Preço para voar em nave da Boeing será 60% mais caro do que na da SpaceX

(cv) SciNews

O inspetor-geral da NASA divulgou nesta quinta-feira (14) um relatório sobre o Programa Commercial Crew, com detalhes sobre os problemas técnicos enfrentados pelas empresas SpaceX e Boeing no desenvolvimento de suas espaçonaves – Crew Dragon e Starliner, respectivamente – e os custos de cada veículo.

Este programa da NASA tem como objetivo financiar as duas empresas para que elas desenvolvam veículos que levem astronautas norte-americanos à Estação Espacial Internacional (ISS). Ainda hoje, os EUA dependem das naves russas Soyuz, e por isso a agência espacial quer se tornar independente da antiga rival.

Foi a primeira vez que um relatório publicou os preços estimados de cada assento nas duas espaçonaves. Embora a Boeing tenha recebido mais dinheiro da NASA para o desenvolvimento de suas tecnologias, também foi a empresa que cobrou valor mais alto para cada astronauta dentro da sua nave: US$ 90 milhões, contra US$ 55 milhões cobrados para voar na Crew Dragon da empresa de Elon Musk.

Mais “curioso” ainda é que o preço da Boeing também é mais alto que o valor cobrado pela Roscosmos (a agência espacial russa) para que a NASA envie seus astronautas à ISS na Soyuz. Em média, a NASA pagou à Roscosmos US$ 55,4 milhões por assento, sendo que, desde 2017 o preço dos russos subiu para uma média de US$ 79,7 milhões.

Além dos preços por assento, o relatório do inspetor-geral Paul Martin também observa que a Boeing recebeu da NASA um total de US$ 4,82 bilhões, em comparação com US$ 3,14 bilhões concedidos à SpaceX. De acordo com vários funcionários da NASA que conversaram com Martin, a Boeing pressionou a agência espacial por financiamento adicional, ameaçando até mesmo se retirar do Programa Commercial Crew.

Após “negociações prolongadas”, a Boeing ofereceu alguns benefícios à NASA, como tempos de entrega reduzidos e uma cadência variável de lançamentos. A agência espacial concordou em pagar US$ 287,2 milhões adicionais por quatro das missões tripuladas, que provavelmente voarão no primeiro semestre de 2020, mas “sem oferecer oportunidades semelhantes à SpaceX”, declara o relatório.

Um porta-voz da Boeing negou que a empresa ameaçou encerrar sua participação no programa. “A Boeing fez investimentos significativos no Programa Commercial Crew e estamos totalmente comprometidos em pilotar o CST-100 Starliner e manter a Estação Espacial Internacional totalmente tripulada e operacional”, disse.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Governo argentino é alvo de roubo de 10 anos de arquivos administrativos

O governo da Argentina foi alvo de um ataque por meio de um ransonware e está com cerca de 10 anos de dados públicos sequestrados desde do dia 25 de novembro. Em entrevista, a ministra da …

Lausanne, na Suíça, é a melhor cidade pequena do mundo

A cidade de Lausanne, na Suíça, foi considerada a melhor cidade pequena do mundo pela influente revista britânica “Monocle”. A publicação fez uma lista com as 25 melhores cidades pequenas do mundo, com população …

Esse organismo unicelular toma "decisões" complexas mesmo sem um cérebro

Um organismo unicelular de água fresca chamado Stentor roeseli demonstra comportamento inteligente. Ele foi descoberto em 1906, e quando estimulado no microscópio, essa criatura com formato de trompete conseguiu tomar decisões consideradas complexas para um …

Rússia é banida de eventos esportivos mundiais por quatro anos

Decisão deixará o país de fora dos Jogos Olímpicos de 2020 e da Copa do Mundo de Futebol de 2022. Agência Mundial Antidoping (Wada) conclui que Moscou manipulou dados laboratoriais de seus atletas. A Rússia está …

Pessoas em situação de rua viram guias turísticos na Irlanda

Olha só que iniciativa maravilhosa. Na Irlanda, o projeto ‘Secret Street Tours’ treina pessoas em situação de rua para usar seu conhecimento sobre a cidade para serem guias de turistas em tours pela cidade de …

Cientistas finalmente criam neurônios artificiais

Uma equipe internacional liderada por pesquisadores da Universidade de Bath (Inglaterra) realizou um feito inédito: conseguiu reproduzir a atividade biológica de neurônios usando chips de silicone. E o que é ainda melhor: esses “neurônios artificias” requerem …

Huawei pode lançar novos smartphones no Brasil, afirma executivo

A Huawei oficializou, nesta quinta-feira, 5, uma plataforma de auxílio aos desenvolvedores para publicarem e divulgarem seus aplicativos para os dispositivos da companhia. Chamada Huawei Ability Gallery, trata-se de uma expansão do ecossistema da App Gallery, …

Metrô de Paris ficará em greve até segunda-feira contra reforma da Previdência

A greve dos metroviários de Paris contra o projeto de reforma da Previdência francesa foi prorrogada até segunda-feira (9). Nas assembleias-gerais realizadas pela categoria na manhã de quinta-feira (5), primeiro dia da paralisação, quase todos os …

"Operação Maleta Verde", o escândalo que atinge governo e oposição na Venezuela

Com semblante mais sério que de costume, Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino da Venezuela pelos Estados Unidos, pelo parlamento da União Europeia e por vários países da América Latina, dirigiu-se a jornalistas reunidos em …

Sarampo causou mais de 140 mil mortes em 2018

De acordo com OMS, maioria das vítimas tinha menos de cinco anos de idade e não havia sido vacinada. No ano passado, foram registrados quase 10 milhões de casos da doença no mundo. O sarampo causou …