Estupro e assassinato brutal de adolescente gera revolta na Argentina

(dr)

Lucía Pérez, a jovem de 16 anos brutalmente assassinada na Argentina

Lucía Pérez, a jovem de 16 anos brutalmente assassinada na Argentina

Cerca de 300 organizações feministas e sindicais argentinas estão convocando uma greve de uma hora essa quarta-feira (19) contra os feminicídios, depois do assassinato brutal da adolescente Lucía Pérez, de apenas 16 anos, que foi estuprada e empalada.

Mulheres de todo o país deverão sair às ruas entre as 13h e as 14h vestidas de negro, aderindo à convocação feita através das hashtags #NosotrasParamos (“nós paramos”) e #MiercolesNegro (“quarta-feira negra”).

Inspiradas pelas experiências de paralisação das mulheres na Polônia e na Islândia, as argentinas reivindicam: “Si mi vida no vale produzcan sin mi” (“se minha vida não vale, produzam sem mim”).

O movimento #NiUnaMenos (“nem uma menos”), que levou mulheres argentinas às ruas a 3 de junho de 2015 contra os feminicídios no país, “convoca as mulheres a se vestirem de negro e a saírem às ruas para dar visibilidade à violência e ao ajuste econômico que atinge com mais força as mulheres”.

As mulheres querem chamar a atenção da sociedade em geral para os feminicídios brutais cometidos recentemente e para os efeitos na vida das mulheres do ajuste fiscal promovido pelo governo Macri, a partir das articulações feitas no Encontro Nacional de Mulheres, realizado em Rosario entre 8 e 11 de outubro.

“Com a raiva pelo feminicídio de Lucía em Mar del Plata, pelo ódio de uma mãe que mata sua filha lésbica, pelas adolescentes esfaqueadas em La Boca e com a repressão sofrida no Encontro Nacional de Mulheres em Rosário, chamamos a sair de nossos lugares de trabalho e de nossas casas na próxima quarta-feira, às 13h, para visibilizar os feminicídios e a precarização da vida das mulheres”, convocou Florencia Minici, do #NiUnaMenos.

O jornal El País relata que, desde o assassinato de Lucía Pérez, pelo menos outras três mulheres foram assassinadas na Argentina. O Supremo Tribunal de Justiça da Argentina registou 235 feminicídios em 2015, ou seja, uma média de um crime a cada 36 horas.

De acordo com a Universidade Livre Feminista, feministas chilenas e mexicanas também farão uma série de ações em solidariedade.

Assassinato brutal

O homicídio de Lucía Pérez, de apenas 16 anos, deixou a Argentina em choque. O assassinato aconteceu na noite de 8 de outubro, em Mar del Plata, uma cidade de 600 mil habitantes situada 400 quilômetros a sul de Buenos Aires.

A jovem estudante foi levada por um grupo de traficantes depois das aulas e morreu depois de ter sido drogada, estuprada e empalada com uma estaca de madeira.

As autoridades acreditam que Lucía foi obrigada a consumir grandes quantidades de cocaína e canábis, sendo depois estuprada. A jovem sofreu ferimentos internos bastante graves, acabando por não resistir à violência de que foi alvo pelos traficantes.

Lucía foi deixada já morta à porta de um hospital local, depois de os raptores lhe terem dado um banho para tentar esconder as lesões. Os médicos foram informados que a jovem tinha morrido de overdose, mas as análises ao corpo revelaram os horrores a que tinha sido submetida.

Nunca vi uma conjunção de fatos tão aberrantes“, afirmou a procuradora María Isabel Sánchez numa coletiva de imprensa sobre o crime, citada pelo El País.

“Esta menina foi empalada e foi essa a causa da sua morte. Foi sujeita a abusos sexuais brutais e desumanos“, referiu a responsável pelo caso.

Foram encontradas camisinhas usadas, várias drogas, brinquedos sexuais, armas e munições na carrinha em que Lucía Pérez foi transportada. Matías Gabriel Farías, de 23 anos, e Juan Pablo Offidani, de 41, foram detidos e são até agora os principais suspeitos do crime, acusados de abuso sexual seguido de morte.

Essa terça-feira, a polícia deteve um terceiro suspeito, Alejandro Alberto Masiel, acusado de tentar encobrir o homicídio.

O pai da jovem apela para que os membros do grupo sejam condenados a prisão perpétua.

“Não queremos 10 ou 15 anos para depois saírem da prisão e fazerem o mesmo. Minha filha foi drogada, estuprada e empalada. Que animal é capaz de fazer uma coisa dessas?“, questiona Guillermo Perez.

AF, ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …