Norte-americano é libertado após 22 anos na prisão por homicídio que não cometeu

Um homem que passou 22 anos preso nos EUA, acusado de um duplo homicídio, viu as acusações serem retiradas na quarta-feira (21), quando os procuradores deixaram cair o caso, depois de ter sido comprometido por novos testemunhos.

A decisão foi tomada depois de um juiz já ter anulado a condenação de Calvin Buari, decidindo sua libertação em maio. Agora, novas testemunhas afirmaram que Buari não é o homem que matou dois homens em um parque de estacionamento, numa esquina do Bronx, em 1992.

O gabinete do procurador do distrito do Bronx se prontificou inicialmente em recorrer e tornar a julgar o caso, se fosse necessário, pelo que permaneceu acusado até os procuradores terem abandonado o caso, dizendo que não podiam prová-lo.

“Essas foram as melhores notícias que eu poderia ouvir. Finalmente, posso colocar isso para trás, avançar com a minha vida”, afirmou Buari, de 47 anos.

Elijah e Salhaddin Harris, que eram irmãos, foram alvejados mortalmente quando comiam no carro no dia 10 de setembro de 1992. Buari era um distribuidor de crack na área, admitindo que na época era “muito imaturo”.

As autoridades o responsabilizaram pelas mortes, argumentando que os residentes “tinham todos os motivos temerem pela sua segurança enquanto ele estivesse livre”.

Buari, que negou estar envolvido nas mortes dos Harris, afirmou que tinha sido alvo de uma armadilha no quadro de rivalidades no mundo das drogas e acabou sendo condenado a 50 anos de prisão.

Depois de seus advogados e familiares terem divulgado seus esforços para ser ilibado nos últimos anos, apareceram novos testemunhos. Dois deles afirmaram ao tribunal, no último ano, que tinham visto outro homem como autor do tiroteio. Uma terceira testemunha afirmou que Buari falava com ela quando começaram os disparos.

“Todas as testemunhas falaram com sinceridades e remorso, sobre o que percebiam que tinha sido um erro judiciário”, escreveu o chefe do Supremo Tribunal do Bronx, Eugene Oliver, quando anulou a condenação de Buari em 2017 e ordenou um novo julgamento.

Desde a libertação, Buari começou o próprio negócio, transportando familiares dos presos para a prisão para as visitas, e trabalha em uma loja de peças de automóveis, enquanto espera concretizar o desejo de abrir um restaurante.

“Tenho focado em colocar à frente o meu melhor“, disse.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Emocionante avanço da teoria para a realidade: bizarro efeito quântico é observado

No núcleo toda estrela anã branca — o denso resto de uma estrela que queimou todo seu combustível — existe um fenômeno quântico enigmático: enquanto ganha massa ela reduz de tamanho chegando a um ponto …

Estudo prevê 300 mil mortes por covid até fim do ano nos EUA

Pesquisadores da Universidade de Washington pintam cenário sombrio caso restrições não sejam respeitadas. Enquanto primeiros epicentros registram queda, outros estados americanos divulgam taxas de infecções recordes. A epidemia de covid-19 deve matar aproximadamente 300 mil americanos …

Coronavírus: Exportações devem cair mais de 20% na América Latina, diz ONU

As exportações da América Latina e do Caribe podem cair mais de 20% em 2020 devido às consequências da pandemia do coronavírus, que também terá um impacto negativo nas importações, disse uma agência da …

O que é nitrato de amônio, que pode provocar explosões como a de Beirute?

A recente tragédia no país árabe trouxe de novo à tona preocupações sobre o armazenamento do perigoso material, tornando necessário saber como esses incidentes ocorrem para os prevenir. A explosão de nitrato de amônio em Beirute, …

Astrônomos descobrem nuvens gigantes "escondidas" em Vênus há 35 anos

Uma equipe de astrônomos encontrou nuvens venenosas, com gotas de ácido sulfúrico em sua formação, em meio à densa atmosfera de Vênus. Curiosamente, essas nuvens já estavam presente na atmosfera venusiana há pelo menos 35 anos, …

Japão lembra 75 anos de bomba de Hiroshima e pede união contra armas nucleares

Esta quinta-feira (6) marca o 75º aniversário do primeiro ataque com bomba atômica do mundo. Cerca de 140 mil pessoas morreram no bombardeio à cidade japonesa, realizado pelo Estados Unidos no fim da Segunda Guerra …

Donald Trump determina bloqueio do TikTok e WeChat nos EUA em 45 dias

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump assinou na noite de ontem (6) uma ordem executiva determinando o fim de relações com as empresas responsáveis pelos apps TikTok e WeChat no país norte-americano. Em comunicado emitido …

Brasil caminha para ter 200 mil mortes pelo coronavírus até outubro, diz especialista

Na semana em que o Brasil deverá registrar 100 mil mortes pelo novo coronavírus, um especialista brasileiro indica que o país caminha para dobrar esse número em dois meses, atingindo 200 mil óbitos pela pandemia …

Petição defende que França assuma controle do Líbano

Suspeita de que desastre em Beirute foi causado por negligência eleva indignação dos libaneses, que pedem mandato francês pelos próximos dez anos no país. Apelo recebe mais de 50 mil assinaturas após visita de Macron. Quase …

Macron visita Beirute devastada e cobra reformas no Líbano

Presidente francês visita local da explosão e ouve apelos por mudanças por parte da população, para quem o desastre é consequência de anos de corrupção, caos público e má gestão. O presidente da França, Emmanuel Macron, …