Estupro e assassinato brutal de adolescente gera revolta na Argentina

(dr)

Lucía Pérez, a jovem de 16 anos brutalmente assassinada na Argentina

Lucía Pérez, a jovem de 16 anos brutalmente assassinada na Argentina

Cerca de 300 organizações feministas e sindicais argentinas estão convocando uma greve de uma hora essa quarta-feira (19) contra os feminicídios, depois do assassinato brutal da adolescente Lucía Pérez, de apenas 16 anos, que foi estuprada e empalada.

Mulheres de todo o país deverão sair às ruas entre as 13h e as 14h vestidas de negro, aderindo à convocação feita através das hashtags #NosotrasParamos (“nós paramos”) e #MiercolesNegro (“quarta-feira negra”).

Inspiradas pelas experiências de paralisação das mulheres na Polônia e na Islândia, as argentinas reivindicam: “Si mi vida no vale produzcan sin mi” (“se minha vida não vale, produzam sem mim”).

O movimento #NiUnaMenos (“nem uma menos”), que levou mulheres argentinas às ruas a 3 de junho de 2015 contra os feminicídios no país, “convoca as mulheres a se vestirem de negro e a saírem às ruas para dar visibilidade à violência e ao ajuste econômico que atinge com mais força as mulheres”.

As mulheres querem chamar a atenção da sociedade em geral para os feminicídios brutais cometidos recentemente e para os efeitos na vida das mulheres do ajuste fiscal promovido pelo governo Macri, a partir das articulações feitas no Encontro Nacional de Mulheres, realizado em Rosario entre 8 e 11 de outubro.

“Com a raiva pelo feminicídio de Lucía em Mar del Plata, pelo ódio de uma mãe que mata sua filha lésbica, pelas adolescentes esfaqueadas em La Boca e com a repressão sofrida no Encontro Nacional de Mulheres em Rosário, chamamos a sair de nossos lugares de trabalho e de nossas casas na próxima quarta-feira, às 13h, para visibilizar os feminicídios e a precarização da vida das mulheres”, convocou Florencia Minici, do #NiUnaMenos.

O jornal El País relata que, desde o assassinato de Lucía Pérez, pelo menos outras três mulheres foram assassinadas na Argentina. O Supremo Tribunal de Justiça da Argentina registou 235 feminicídios em 2015, ou seja, uma média de um crime a cada 36 horas.

De acordo com a Universidade Livre Feminista, feministas chilenas e mexicanas também farão uma série de ações em solidariedade.

Assassinato brutal

O homicídio de Lucía Pérez, de apenas 16 anos, deixou a Argentina em choque. O assassinato aconteceu na noite de 8 de outubro, em Mar del Plata, uma cidade de 600 mil habitantes situada 400 quilômetros a sul de Buenos Aires.

A jovem estudante foi levada por um grupo de traficantes depois das aulas e morreu depois de ter sido drogada, estuprada e empalada com uma estaca de madeira.

As autoridades acreditam que Lucía foi obrigada a consumir grandes quantidades de cocaína e canábis, sendo depois estuprada. A jovem sofreu ferimentos internos bastante graves, acabando por não resistir à violência de que foi alvo pelos traficantes.

Lucía foi deixada já morta à porta de um hospital local, depois de os raptores lhe terem dado um banho para tentar esconder as lesões. Os médicos foram informados que a jovem tinha morrido de overdose, mas as análises ao corpo revelaram os horrores a que tinha sido submetida.

Nunca vi uma conjunção de fatos tão aberrantes“, afirmou a procuradora María Isabel Sánchez numa coletiva de imprensa sobre o crime, citada pelo El País.

“Esta menina foi empalada e foi essa a causa da sua morte. Foi sujeita a abusos sexuais brutais e desumanos“, referiu a responsável pelo caso.

Foram encontradas camisinhas usadas, várias drogas, brinquedos sexuais, armas e munições na carrinha em que Lucía Pérez foi transportada. Matías Gabriel Farías, de 23 anos, e Juan Pablo Offidani, de 41, foram detidos e são até agora os principais suspeitos do crime, acusados de abuso sexual seguido de morte.

Essa terça-feira, a polícia deteve um terceiro suspeito, Alejandro Alberto Masiel, acusado de tentar encobrir o homicídio.

O pai da jovem apela para que os membros do grupo sejam condenados a prisão perpétua.

“Não queremos 10 ou 15 anos para depois saírem da prisão e fazerem o mesmo. Minha filha foi drogada, estuprada e empalada. Que animal é capaz de fazer uma coisa dessas?“, questiona Guillermo Perez.

AF, ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Índia vê casos explodirem e vira um dos epicentros da pandemia

Com quase 700 mil casos de covid-19, a Índia ultrapassou a Rússia e se tornou nesta segunda-feira (07/07) o terceiro país mais atingido pela pandemia de covid-19 em todo o mundo. O Ministério da Saúde indiano …

Filho interrompe ao vivo de repórter para pedir biscoitos

Em mais uma das patacoadas do home-office, a jornalista Deborah Haynes da Sky News acabou sendo interrompida por seu filho, que fez um pedido bastante singelo para a mãe: ele queria alguns biscoitos. O vídeo foi …

Encontrados metais em crateras da Lua que podem dar pistas sobre sua formação

A hipótese mais aceita sobre a formação da Lua diz que ela surgiu após a colisão entre a Terra e um planeta do tamanho de Marte, chamado Theia. O suposto evento é chamado de “hipótese …

Coronavírus empurra Cuba de volta à crise

Apesar de a covid-19 estar sob controle no país, os problemas econômicos têm se agravado, e a já difícil situação de abastecimento se torna mais crítica. Segundo semestre deve ser ainda pior na ilha caribenha. Cuba …

Boicote ao Facebook: como a debandada de grandes anunciantes pode afetar sobrevivência da rede social

Boicotes podem ser extremamente eficazes: é o que o Facebook está descobrindo. No final do século 18, o movimento abolicionista encorajou o povo britânico a ficar longe de bens produzidos pelos escravos. Funcionou. Cerca de 300 …

Cientista conta quais formas de vida os humanos podem encontrar em Marte

A humanidade tem cada vez mais chances de conhecer outras formas de vida, conforme desenvolve suas capacidades de exploração espacial. Em Marte, poderemos encontrar organismos introduzidos por veículos espaciais e modificados sob influência das condições no …

O coronavírus do ocidente é uma versão mais perigosa do que a original

Esforços são realizados para identificar se o vírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, passou por mutações em relação ao primeiro identificado em Wuhan, na China, em dezembro do ano passado. Em abril, um estudo não revisado pelos …

Missão indiana levará sonda para investigar efeitos do vento solar em Vênus

Em 2005, o Instituto Sueco de Física Espacial (IRF) enviou à órbita de Vênus a sonda ASPERA-4, através da missão Venus Express, da agência espacial europeia ESA. A sonda estudou o planeta até 2014, medindo …

O mistério das centenas de elefantes encontrados mortos em Botsuana

A morte “totalmente sem precedentes” de centenas de elefantes em Botsuana nos últimos meses está cercada de mistério. O biólogo e ativista Niall McCann afirmou que colegas no país do sul da África identificaram mais de …

Coronavírus na Coreia do Norte: Kim Jong-un declara 'sucesso brilhante' no combate à pandemia e zero casos

O líder norte-coreano Kim Jong-un elogiou o "sucesso brilhante" de seu país ao enfrentar a pandemia de covid-19, segundo a agência de notícias estatal KCNA. Falando em uma reunião do Politburo, Kim disse que o …