“Justiça Para Mara”: assassinato de jovem por motorista do Cabify gera revolta no México

(dr) Facebook

Mara Castilla, jovem de 19 anos assassinada no México por um motorista da Cabify

A morte de Mara Castilla, uma jovem de 19 anos assassinada por um motorista da plataforma de transporte Cabify, no México, enfureceu ainda mais os protestos contra um crime cada vez mais habitual no país: o feminicídio.

As estatísticas oficiais indicam que, por dia, sete mulheres são assassinadas no México. Mara Castilla, uma jovem de 19 anos, foi um dos mais recentes casos, escreve a BBC.

A mexicana tinha pedido um carro pela Cabify em Puebla, a sul da Cidade do México, depois de uma saída à noite com amigos. O veículo chegou minutos depois e a jovem avisou a irmã mais velha, com quem vivia, de que já estava a caminho de casa.

Quando acordou, a irmã Karen percebeu que Mara ainda não tinha chegado. Entrou então em contato com o motorista da Cabify responsável pela viagem, que respondeu que a tinha deixado a poucos metros de casa.

Porém, a irmã achou a conversa suspeita e decidiu denunciar o desaparecimento da irmã às autoridades. Rapidamente, o desaparecimento de Mara chegou às redes sociais, com centenas de internautas dando o alerta para quem tivesse visto a jovem.

A Procuradoria-Geral de Justiça do Estado de Puebla interrogou o motorista, identificado como Ricardo Alexis Díaz, que acabou detido depois da análise de vídeos das câmeras de segurança. O funcionário foi acusado de ter violado e estrangulado a jovem que, uma semana depois, foi encontrada em uma vala.

Entretanto, a plataforma de transportes Cabify anunciou que vai reforçar os seus protocolos de segurança e instalar um “botão de pânico” que esteja vinculado aos sistemas de emergência das autoridades policiais, escreve o El País.

Mara nasceu em Veracruz, no sudeste do México, mas há mais de um ano vivia em Puebla para estudar Ciências Políticas. Aos jornalistas, a mãe, Gabriela Miranda, disse que ela era muito alegre e que tinha muitos amigos, embora fosse tímida com desconhecidos.

“Uma menina com muitos sonhos, com tantos projetos de vida, sem inimigos”, recordou.

“Justicia Para Mara”

A morte da jovem foi a gota d’água para milhares de pessoas, sobretudo mulheres, que, no último domingo, decidiram realizar vários protestos em muitas cidades do país.

Foram entoadas várias palavras de ordem como, por exemplo, “Nos están matando”, “Vivas nos queremos”, “Ni una más” ou “Todas Somos Mara”. No Twitter, as hashtags #JusticiaparaMara e #NoFueTuCulpa foram parar aos trending topics.

O assassinato da jovem é mais uma prova de como, no México, ainda é difícil a tarefa de convencer as autoridades a cumprir a lei e investigar agressões contra mulheres, sobretudo quando a sociedade é também muito marcada por ideais machistas.

Prova disso é que, durante a marcha na Cidade do México, que começou no El Zócalo, principal praça da capital mexicana, simpatizantes do governador do Distrito Federal, Miguel Ángel Mancera, insultaram as mulheres que protestavam.

Dezenas de casos foram lembrados durante as manifestações. Um dos mais recentes foi o de Lesvy Berlín Osorio, jovem de 22 anos assassinada, em maio passado, no campus da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM).

Inicialmente, o caso foi descrito como um “suicídio” pela Procuradoria-Geral de Justiça da Cidade do México (PGJCM) que chegou, inclusive, a compartilhar mensagens no Twitter para indicar um suposto vício e o abandono escolar da vítima.

No entanto, depois de uma série de protestos na internet, as autoridades decidiram investigar outros possíveis motivos para a morte de Lesvy. O namorado da vítima acabou preso, semanas depois, acusado de feminicídio.

Paradoxalmente, Mara foi uma das mulheres que, em maio, protestou pela morte de Lesvy. Meses depois, as manifestações seriam em sua memória.

Ciberia // BBC / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Relíquia do Jurássico: descoberto animal marinho cuja espécie vive há 180 milhões de anos

Um grupo de pesquisadores descreveu uma nova espécie de ofíuros – um animal marinho parecido com as estrelas-do-mar, que recebeu o nome de Ophiojura, informou nesta quinta-feira (17) Tim O’Hara, curador dos Museus Victoria (Austrália) …

Projeto de estrada cortando parque das cataratas de Iguaçu ameaça outras áreas de proteção pelo Brasil

Uma das paisagens naturais mais impressionantes do Brasil e reconhecida pela Unesco, o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as cataratas, no Paraná, pode ser cortado ao meio por uma rodovia asfaltada – em …

Por que a imunidade de rebanho está longe de ser realidade

Embora costume ser apresentada como simples cálculo matemático, alcançar a imunidade de rebanho não é tarefa fácil. Ela não só depende da infecciosidade das variantes, como da adoção de medidas sanitárias pela população. Apesar das campanhas …

Uso de maconha na adolescência pode atrapalhar o desenvolvimento do cérebro

O consumo de maconha pode ser prejudicial ao cérebro humano durante a adolescência, de acordo com estudo publicado na última quarta-feira (16). Segundo a pesquisa, realizada em regiões da Europa, o uso recreativo da planta pode …

EUA terão feriado para comemorar fim da escravidão

Data já celebrada na maioria dos estados vai se tornar feriado federal. O "Juneteenth" lembra dia em que os últimos escravos negros foram libertados no país, em 1865. Após aprovação pelo Congresso dos Estados Unidos na …

5 perguntas sobre os denisovanos, 'parentes' extintos dos humanos modernos que viveram na Terra há 50 mil anos

Desde que os primeiros vestígios dos denisovanos foram descobertos em 2008, os cientistas não descansaram tentando obter mais informações sobre eles. A tarefa, no entanto, não tem sido fácil, porque até agora só foram encontrados pequenos …

Calheiros anuncia nome das 14 pessoas que passaram de testemunhas a investigados na CPI da Covid

Segundo senador, é preciso mudar o "patamar" da investigação pois já há provas e indícios concretos contra as pessoas inseridas na lista, que agora será encaminhada ao presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM). Nesta sexta-feira (18), …

Turistas “madrugam” para visitar Disneyland Paris, que reabre após oito meses por causa da pandemia

Depois de oito meses de portas fechadas, o parque Disneyland Paris reabriu para o público nesta quinta-feira (17). A atração, um dos principais destinos turísticos da Europa, volta a funcionar, mas mantém medidas sanitárias …

Cientistas desvendam mistério de 'apagamento' de estrela gigante Betelgeuse

Astrônomos dizem que solucionaram o mistério sobre por que uma das mais conhecidas estrelas que iluminava o céu à noite começou a perder o brilho há cerca de um ano. Betelgeuse, uma supergigante vermelha da …

Portugal isola Lisboa para conter disseminação de variante

Em meio a alta de casos e difusão da variante delta do coronavírus, detectada inicialmente na Índia, governo português restringe circulação para dentro e para fora da região metropolitana da capital no fim de semana. Em …