Luva inteligente ajudará astronautas a controlar drones e robôs em outros mundos

Além de trajes mais modernos para as futuras explorações espaciais na próxima década, a NASA, juntamente com algumas organizações parceiras, está desenvolvendo uma luva inteligente para astronautas usarem em suas missões na Lua, Marte, e além. Ela servirá para controlar dispositivos à distância, como drones, através de gestos com a mão.

Apresentada pelo Projeto Haughton-Mars (PHM, um projeto da NASA que realiza experimentos em terrenos que simulam a superfície de Marte) a luva inteligente também tem a parceria das organizações SETI Institute, Mars Institute, NASA Ames Research Center, Collins Aerospace e Ntention.

O equipamento será útil nas atividades extraveiculares (ou seja, fora das espaçonaves) das missões espaciais, uma vez que os trajes limitam bastante a precisão e a destreza dos movimentos dos astronautas. Com a luva, eles conseguirão executar tarefas mais delicadas com maior facilidade.

Uma das colaboradoras, a Ntention, já tem experiência em desenvolvimento de luvas inteligentes. Ela é uma startup fundada e administrada por estudantes da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, em Trondheim, Noruega, e ficou conhecida pelo design e desenvolvimento de uma luva inteligente capaz de controlar drones entre outros robôs por simples gestos de mão.

Ainda este ano, a Ntention havia desenvolvido uma dessas luvas para o MPH. O Dr. Pascal Lee, cientista planetário do SETI Institute e do Mars Institute, e diretor do MPH, assistiu a uma demonstração dessa luva para aplicações terrestres, e gostou tanto que sugeriu aplicá-la ao traje espacial de um astronauta. Assim, nasceu a ideia de realizar um estudo de campo do conceito de “luva inteligente de astronauta” no HMP.

Conforme explica Lee, “um traje espacial pressurizado é relativamente rígido e os movimentos das mãos e dedos encontram resistência substancial. Na ‘luva inteligente de astronauta’, a sensibilidade dos movimentos das mãos é ajustável e pode ser ajustado, o que significa que a tecnologia pode ser adaptável à pressão rígida do traje espacial”.

Para o teste de campo, a tecnologia de luvas inteligentes foi integrada a um traje espacial da Collins Aerospace. “Os astronautas precisam de trajes espaciais que facilitem a interação com o ambiente, incluindo tarefas complexas e delicadas“, disse Greg Quinn, líder de desenvolvimento de trajes espaciais da Collins Aerospace. Os membros da equipe avaliaram a tecnologia através de uma série de testes, como operação de drones.

A escolha por testes com drones não foi à toa. Lee explica que “os astronautas na Lua ou em Marte vão querer pilotar drones por várias razões, por exemplo, para coletar uma amostra que está fora de alcance ou que precisa ser isolada de contaminação. Ou para ajudar em uma operação de busca e salvamento”.

Os testes mostraram que um astronauta em um traje espacial poderá executar facilmente várias tarefas importantes de ciência e exploração usando a luva inteligente e uma interface de visualização de realidade aumentada.

“Os testes de voo e operações sugerem que a luva inteligente e a interface homem-máquina de realidade aumentada permitiriam aos astronautas operar drones e outros ativos robóticos com facilidade e precisão, inclusive em um traje espacial pressurizado”, disse Brandon Dotson, engenheiro aeroespacial e piloto de testes do Exército dos EUA que testou o dispositivo.

Ainda falta avaliar a luva inteligente com outros dispositivos robóticos, incluindo jipes espaciais e outros sistemas científicos. Se tudo der certo, a nova era da exploração espacial poderá ser ainda mais interessante do que pensávamos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sucesso nas apostas depende do apostador

Se você quer ter lucro nas apostas, precisa fundamentalmente de duas coisas: ter vantagem em relação à casa de apostas e um método de apostas bem rigoroso. Falamos disso porque muitos dos apostadores deixam dinheiro às …

Bezos doará US$ 10 bilhões para combater mudanças climáticas

Dono da Amazon anuncia fundo para financiar pesquisas voltadas a reduzir impactos do aquecimento global. Empresa tem enorme pegada de carbono por uso de combustíveis fósseis no transporte de produtos. O multimilionário americano Jeff Bezos afimou …

Jogador alvo de racismo toma atitude que todo mundo deveria ter e abandona gramado

Na última rodada da Liga Portuguesa, o Porto venceu fora de casa Vitória de Guimarães por 2 a 1. O gol que definiu a partida foi do malinês Marega. O ponta de lança recebeu um …

Ministra da Saúde de Macron vai disputar prefeitura de Paris em batalha de mulheres

O partido presidencial francês e seus aliados centristas encontraram neste domingo (16) na ministra da Saúde, Agnès Buzyn, 58, a sucessora ideal para Benjamin Griveaux. O candidato de Emmanuel Macron ao cargo de prefeito de …

Organização vende suposto DNA de Donald Trump e outros líderes globais

Nesta sexta-feira, uma organização chamada Earnest Project passou a oferecer a chance de possuir amostras de DNA de alguns líderes mundiais e outras celebridades. O grupo alega que coletou clandestinamente itens descartados pelos participantes do Fórum …

Tribunal alemão suspende derrubada de floresta para fábrica da Tesla

Justiça ordena que gigante americana interrompa corte de árvores nos arredores de Berlim enquanto analisa pedido de associação ambiental. Empresa de Elon Musk planeja construir ali sua primeira "gigafábrica" da Europa. Um tribunal na Alemanha determinou …

Satélites podem facilmente ser manipulados por hackers, alerta pesquisador

Talvez você já esteja por dentro da confusão toda em relação aos problemas que os satélites Starlink, da SpaceX, estão causando na comunidade astronômica. Os relativamente poucos satélites lançados (cerca de 240, como parte de um …

Na Índia, campanha faz semáforo voltar ao vermelho se os motoristas buzinarem demais

Se a Índia é um país famoso por sua religiosidade, sua culinária, suas belezas naturais e, sendo o segundo país mais populoso, por ser a maior democracia por eleitorado do mundo, ela também carrega a …

Secularismo e tolerância a minorias predizem a prosperidade de um país

Pesquisadores da Universidade de Bristol e Universidade do Tennesse analisaram dados de quase 500 mil pessoas de 109 países e concluíram que mudanças na cultura geralmente vêm antes da melhora na riqueza, educação e democracia. Os …

Estudo: declínio de abelhas se aproxima da extinção em massa

De acordo com um novo estudo liderado por cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá), a probabilidade de uma população de abelhas sobreviver em qualquer lugar diminuiu 30% no curso de uma geração humana. Os pesquisadores sugerem …