanha.

Com o estudo, os cientistas descobriram que os meteoritos são compostos por dois reservatórios nebulosos, geneticamente distintos, que coexistiram, mas permaneceram separados entre 1 e 3-4 milhões de anos após a formação do Sistema Solar.

“O mecanismo mais plausível para a separação eficiente é a formação de Júpiter, abrindo um intervalo no disco de acreção e impedindo a troca de material entre os dois reservatórios”, comenta Thomas Kruijer, principal autor do artigo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

“Júpiter é o planeta mais antigo do Sistema Solar e seu núcleo sólido se formou muito antes do gás da nebulosa solar se dissipar, o que é consistente com o modelo de acreção do núcleo para a formação do planeta gigante”, disse.

Júpiter é o planeta mais massivo do Sistema Solar e sua presença teve um efeito imenso sobre a dinâmica do disco de acreção solar.

A determinação da idade de Júpiter é fundamental para compreender como o Sistema Solar evoluiu em direção à sua arquitetura atual. Embora os modelos prevejam que Júpiter tenha se formado relativamente cedo, até agora, sua formação nunca tinha sido datada.

“Não temos amostras de Júpiter, em contraste com outros corpos como a Terra, Marte, a Lua e asteroides. No nosso estudo, usamos assinaturas isotópicas de meteoritos [que são derivados dos asteroides] para inferir a idade de Júpiter”, explica Kruijer.

A equipe mostrou, através de análises isotópicas de meteoritos, que o núcleo sólido de Júpiter se formou apenas cerca de 1 milhão de anos após o início da história do Sistema Solar, fazendo do gigante gasoso o planeta mais antigo.

Através de sua rápida formação, Júpiter agiu como uma barreira efetiva contra o transporte interno de material no disco, potencialmente explicando porque o nosso Sistema Solar não possui nenhuma super-Terra [um exoplaneta com uma massa superior à da Terra].

A equipe descobriu que o núcleo de Júpiter cresceu até 20 massas terrestres em apenas 1 milhão de anos, seguido de um crescimento mais prolongado até 50 massas terrestres até pelo menos 3-4 milhões de anos após a formação do Sistema Solar.

As teorias anteriores propuseram que os gigantes gasosos como Júpiter e Saturno envolviam o crescimento de grandes núcleos sólidos entre mais ou menos 10 a 20 massas terrestres, seguido da acumulação de gás sobre esses núcleos.

Assim, a conclusão foi que os núcleos dos gigantes gasosos devem ter se formado antes da dissipação da nebulosa solar – o disco de gás e poeira que rodeava o jovem Sol –, o que provavelmente ocorreu entre 1 e 10 milhões de anos após a formação do Sistema Solar.

No trabalho, a equipe confirmou as teorias anteriores e ainda foi capaz de datar Júpiter com maior precisão, usando as assinaturas isotópicas dos meteoritos. “As nossas medições mostram que o crescimento de Júpiter pode ser datado usando o patrimônio genético distinto e os tempos de formação dos meteoritos”, salienta Kruijer.

A maioria dos meteoritos deriva de pequenos corpos localizados no cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter.

Originalmente, estes corpos provavelmente se formaram em uma área muito maior de distâncias heliocêntricas, como sugerido pelas distintas composições químicas e isotópicas dos meteoritos e pelos modelos dinâmicos, indicando que a influência gravitacional dos gigantes gasosos levou à dispersão de corpos pequenos no cinturão de asteroides.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Governo argentino é alvo de roubo de 10 anos de arquivos administrativos

O governo da Argentina foi alvo de um ataque por meio de um ransonware e está com cerca de 10 anos de dados públicos sequestrados desde do dia 25 de novembro. Em entrevista, a ministra da …

Lausanne, na Suíça, é a melhor cidade pequena do mundo

A cidade de Lausanne, na Suíça, foi considerada a melhor cidade pequena do mundo pela influente revista britânica “Monocle”. A publicação fez uma lista com as 25 melhores cidades pequenas do mundo, com população …

Esse organismo unicelular toma "decisões" complexas mesmo sem um cérebro

Um organismo unicelular de água fresca chamado Stentor roeseli demonstra comportamento inteligente. Ele foi descoberto em 1906, e quando estimulado no microscópio, essa criatura com formato de trompete conseguiu tomar decisões consideradas complexas para um …

Rússia é banida de eventos esportivos mundiais por quatro anos

Decisão deixará o país de fora dos Jogos Olímpicos de 2020 e da Copa do Mundo de Futebol de 2022. Agência Mundial Antidoping (Wada) conclui que Moscou manipulou dados laboratoriais de seus atletas. A Rússia está …

Pessoas em situação de rua viram guias turísticos na Irlanda

Olha só que iniciativa maravilhosa. Na Irlanda, o projeto ‘Secret Street Tours’ treina pessoas em situação de rua para usar seu conhecimento sobre a cidade para serem guias de turistas em tours pela cidade de …

Cientistas finalmente criam neurônios artificiais

Uma equipe internacional liderada por pesquisadores da Universidade de Bath (Inglaterra) realizou um feito inédito: conseguiu reproduzir a atividade biológica de neurônios usando chips de silicone. E o que é ainda melhor: esses “neurônios artificias” requerem …

Huawei pode lançar novos smartphones no Brasil, afirma executivo

A Huawei oficializou, nesta quinta-feira, 5, uma plataforma de auxílio aos desenvolvedores para publicarem e divulgarem seus aplicativos para os dispositivos da companhia. Chamada Huawei Ability Gallery, trata-se de uma expansão do ecossistema da App Gallery, …

Metrô de Paris ficará em greve até segunda-feira contra reforma da Previdência

A greve dos metroviários de Paris contra o projeto de reforma da Previdência francesa foi prorrogada até segunda-feira (9). Nas assembleias-gerais realizadas pela categoria na manhã de quinta-feira (5), primeiro dia da paralisação, quase todos os …

"Operação Maleta Verde", o escândalo que atinge governo e oposição na Venezuela

Com semblante mais sério que de costume, Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino da Venezuela pelos Estados Unidos, pelo parlamento da União Europeia e por vários países da América Latina, dirigiu-se a jornalistas reunidos em …

Sarampo causou mais de 140 mil mortes em 2018

De acordo com OMS, maioria das vítimas tinha menos de cinco anos de idade e não havia sido vacinada. No ano passado, foram registrados quase 10 milhões de casos da doença no mundo. O sarampo causou …