Justiça solicita notas fiscais em nome de Flávio Bolsonaro

Tânia Rêgo / ABr

O filho mais velho de Jair Bolsonaro, deputado estadual Flávio Bolsonaro

O juiz Flávio Itabaiana Nicolau, da 27ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, determinou que a Receita Federal forneça ao Ministério Público (MP) todas as notas fiscais de compras de mercadorias e serviços emitidas entre 2007 e 2018 em nome do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

A decisão, assinada na quarta-feira passada, foi divulgada neste sábado (18/05) pelo jornal Folha de S. Paulo e confirmada por outros veículos da imprensa brasileira. Com isso, a Justiça amplia as quebras de sigilo bancário e fiscal determinadas no mês passado.

O juiz determinou que sejam enviadas também as notas fiscais efetuadas no mesmo período, entre janeiro de 2007 e dezembro de 2018, em nome de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, e outros sete alvos da investigação.

Em um documento citado pelo jornal O Globo, promotores afirmam que ter acesso às notas fiscais pode auxiliar na análise da quebra de sigilo bancários dos investigados.

“Ocorre que, em razão das peculiaridades da investigação, torna-se igualmente necessário obter as notas fiscais emitidas por pessoas jurídicas em que constem os principais investigados como adquirentes, a fim de possibilitar o cruzamento com os dados bancários”, diz o pedido assinado pelos promotores Patrícia do Couto Villela, André Luis Cardoso, Luís Fernando Ferreira Gomes e Silvio Ferreira de Carvalho Neto.

Outros alvos da medida são Márcia Oliveira de Aguiar, mulher de Queiroz; Débora Melo Fernandes, ex-mulher dele; Evelyn Melo de Queiroz e Nathalia Melo de Queiroz, filhas do ex-assessor; Evelyn Mayara de Aguiar Gerbatim, enteada de Queiroz; Fernanda Antunes Figueira Bolsonaro, esposa de Flávio Bolsonaro; e a empresa Bolsotini Chocolates e Café Ltda, de Flávio.

As quebras de sigilo determinadas em abril pelo Ministério Público do Rio são mais amplas, envolvendo, além do filho do presidente Jair Bolsonaro, outras 94 pessoas ou empresas ligadas a ele.

Para embasar seus pedidos de quebra de sigilo bancário e fiscal, o MP apontou “sérios indícios de lavagem de dinheiro” em transações imobiliárias realizadas pelo senador. Ele insiste que seu sigilo foi quebrado ilegalmente.

Segundo a imprensa brasileira, entre 2010 e 2017, o então deputado estadual lucrou R$ 3,089 milhões em transações imobiliárias nas quais há “suspeitas de subfaturamento nas compras e superfaturamento nas vendas”. O valor supera os seus vencimentos como deputado.

As transações suspeitas envolvem 19 imóveis, entre salas e apartamentos, nos quais Flávio Bolsonaro investiu R$ 9,425 milhões. O MP afirmou que as transações podem simular ganhos fictícios para encobrir enriquecimento ilícito decorrente de desvios de recursos da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Os promotores relacionam casos em que o filho mais velho de Jair Bolsonaro lucrou com a valorização excessiva de imóveis adquiridos por ele a preços abaixo de mercado.

A quebra dos sigilos faz parte das investigações que começaram depois de um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), em desdobramento da Operação Lava Jato, ter indicado movimentações de dinheiro atípicas numa conta bancária de Fabrício Queiroz.

Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, segundo o Coaf. Ele também teve o sigilo bancário e fiscal levantado. Para o MP, há indícios de uma organização criminosa dedicada ao crime de peculato (desvio de dinheiro público) no gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …

Noruega acusa Pequim de ciberataque contra serviços do governo

Pela primeira vez na história, o Serviço de Segurança Policial da Noruega (PST, na sigla em inglês) identificou a China como sendo responsável por um ataque hacker contra as autoridades do país nórdico. A agência de …

China supera marca de 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 aplicadas

Quantia representa mais de um terço das doses aplicadas no mundo. Após início lento da imunização, autoridades chinesas querem vacinar completamente 40% da população até o final de junho. O número de doses de vacinas contra …

Brasileiros protestam no exterior contra Bolsonaro e gestão da epidemia

Dezenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de várias capitais brasileiras neste sábado para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro e sua gestão da pandemia, que já deixou mais de meio milhão de …

Relíquia do Jurássico: descoberto animal marinho cuja espécie vive há 180 milhões de anos

Um grupo de pesquisadores descreveu uma nova espécie de ofíuros – um animal marinho parecido com as estrelas-do-mar, que recebeu o nome de Ophiojura, informou nesta quinta-feira (17) Tim O’Hara, curador dos Museus Victoria (Austrália) …

Projeto de estrada cortando parque das cataratas de Iguaçu ameaça outras áreas de proteção pelo Brasil

Uma das paisagens naturais mais impressionantes do Brasil e reconhecida pela Unesco, o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as cataratas, no Paraná, pode ser cortado ao meio por uma rodovia asfaltada – em …

Por que a imunidade de rebanho está longe de ser realidade

Embora costume ser apresentada como simples cálculo matemático, alcançar a imunidade de rebanho não é tarefa fácil. Ela não só depende da infecciosidade das variantes, como da adoção de medidas sanitárias pela população. Apesar das campanhas …

Uso de maconha na adolescência pode atrapalhar o desenvolvimento do cérebro

O consumo de maconha pode ser prejudicial ao cérebro humano durante a adolescência, de acordo com estudo publicado na última quarta-feira (16). Segundo a pesquisa, realizada em regiões da Europa, o uso recreativo da planta pode …

EUA terão feriado para comemorar fim da escravidão

Data já celebrada na maioria dos estados vai se tornar feriado federal. O "Juneteenth" lembra dia em que os últimos escravos negros foram libertados no país, em 1865. Após aprovação pelo Congresso dos Estados Unidos na …

5 perguntas sobre os denisovanos, 'parentes' extintos dos humanos modernos que viveram na Terra há 50 mil anos

Desde que os primeiros vestígios dos denisovanos foram descobertos em 2008, os cientistas não descansaram tentando obter mais informações sobre eles. A tarefa, no entanto, não tem sido fácil, porque até agora só foram encontrados pequenos …