Estupro e assassinato brutal de adolescente gera revolta na Argentina

(dr)

Lucía Pérez, a jovem de 16 anos brutalmente assassinada na Argentina

Lucía Pérez, a jovem de 16 anos brutalmente assassinada na Argentina

Cerca de 300 organizações feministas e sindicais argentinas estão convocando uma greve de uma hora essa quarta-feira (19) contra os feminicídios, depois do assassinato brutal da adolescente Lucía Pérez, de apenas 16 anos, que foi estuprada e empalada.

Mulheres de todo o país deverão sair às ruas entre as 13h e as 14h vestidas de negro, aderindo à convocação feita através das hashtags #NosotrasParamos (“nós paramos”) e #MiercolesNegro (“quarta-feira negra”).

Inspiradas pelas experiências de paralisação das mulheres na Polônia e na Islândia, as argentinas reivindicam: “Si mi vida no vale produzcan sin mi” (“se minha vida não vale, produzam sem mim”).

O movimento #NiUnaMenos (“nem uma menos”), que levou mulheres argentinas às ruas a 3 de junho de 2015 contra os feminicídios no país, “convoca as mulheres a se vestirem de negro e a saírem às ruas para dar visibilidade à violência e ao ajuste econômico que atinge com mais força as mulheres”.

As mulheres querem chamar a atenção da sociedade em geral para os feminicídios brutais cometidos recentemente e para os efeitos na vida das mulheres do ajuste fiscal promovido pelo governo Macri, a partir das articulações feitas no Encontro Nacional de Mulheres, realizado em Rosario entre 8 e 11 de outubro.

“Com a raiva pelo feminicídio de Lucía em Mar del Plata, pelo ódio de uma mãe que mata sua filha lésbica, pelas adolescentes esfaqueadas em La Boca e com a repressão sofrida no Encontro Nacional de Mulheres em Rosário, chamamos a sair de nossos lugares de trabalho e de nossas casas na próxima quarta-feira, às 13h, para visibilizar os feminicídios e a precarização da vida das mulheres”, convocou Florencia Minici, do #NiUnaMenos.

O jornal El País relata que, desde o assassinato de Lucía Pérez, pelo menos outras três mulheres foram assassinadas na Argentina. O Supremo Tribunal de Justiça da Argentina registou 235 feminicídios em 2015, ou seja, uma média de um crime a cada 36 horas.

De acordo com a Universidade Livre Feminista, feministas chilenas e mexicanas também farão uma série de ações em solidariedade.

Assassinato brutal

O homicídio de Lucía Pérez, de apenas 16 anos, deixou a Argentina em choque. O assassinato aconteceu na noite de 8 de outubro, em Mar del Plata, uma cidade de 600 mil habitantes situada 400 quilômetros a sul de Buenos Aires.

A jovem estudante foi levada por um grupo de traficantes depois das aulas e morreu depois de ter sido drogada, estuprada e empalada com uma estaca de madeira.

As autoridades acreditam que Lucía foi obrigada a consumir grandes quantidades de cocaína e canábis, sendo depois estuprada. A jovem sofreu ferimentos internos bastante graves, acabando por não resistir à violência de que foi alvo pelos traficantes.

Lucía foi deixada já morta à porta de um hospital local, depois de os raptores lhe terem dado um banho para tentar esconder as lesões. Os médicos foram informados que a jovem tinha morrido de overdose, mas as análises ao corpo revelaram os horrores a que tinha sido submetida.

Nunca vi uma conjunção de fatos tão aberrantes“, afirmou a procuradora María Isabel Sánchez numa coletiva de imprensa sobre o crime, citada pelo El País.

“Esta menina foi empalada e foi essa a causa da sua morte. Foi sujeita a abusos sexuais brutais e desumanos“, referiu a responsável pelo caso.

Foram encontradas camisinhas usadas, várias drogas, brinquedos sexuais, armas e munições na carrinha em que Lucía Pérez foi transportada. Matías Gabriel Farías, de 23 anos, e Juan Pablo Offidani, de 41, foram detidos e são até agora os principais suspeitos do crime, acusados de abuso sexual seguido de morte.

Essa terça-feira, a polícia deteve um terceiro suspeito, Alejandro Alberto Masiel, acusado de tentar encobrir o homicídio.

O pai da jovem apela para que os membros do grupo sejam condenados a prisão perpétua.

“Não queremos 10 ou 15 anos para depois saírem da prisão e fazerem o mesmo. Minha filha foi drogada, estuprada e empalada. Que animal é capaz de fazer uma coisa dessas?“, questiona Guillermo Perez.

AF, ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Asteroide passará perto da Terra a 27.000 km/h na sexta-feira, alerta NASA

Um grande corpo celeste está se movendo na direção da Terra e chegará ao ponto mais próximo do nosso planeta nesta sexta-feira (6). De acordo com as estimativas da NASA, o asteroide 2019 WR3 mede entre …

Mensagem misteriosa pintada em urso polar na Rússia alarma pesquisadores

Imagens compartilhadas por perfis russos nas redes sociais com um urso polar pintado em spray com o símbolo "T-34" ter alarmado especialistas. Eles advertem que a pintura — cujas circunstâncias ainda não foram identificadas — pode …

Experimento deve provar que microgravidade inibe crescimento de tumores

De onde estiver, Stephen Hawking segue presente na ciência, e seus últimos conselhos devem render uma descoberta para lá de impressionante (e revolucionária). Em conversa com um pesquisador da Austrália, o gênio da física falou sobre …

Justiça absolve Lula e Dilma no caso "quadrilhão do PT"

Juiz que analisou caso afirma que denúncia apresentada por Rodrigo Janot contra cúpula do PT em 2017 foi tentativa de "criminalizar a atividade política". Ministério Público pediu absolvição dos réus em outubro. A Justiça Federal do …

Chineses ativam o primeiro radiotelescópio posicionado no lado afastado da Lua

Um experimento que levou mais de um ano para ser concluído no lado afastado da Lua finalmente está em funcionamento. Não está ainda 100%, mas o Netherlands-China Low-Frequency Explorer (NCLE) já consegue captar sinais de …

"Vão ter que mudar", diz Greta sobre Bolsonaro e Trump em retorno à Europa

A ativista chegou em Lisboa na tarde desta terça-feira (3), 21 dias depois de sair dos EUA a bordo de um veleiro. A jovem sueca retorna à Europa para participar da COP 25, a conferência …

Museu decide comprar apenas obras de mulheres por um ano por reparação histórica

Para se transformar a velha normalidade repleta de preconceitos, violências e desigualdades embutidas é preciso atitudes efetivas e concretamente transformadoras. Da mesma forma que a dívida histórica racial deve ser reparada não somente no discurso, mas …

Black Friday no Brasil superou a dos EUA nos apps de compras, segundo estudo

Neste ano, a Black Friday fez a sua marca entre as compras dos brasileiros. O próprio Canaltech fez uma cobertura muito especial em torno da Black Friday deste ano.Importada dos EUA, a tradição está mesmo …

Para acalmar a crise, presidente chileno propõe ajuda de R$ 520 para 1 milhão de famílias

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, propôs nesta terça-feira (3) a criação de um bônus de 100.000 pesos chilenos (cerca de R$ 520), que serão distribuídos para 1,3 milhão de famílias. O objetivo da medida, …

Anvisa dá aval à venda de maconha medicinal em farmácias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta terça-feira (03/12) um novo marco regulatório para o registro e venda de produtos à base de cannabis em farmácias no país, tornando o Brasil a nação …