Lula constrói o discurso de candidato

Ricardo Stuckert / Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Na preparação para a campanha presidencial do ano que vem, o ex-presidente Lula tem se reunido com economistas e políticos para construir o discurso que vai adotar em suas andanças pelo país, que devem começar desde já.

Ele tem dito que é preciso um discurso novo, o que ele tem chamado de “uma nova plataforma” para o país voltar a crescer e reduzir as desigualdades. Para o ex-presidente Lula da Silva, o discurso do “golpe” já se esgotou.

Nas reuniões internas, que agora são cada vez mais frequentes, Lula tem dito que é preciso defender “o legado do PT” e, segundo ele, esse discurso tem aderência porque é visível que “muito deste legado está se desfazendo”; é preciso também estabelecer a comparação dos governos petistas com o governo atual, sobretudo em geração de emprego, mas é preciso mais.

É essa a discussão que ele pretende ter com economistas simpatizantes ou filiados ao partido. Um dos mais frequentes em reuniões é o ex-presidente do Ipea, Márcio Pochman.

Enquanto prepara o discurso para as ruas, Lula vai também construindo o discurso interno para o Congresso Nacional do PT, que será realizado em junho. Ele tem sido apontado como nome ideal para dirigir o partido e assim o PT retomar o espaço que já ocupou, mas tem resistido.

A solução seria a de construir uma direção com vice-presidentes que cuidariam de cada tema importante para o partido, como a construção de candidaturas e alianças – ações que tomam muito tempo e que Lula transferiria para outro dirigente.

Além da candidatura à presidência, o PT quer preparar uma forte chapa de candidatos a deputado federal. Até porque, observam os petistas, é o tamanho da bancada federal que determina o tempo de televisão de cada partido e a divisão dos recursos do fundo partidário.

Segundo uma pesquisa CNT/MDA divulgada no dia 15, Lula lidera as intenções de voto, e Bolsonaro segue empatado com Marina Silva.

Se as eleições presidenciais fossem hoje, o ex-presidente Lula venceria a disputa com os demais adversários, com 30,5%. A grande surpresa é o empate técnico entre Marina Silva com 11,8% e Jair Bolsonaro (PSC-RJ) com 11,3%.

COMPARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Será que esse povo, sofrendo com as mazelas desse pequeno ditador, está pensando em bolsa-qualquer-coisa, e pretendendo eleger novamente esse ser destruidor de vidas, criador de desemprego, padrinho de vários delatados? Será que querem mesmo o fim da Operação LAVA-A-JATO? Haja vista que, em sendo eleito, irá encerrar essa operação e, não duvido que libertará todos, digo todos os seus “companheiros”?

  2. Eduardo/Alvaro

    Acreditem! Neste pais tudo é possível.
    ” Um dos princípios da insanidade é querer mudanças, sem provocá-las”. A maioria dos brasileiros, fica no sofá, cervejinha gelada, assistindo Faustão, dando risada dos que vão às ruas….apanhando da polícia, “brigando” por mudanças”. Esses mesmos que ficam no sofá (olhando para o próprio umbigo), são os 1.os beneficiados.

  3. Isso não pode nem ser cogitado, seria o fim do Brasil, se esse ladrão voltasse ao poder, teríamos que parar o Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …