Casal larga emprego e viaja de Kombi pelo Brasil, sem dinheiro

Um casal ousado, apaixonado e aventureiro está realizando o sonho de muita gente: largar tudo e “cair” no mundo, pelas belas praias do litoral brasileiro.

Jow Nader, de 30 anos, e Bruna Ferreira, 27, são namorados. Eles deixaram para trás “trabalho, família e amigos para viver a experiência de conhecer a América do Sul a bordo de uma Kombi”, contou Jow em entrevista ao SNB.

A meta dos dois, que são do Paraná, é viajar durante 2 anos, subindo por um lado da América do Sul e descendo pelo outro. “Nós somos Jow e Bruna, moramos na nossa Kombi e estamos viajando pelo litoral do Brasil”, diz a página que eles criaram no Instagram para as pessoas acompanharem a viagem.

Jow é formado em Administração e Bruna em Gestão de Recursos Humanos. Eles trabalhavam em uma multinacional – com finanças e RH respectivamente – quando saíram de Curitiba em outubro de 2017 e foram subindo pelo litoral.

Hoje o casal está em Guarapari, no Espírito Santo, completando 5 meses de estrada. “Já passamos por mais de 70 praias em cidades dos estados do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro”, contam os dois.

Churros e brigadeiros

Engana-se quem pensa que eles são ricos, ou têm dinheiro para fazer a longa viagem.

“As condições que temos que não são as ideais, não somos ricos, nem temos renda fixa. Guardamos toda a grana que podíamos para comprar o carro e montar uma casinha dentro, que pudesse ter tudo o que precisássemos e ver o mundo como quintal. Como a grana não era muita, o que sobrou é para emergências”, diz.

Além de curtir a natureza, eles trabalham durante o percurso para arrumar dinheiro e seguir adiante. “Temos como renda principal a venda de brigadeiros, mas já fizemos faxina em casa, serviço em restaurante e nos aventuramos na venda de churros”, conta.

Conhecer gente boa

Quando chegam nas cidades, Jow e Bruna param a Kombi, fazem amizade e pedem aos moradores um cantinho para estacionar o carro na casa deles. “Estamos há mais de 5 meses sem pagar hospedagem”, conta Jow, que agradece às pessoas que abrem a casa ou o quintal e cedem um cantinho para passarem a noite.

Tem muita gente disposta a ajudar ao próximo. O amor é o elo que une as pessoas, existe uma força do bem dentro de cada um que não é noticiada. Mesmo que as pessoas nunca tenham nos visto na vida elas querem nos ajudar, com um banho quente, um ponto de energia, sem esperar nada em troca”, afirmam.

O casal conta que está descobrindo um Brasil diferente daquele que passa na televisão. “Numa cidade tão famosa pela violência como é Rio de Janeiro, passamos momentos maravilhosos sem ninguém nos dizer ‘perdeu, perdeu’, mas sim ‘ganhou, ganhou’, ganhou um lugar para ficar, uma conversa boa, um sorriso e um abraço apertado”, dizem.

Redes Sociais

Perrengues também acontecem, por isso eles decidiram contar as aventuras da viagem na página Aurora Nômade, no Facebook. “Como o próprio nome sugere, é um novo amanhecer em diferentes lugares, buscando novas paisagens, experiências, horizontes e oportunidades”, dizem.

“Queremos mostrar para nós mesmos que é possível fazer uma super Trip, mesmo sendo jovens sem grana. É muito mais vontade e coragem do que estrutura e recursos. Escolhemos partir pra poder chegar. Ter menos pra poder ser mais“, conclui Jow Nader.

Ciberia // Só Notícia Boa

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Muito interessante a coragem deles. Eu trabalho em home office e mesmo assim não tenho a coragem que eles tem. Bastaria apenas um carro e uma boa internet. É de tirar o chapéu pros dois.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Até os antigos egípcios faziam tarefa de casa

Uma tarefa de casa, escrita por uma criança do Antigo Egito, ficou preservada desde o segundo século a.C. – e as palavras podem parecer familiares até nos dias de hoje. Uma lição antiga preservada em uma …

Dinamarca avança com plano ambicioso de criar 9 ilhas na costa de Copenhague

O governo dinamarquês e a prefeitura de Copenhague, em conjunto com um gabinete de arquitectura e planejamento urbano, vão avançar com um ambicioso plano de criar nove ilhas na costa da capital do país. Um grandioso …

(cv) Euronews

Submarino alemão da Primeira Guerra Mundial aparece na costa da França

Os destroços de um submarino alemão da Primeira Guerra Mundial emergiram em uma praia de Wissant, no norte da França. Há décadas enterrada na areia, a carcaça enferrujada da embarcação naufragada em 1917 agora pode …

Não somos só o que comemos, “somos o que vemos” no dia a dia

No que diz respeito à saúde física, somos o que comemos. Mas e quanto à saúde mental? Segundo o médico David Fryburg, endocrinologista, somos o que vemos. Conforme aponta Fryburg, a comida é uma mistura complicada de fontes …

Detectados misteriosos sinais de rádio de galáxia a 1,5 bilhão de anos-luz

Uma equipe de cientistas do Canadá detectou sinais de rádio provenientes de uma galáxia a 1,5 bilhões de anos-luz de distância da Terra. As rajadas rápidas de rádio, impulsos de energia com duração de apenas alguns …

Companhia aérea portuguesa é a primeira a voar sem qualquer plástico a bordo

A companhia aérea portuguesa Hi Fly tornou-se a primeira do mundo a voar sem qualquer plástico a bordo. A viagem aconteceu no dia 26 de dezembro. De acordo com o comunicado da companhia, o voo teve origem em …

Overstock é a primeira empresa norte-americana a pagar impostos com bitcoins

A Overstock é a primeira empresa norte-americana com presença nacional a anunciar que pagará os impostos no estado do Ohio com bitcoins, opção disponível desde novembro do ano passado. A Fortune informou, na semana passada, que a decisão da …

Jovem que criou plástico de maracujá será a primeira brasileira a assistir ao Nobel

Juliana Davoglio se tornou a primeira jovem brasileira da história a ser selecionada para acompanhar uma cerimônia do Prêmio Nobel. Ela foi a aluna que criou o plástico feito a partir da sobra de Maracujá. A …

Afinal, a mordida do T-rex não era assim tão impressionante

O Tyrannosaurus rex, conhecido por ser uma das criaturas mais terríveis que já existiu, não tinha uma mordida assim tão impressionante, tendo em conta o tamanho do seu corpo. Novas análises feitas por cientistas da Universidade de …

Superterra potencialmente habitável é descoberta a 224 anos-luz

Pesquisadores da Universidade de Oviedo descobriram e caracterizaram um planeta na zona habitável de uma estrela anã vermelha. Uma equipe de cientistas da Universidade de Oviedo e do Instituto de Astrofísica das Canárias (IAC) descobriram e …