“Justiça Para Mara”: assassinato de jovem por motorista do Cabify gera revolta no México

(dr) Facebook

Mara Castilla, jovem de 19 anos assassinada no México por um motorista da Cabify

A morte de Mara Castilla, uma jovem de 19 anos assassinada por um motorista da plataforma de transporte Cabify, no México, enfureceu ainda mais os protestos contra um crime cada vez mais habitual no país: o feminicídio.

As estatísticas oficiais indicam que, por dia, sete mulheres são assassinadas no México. Mara Castilla, uma jovem de 19 anos, foi um dos mais recentes casos, escreve a BBC.

A mexicana tinha pedido um carro pela Cabify em Puebla, a sul da Cidade do México, depois de uma saída à noite com amigos. O veículo chegou minutos depois e a jovem avisou a irmã mais velha, com quem vivia, de que já estava a caminho de casa.

Quando acordou, a irmã Karen percebeu que Mara ainda não tinha chegado. Entrou então em contato com o motorista da Cabify responsável pela viagem, que respondeu que a tinha deixado a poucos metros de casa.

Porém, a irmã achou a conversa suspeita e decidiu denunciar o desaparecimento da irmã às autoridades. Rapidamente, o desaparecimento de Mara chegou às redes sociais, com centenas de internautas dando o alerta para quem tivesse visto a jovem.

A Procuradoria-Geral de Justiça do Estado de Puebla interrogou o motorista, identificado como Ricardo Alexis Díaz, que acabou detido depois da análise de vídeos das câmeras de segurança. O funcionário foi acusado de ter violado e estrangulado a jovem que, uma semana depois, foi encontrada em uma vala.

Entretanto, a plataforma de transportes Cabify anunciou que vai reforçar os seus protocolos de segurança e instalar um “botão de pânico” que esteja vinculado aos sistemas de emergência das autoridades policiais, escreve o El País.

Mara nasceu em Veracruz, no sudeste do México, mas há mais de um ano vivia em Puebla para estudar Ciências Políticas. Aos jornalistas, a mãe, Gabriela Miranda, disse que ela era muito alegre e que tinha muitos amigos, embora fosse tímida com desconhecidos.

“Uma menina com muitos sonhos, com tantos projetos de vida, sem inimigos”, recordou.

“Justicia Para Mara”

A morte da jovem foi a gota d’água para milhares de pessoas, sobretudo mulheres, que, no último domingo, decidiram realizar vários protestos em muitas cidades do país.

Foram entoadas várias palavras de ordem como, por exemplo, “Nos están matando”, “Vivas nos queremos”, “Ni una más” ou “Todas Somos Mara”. No Twitter, as hashtags #JusticiaparaMara e #NoFueTuCulpa foram parar aos trending topics.

O assassinato da jovem é mais uma prova de como, no México, ainda é difícil a tarefa de convencer as autoridades a cumprir a lei e investigar agressões contra mulheres, sobretudo quando a sociedade é também muito marcada por ideais machistas.

Prova disso é que, durante a marcha na Cidade do México, que começou no El Zócalo, principal praça da capital mexicana, simpatizantes do governador do Distrito Federal, Miguel Ángel Mancera, insultaram as mulheres que protestavam.

Dezenas de casos foram lembrados durante as manifestações. Um dos mais recentes foi o de Lesvy Berlín Osorio, jovem de 22 anos assassinada, em maio passado, no campus da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM).

Inicialmente, o caso foi descrito como um “suicídio” pela Procuradoria-Geral de Justiça da Cidade do México (PGJCM) que chegou, inclusive, a compartilhar mensagens no Twitter para indicar um suposto vício e o abandono escolar da vítima.

No entanto, depois de uma série de protestos na internet, as autoridades decidiram investigar outros possíveis motivos para a morte de Lesvy. O namorado da vítima acabou preso, semanas depois, acusado de feminicídio.

Paradoxalmente, Mara foi uma das mulheres que, em maio, protestou pela morte de Lesvy. Meses depois, as manifestações seriam em sua memória.

Ciberia // BBC / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Antártida: geleira está se tornando o cânion mais profundo do mundo e isso é péssimo

Recentemente cientistas anunciaram a descoberta de algo absolutamente desconhecido e sem precedentes: um cânion de gelo com 3,5 quilômetros abaixo do nível do mar, confirmado como nada menos que o ponto mais profundo da superfície …

OMC prevê cenário sombrio para o comércio global e Brasil será bastante atingido

Sob o impacto da pandemia do novo coronavírus, a Organização Mundial de Comércio (OMC) prevê um cenário sombrio para o comércio global este ano. A expectativa é de uma queda vertiginosa que pode chegar …

COVID-19 deve ter pico no Brasil em abril e maio, dizem Mandetta e especialistas

A previsão de disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no país não é nada animadora para os próximos meses. Isso porque ainda estamos em uma fase intermediária da infecção, que deve ter seus momentos de pico em …

Esse novo tratamento alivia a depressão em 90% dos pacientes

De acordo com uma nova pesquisa americana, um tratamento com estimulação magnética transcraniana pode ser muito eficaz para pessoas com depressão severa: em um experimento, foi capaz de aliviar os sintomas em 90% dos pacientes. Normalmente, …

Israel: ministro que definiu Covid-19 como ‘castigo divino a gays’ está com coronavírus

Aos 71 anos, Yaakov Litzman, ministro da Saúde de Israel e também líder do partido ultra-ortodoxo “Judaísmo Unido da Torá”, testou positivo para Covid-19. O diagnóstico foi divulgado nesta terça-feira (7) pela imprensa local e chamou …

Saúde de Boris Johnson preocupa britânicos, mas governo garante que premiê passa bem

O Reino Unido acompanha com preocupação a degradação do estado de saúde do primeiro-ministro Boris Johnson, que anunciou publicamente ter sido contaminado pelo novo coronavírus há dez dias. Depois de ser hospitalizado no domingo (5), …

Cortes na ciência comprometem resposta à covid-19 no Brasil

A fila de 16 mil testes para covid-19 no Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, expõe a vulnerabilidade de um país que escolheu não investir em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) nos últimos anos. A …

Organismo marinho de 47 metros de comprimento descoberto na Austrália

Pesquisadores conseguiram captar imagens de vídeo fascinantes de um organismo "de outro mundo" nas águas ao largo da costa ocidental da Austrália. Segundo comunica a Newsweek, uma equipe a bordo do RV Falkor, o principal navio …

Detectadas pela 1º vez estrelas binárias capazes de produzir ondas gravitacionais

Astrônomos do Centro de Astrofísica de Harvard & Smithsonian detectaram pela primeira vez anãs brancas compostas por duas estrelas binárias. As anãs brancas compostas por duas estrelas binárias possuem um núcleo orbital capaz de gerar uma …

Epidemia do coronavírus ainda não chegou ao pico e se agrava na França, diz ministro

O pico da epidemia do novo coronavírus ainda não foi atingido na França, disse nesta terça-feira (7) o ministro da Saúde, Olivier Véran. Devido ao número significativo de pacientes que ainda são hospitalizados diariamente …