Encontrado o fóssil dos seus piores pesadelos: uma aranha com cauda de escorpião

(dv)

Um fóssil conservado em âmbar há 100 milhões de anos está ajudando a esclarecer conceitos científicos sobre as origens das aranhas.

Ao contrário dos parentes modernos, a antiga criatura no formato de aranha tinha uma cauda. O animal pertence à classe dos aracnídeos, que agrupa artrópodes como a aranha, o escorpião e o carrapato.

Pesquisadores dizem que é possível, embora improvável, que a espécie ainda viva nas florestas do sudeste da Ásia, informa a BBC.

O habitat remoto da criatura e seu pequeno tamanho tornam possível que seus descendentes ainda vivam em Myanmar, onde o fóssil foi encontrado, segundo Paul Selden, paleontólogo da Universidade do Kansas, nos EUA.

“Ainda não foi encontrado nenhum vivo, mas algumas das florestas não são muito bem estudadas, e esta é uma criatura muito pequena”, disse.

Myanmar tem provado ser uma mina de ouro para cientistas que procuram pele, escamas, pelos e penas preservados em âmbar, uma resina de árvore fossilizada.

A descoberta remonta ao período Cretáceo, quando a Terra era habitada por dinossauros como o Tiranossauro Rex.

O aracnídeo tem uma mistura incomum de características antigas e modernas. Cientistas nomearam o animal de Chimerarachne yingi, em homenagem à Quimera, o animal mitológico grego composto por partes de mais de um animal.

“Sabemos há cerca de uma década que a aranha evoluiu a partir de aracnídeos que tinham caudas há mais de 315 milhões de anos”, explica Russel Garwood, coautor da pesquisa sobre o fóssil e pesquisador da Universidade de Manchester, na Inglaterra. “No entanto, ainda não tínhamos encontrado fósseis que mostrassem essa ‘evolução’, por isso esta é uma enorme e fantástica surpresa”.

University of Kansas / KU News Service

Quatro pequenos animais foram encontrados. Os cientistas acreditam que viviam em troncos de árvores, talvez por baixo da casca ou do musgo.

Estas aranhas eram capazes de produzir fios de seda com um órgão localizado na parte traseira, mas é improvável que construíssem teias. Ainda não há teorias sobre para o que era usada a cauda ou se o bicho era venenoso.

O pesquisador Ricardo Perez De La Fuente, do Museu de História Natural de Oxford, diz que esses “incríveis fósseis” serão importantes para decifrar o quebra-cabeças da evolução das aranhas.

“O Chimerarachne é o elo entre os aracnídeos com cauda do período Paleozoico, conhecidos através de pedras fossilizadas, e as aranhas modernas. E o fato de que foram tão bem preservados em âmbar permitiu um raro estudo em detalhe”.

“Ainda existem muitas surpresas à espera de serem desenterradas no mundo fóssil. Como a maioria das descobertas inesperadas da paleontologia, provavelmente traz mais perguntas do que respostas. Mas dúvidas são o que mantêm as pesquisas empolgantes e ajudam a expandir os limites da ciência”.

A ordem das aranhas existe há 300 milhões de anos. O Chimerarachne teve um ancestral em comum com a aranha e se parece com um membro do grupo mais primitivo de aranhas modernas, o mesotheles, que hoje só existe na China, Japão e sudeste da Ásia.

Aranhas são um dos grupos mais bem-sucedidos na natureza, com mais de 47 mil espécies vivas. Ao longo de centenas de milhões de anos, desenvolveram diversas características únicas, incluindo fieiras para a produção de fios e veneno para imobilizar as presas.

A pesquisa foi publicada esta semana na revista Nature Ecology & Evolution.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA podem proibir aplicativos chineses, incluindo TikTok, diz secretário de Estado

Mike Pompeo já acolheu uma medida semelhante da Índia, que emitiu uma ordem provisória bloqueando o TikTok e outros 58 aplicativos ligados à China em meio ao primeiro choque fronteiriço mortal em décadas. O secretário de …

Brasil tem mais de 65 mil mortes por covid-19

O Brasil superou a marca de 65 mil mortos por covid-19 nesta segunda-feira (06/07), segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Ministério da Saúde. Foram 620 óbitos registrados nas últimas …

Homem cria uma "cadeira de rodas" off-road para que sua esposa possa ir a lugares que ela nunca imaginou

Quem precisa de uma cadeira de rodas para se locomover sabe que não é nada fácil percorrer certos terrenos. Viagens a lugares nevados, trilhas tropicais, montanhas… Tudo isso parece impossível. Mas não deveria ser. Aliás, …

Samsung pode ser beneficiada por tensão entre China e Índia

Enquanto os exércitos da China e da Índia se estranham na fronteira entre os dois países, quem pode sair ganhando com a rivalidade é uma empresa sul-coreana. A Samsung deve ser a principal beneficiada com o …

Com epidemia de Covid-19 controlada, Cuba inicia retomada do turismo internacional

Enquanto o coronavírus segue se propagando pelo continente americano, Cuba garante que a epidemia está controlada no país e reabre algumas praias ao turismo internacional. No total, país registrou pouco mais de 2.300 contaminações …

Pesquisadores encontram novos dados sobre época de Genghis Khan

Grande parte da vida de Genghis Khan permanece ainda um mistério, mas um novo estudo de pesquisadores da Austrália e Mongólia fornece novos dados sobre sua época. Genghis Khan, que teria vivido entre 1162 e 1227, …

Índia vê casos explodirem e vira um dos epicentros da pandemia

Com quase 700 mil casos de covid-19, a Índia ultrapassou a Rússia e se tornou nesta segunda-feira (07/07) o terceiro país mais atingido pela pandemia de covid-19 em todo o mundo. O Ministério da Saúde indiano …

Filho interrompe ao vivo de repórter para pedir biscoitos

Em mais uma das patacoadas do home-office, a jornalista Deborah Haynes da Sky News acabou sendo interrompida por seu filho, que fez um pedido bastante singelo para a mãe: ele queria alguns biscoitos. O vídeo foi …

Encontrados metais em crateras da Lua que podem dar pistas sobre sua formação

A hipótese mais aceita sobre a formação da Lua diz que ela surgiu após a colisão entre a Terra e um planeta do tamanho de Marte, chamado Theia. O suposto evento é chamado de “hipótese …

Coronavírus empurra Cuba de volta à crise

Apesar de a covid-19 estar sob controle no país, os problemas econômicos têm se agravado, e a já difícil situação de abastecimento se torna mais crítica. Segundo semestre deve ser ainda pior na ilha caribenha. Cuba …