Luva inteligente ajudará astronautas a controlar drones e robôs em outros mundos

Além de trajes mais modernos para as futuras explorações espaciais na próxima década, a NASA, juntamente com algumas organizações parceiras, está desenvolvendo uma luva inteligente para astronautas usarem em suas missões na Lua, Marte, e além. Ela servirá para controlar dispositivos à distância, como drones, através de gestos com a mão.

Apresentada pelo Projeto Haughton-Mars (PHM, um projeto da NASA que realiza experimentos em terrenos que simulam a superfície de Marte) a luva inteligente também tem a parceria das organizações SETI Institute, Mars Institute, NASA Ames Research Center, Collins Aerospace e Ntention.

O equipamento será útil nas atividades extraveiculares (ou seja, fora das espaçonaves) das missões espaciais, uma vez que os trajes limitam bastante a precisão e a destreza dos movimentos dos astronautas. Com a luva, eles conseguirão executar tarefas mais delicadas com maior facilidade.

Uma das colaboradoras, a Ntention, já tem experiência em desenvolvimento de luvas inteligentes. Ela é uma startup fundada e administrada por estudantes da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, em Trondheim, Noruega, e ficou conhecida pelo design e desenvolvimento de uma luva inteligente capaz de controlar drones entre outros robôs por simples gestos de mão.

Ainda este ano, a Ntention havia desenvolvido uma dessas luvas para o MPH. O Dr. Pascal Lee, cientista planetário do SETI Institute e do Mars Institute, e diretor do MPH, assistiu a uma demonstração dessa luva para aplicações terrestres, e gostou tanto que sugeriu aplicá-la ao traje espacial de um astronauta. Assim, nasceu a ideia de realizar um estudo de campo do conceito de “luva inteligente de astronauta” no HMP.

Conforme explica Lee, “um traje espacial pressurizado é relativamente rígido e os movimentos das mãos e dedos encontram resistência substancial. Na ‘luva inteligente de astronauta’, a sensibilidade dos movimentos das mãos é ajustável e pode ser ajustado, o que significa que a tecnologia pode ser adaptável à pressão rígida do traje espacial”.

Para o teste de campo, a tecnologia de luvas inteligentes foi integrada a um traje espacial da Collins Aerospace. “Os astronautas precisam de trajes espaciais que facilitem a interação com o ambiente, incluindo tarefas complexas e delicadas“, disse Greg Quinn, líder de desenvolvimento de trajes espaciais da Collins Aerospace. Os membros da equipe avaliaram a tecnologia através de uma série de testes, como operação de drones.

A escolha por testes com drones não foi à toa. Lee explica que “os astronautas na Lua ou em Marte vão querer pilotar drones por várias razões, por exemplo, para coletar uma amostra que está fora de alcance ou que precisa ser isolada de contaminação. Ou para ajudar em uma operação de busca e salvamento”.

Os testes mostraram que um astronauta em um traje espacial poderá executar facilmente várias tarefas importantes de ciência e exploração usando a luva inteligente e uma interface de visualização de realidade aumentada.

“Os testes de voo e operações sugerem que a luva inteligente e a interface homem-máquina de realidade aumentada permitiriam aos astronautas operar drones e outros ativos robóticos com facilidade e precisão, inclusive em um traje espacial pressurizado”, disse Brandon Dotson, engenheiro aeroespacial e piloto de testes do Exército dos EUA que testou o dispositivo.

Ainda falta avaliar a luva inteligente com outros dispositivos robóticos, incluindo jipes espaciais e outros sistemas científicos. Se tudo der certo, a nova era da exploração espacial poderá ser ainda mais interessante do que pensávamos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

A quantidade de nitrogênio emitida pela pecuária já ultrapassou os limites seguros

A quantidade de nitrogênio emitida pela criação de animais para abate é superior ao que o planeta pode aguentar. Cientistas alertam que é necessário diminuir o consumo de carne e laticínios. As principais fontes de nitrogênio …

França vai adotar teste de saliva nos aeroportos para evitar 2ª onda de Covid-19

O governo francês anunciou nesta sexta-feira (10) a implementação de testes a base de saliva em seus aeroportos. A medida, que tem como objetivo evitar uma segunda onda de contaminação pelo coronavírus, visa principalmente os …

De 4.200 anos? Arqueólogos desvendam em Israel 'emoji' mais antigo do mundo

Arqueólogos israelenses encontraram evidências de arte rupestre sem precedentes em dólmens de 4.200 anos. O novo projeto de pesquisa faz parte de um estudo de dólmens (monumentos megalíticos tumulares construídos por humanos) na Alta Galileia e …

Governo remarca Enem para janeiro e fevereiro de 2021

O Ministério da Educação anunciou nesta quarta-feira (08/07) as novas datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020, adiado em razão da epidemia de covid-19. As provas em papel serão aplicadas em 17 …

Steve Jobs dizia acreditar na eficiência do trabalho remoto já em 1990

Com a chegada da pandemia do novo coronavírus e, consequentemente o isolamento social, muitas pessoas conseguem continuar trabalhando normalmente de forma remota. Mesmo dentro de casa, felizmente, algumas empresas conseguem manter o contato com seus funcionários …

Viagem tripulada a Marte seria melhor com passagem por Vênus, afirmam astrônomos

De acordo com cientistas norte-americanos, cálculos das órbitas entre a Terra e Marte os levaram a concluir que tais viagens seriam mais rápidas, eficientes, e permitiriam estudar os dois planetas. Uma viagem da Terra a Marte …

EUA: Suprema corte autoriza a divulgação de documentos financeiros de Trump

A Suprema Corte dos Estados Unidos impôs uma grande derrota a Donald Trump, ao decidir que um procurador de Nova York tem direito de acesso a vários documentos financeiros do presidente, incluindo declarações de …

O fenômeno "água morta", observado a mais de cem anos, é finalmente explicado

Finamente uma equipe com especialistas de múltiplas áreas CNRS e da Universidade de Poitiers, ambas na França, decifrou a misteriosa ocorrência pela primeira vez. O estranho é fenômeno que desacelera navios ou faz que eles parem …

Pode mesmo haver vida nas nuvens de Vênus, dizem cientistas

Quem gosta de astronomia não deve saber que Vênus não é o mais habitável dos planetas. Com temperaturas em torno de 470ºC e com uma atmosfera formada por dióxido de carbono e nitrogênio noventa vezes …

Cientistas rebatem decisão da China de coletar DNA de homens e meninos

Um relatório que revelou que a China está coletando DNA de milhões de pessoas para ajudar a solucionar crimes. Essa informação tem levantado preocupações entre os pesquisadores sobre privacidade e consentimento, sob o argumento de que …