Ser legal no trabalho não compensa (sobretudo para as mulheres)

alanclarkdesign / Flickr

-

Quanto mais legal uma mulher for em seu local de trabalho, menos ganha. A conclusão é de uma pesquisa científica que apurou que ter uma atitude profissional dominante compensa mais do que simpatia.

A pesquisa, feita em parceria pelas universidades israelitas de Tel Aviv e de Haifa e pela Universidade de Tilburg, da Holanda, se debruçou sobre as diferenças de status entre homens e mulheres, com base nas características que são tipicamente atribuídas a uns e a outras.

A conclusão é que as “mulheres dominantes e assertivas, que expressam claramente suas expectativas e não recuam em suas exigências”, isto é, que têm comportamentos considerados típicos dos homens, são “compensadas” com melhores salários do que as mulheres que se revelam mais acomodadas e mais simpáticas.

“Quanto mais dominante a mulher no trabalho, menos provável é que seja prejudicada no seu status”, afiança Renee de Reuver, pesquisadora do Departamento de Estudos em Recursos Humanos da Universidade de Tilburg, numa nota de imprensa.

O estudo se baseia em inquéritos realizados a 375 homens e mulheres de uma empresa de eletrônica holandesa com 1.390 funcionários.

Os pesquisadores analisaram os respectivos cargos, formação acadêmica e dados de produtividade, em comparação com seus salários e as estatísticas de promoção, e também tiveram em conta como é que cada indivíduo percepcionava sua educação, experiência e performance em relação a seu salário e cargo.

“Os homens que expressaram traços não congruentes com o gênero, como condescendência, experimentaram um efeito de retrocesso objetivo em comparação com homens dominantes, enquanto mulheres que expressaram traços não congruentes com o gênero, nomeadamente domínio, não experimentaram um efeito de retrocesso em comparação com mulheres agradáveis”, conclui o estudo publicado no European Journal of Work and Organizational Psychology.

Mulheres dominantes ainda ganham menos do que eles

“As mulheres dominantes não foram punidas por refletirem traços femininos incongruentes como a extroversão e a assertividade“, reafirma De Reuver, realçando que foi detectado um padrão semelhante nos homens mais dominantes.

“No entanto, alarmantemente, as mulheres dominantes ainda ganhavam menos do que os mais agradáveis homens que não são promovidos”, revela a pesquisadora.

“As mulheres foram consistentemente e objetivamente prejudicadas em seu status, o que significa que investem mais delas em seus empregos do que recebem e são menos compensadas do que seus colegas masculinos”, constata por sua vez Michal Biron, outro pesquisador envolvido no estudo que pertence ao Departamento de Administração de Negócios da Universidade de Haifa.

Michal Biron acrescenta que algumas das mulheres que foram questionadas na pesquisa “até acreditavam que estavam ganhamdo mais do que mereciam“.

“Os dados mostram que elas ganham o mínimo – muito menos do que merecem. E racionalizam a situação, fazendo com que seja menos provável que façam as exigências adequadas por um pagamento igualitário”, constata Sharon Toker, da Escola de Gestão de Negócios da Universidade de Tel Aviv.

SV, ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Brasil caminha para ter 200 mil mortes pelo coronavírus até outubro, diz especialista

Na semana em que o Brasil deverá registrar 100 mil mortes pelo novo coronavírus, um especialista brasileiro indica que o país caminha para dobrar esse número em dois meses, atingindo 200 mil óbitos pela pandemia …

Petição defende que França assuma controle do Líbano

Suspeita de que desastre em Beirute foi causado por negligência eleva indignação dos libaneses, que pedem mandato francês pelos próximos dez anos no país. Apelo recebe mais de 50 mil assinaturas após visita de Macron. Quase …

Macron visita Beirute devastada e cobra reformas no Líbano

Presidente francês visita local da explosão e ouve apelos por mudanças por parte da população, para quem o desastre é consequência de anos de corrupção, caos público e má gestão. O presidente da França, Emmanuel Macron, …

Após ser engolido, besouro consegue escapar do intestino dos sapos

Uma pesquisa mostrou que o besouro aquático Regimbartia attenuata tem a capacidade de sobreviver ser engolido por um sapo. Todos já ingerimos coisas que parecem querer sair correndo de dentro de nós, mas deve ser muito …

Disney+ chegará à América Latina em novembro

Ao divulgar que ultrapassou a marca de 60 milhões de assinantes, a Disney também reforçou uma informação que traz esperança a muita gente: o Disney+ deve mesmo chegar à América Latina em novembro. A informação foi …

China exorta Trump a não abrir 'caixa de Pandora' com aquisição do TikTok

China apela aos EUA que não abram a caixa de Pandora, exigindo vender a companhia TikTok, eles serão os próprios culpados pelas consequências, declarou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Wang Wenbin. O presidente …

Twitter bloqueia conta oficial de campanha de Trump

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (5) ter bloqueado temporariamente a conta oficial da campanha de reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por conta de um tuíte que continha informação equivocada sobre a …

Líbano inicia luto nacional e recebe ajuda internacional

Diversos países enviam suprimentos médicos a Beirute. Presidente da França chega ao Líbano para avaliar situação. Megaexplosão deixou ao menos 137 mortos, incluindo diplomata alemão, e mais de 5 mil feridos. Beirute amanheceu nesta quinta-feira (06/08) …

StarShip finalmente levanta voo: a nave que um dia levará cem humanos para Marte e Lua

A SpaceX fez um lançamento de teste com sucesso do seu gigantesco protótipo do StarShip SN5 em Boca Chica, Texas (EUA), a uma altura planejada de 150 metros. A massiva torre de aço inoxidável flutuou no …

EUA conduzem lançamento de teste do míssil balístico Minuteman III

O projétil não tinha ogiva de combate, mas era equipado com três veículos recuperáveis que foram submetidos a testes. Militares dos EUA lançaram na manhã desta terça-feira (4) um míssil balístico Minuteman III a partir da …