Macacos mafiosos roubam objetos de turistas e pedem resgate em comida

Macacos que vivem perto do templo Uluwatu, na Indonésia, aprenderam que tudo o que precisam fazer para ganhar comida dos humanos é sequestrar algum objeto dos visitantes. Entre os itens favoritos estão bolsas, celulares, chapéus e óculos, arrancados diretamente do rosto das vítimas.

Em uma das ocasiões, um macaco muito esperto roubou um monte de dinheiro do caixa de um vendedor de entradas. Os funcionários do local, preocupados que o comportamento gere reclamações ou fuga dos visitantes, já esperam com o resgate (também conhecido como comida) pronto para ser oferecido em troca do objeto. Assim que ganham a comida, os macacos largam os itens roubados.

Em outras palavras, os macacos treinaram os funcionários do templo para alimentá-los quando eles pegam objetos dos visitantes.

O comportamento já tem sido observado neste templo da ilha de Bali há anos, mas nunca havia sido estudado por primatologistas antes.

Fany Brotcorne, uma especialista em primatas da Universidade de Liège (Bélgica) e seus colegas decidiram investigar como este comportamento começou. “É um comportamento único. O Templo Uluwatu é o único lugar de Bali onde é encontrado”, diz ela, sugerindo que o comportamento foi aprendido ao invés de ser uma habilidade inata.

Brotcorne queria determinar se isso é cultural. Este conhecimento poderia nos ajudar a compreender as habilidades cognitivas dos macacos, e até a própria evolução humana.

A pesquisadora passou quatro meses observando quatro grupos diferentes de macacos que moram ao redor do templo. Dois grupos que passavam a maior parte do tempo rondando os turistas tinham as maiores taxas de roubo e “pedido de resgate”, apoiando a ideia de que eles aprenderam o comportamento ao observar os indivíduos mais velhos quando eles estavam crescendo.

Grupos com mais machos jovens, que são mais propensos a comportamento de risco, também tinham mais índices de roubo que outros grupos.

Brotcorne acredita ter encontrado evidência de que este comportamento seja cultural, transmitido através das gerações.

Depois de encerrado o estudo, um quinto grupo de macacos meliantes se mudou para a região ao redor do templo, e também passou a aprender a roubar ao observar os outros grupos.

Brotcorne diz que o trabalho pode ajudar pesquisadores a aprenderem mais sobre a psicologia dos primatas: como a informação é transmitida entre grupos, quanto eles entendem sobre suas próprias ações e como planejam para o futuro.

Também podemos aprender mais sobre nossa própria habilidade cognitiva. “Barganhar e trocar não é muito conhecido em animais. Normalmente eles são definidos como exclusivos para humanos”, diz ela.

A pesquisadora passou tantas horas perto dos animais que não poderia ter saído da ilha ilesa. Ao ser questionada se já teve seus pertences roubados, ela responde: “oh, tantas vezes! Os macacos estavam sempre tentando roubar meu chapéu, minha caneta, até meus dados de pesquisa!”

Os resultados do trabalho foram publicados na revista Primates.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Estudo indica razão bizarra para a existência de barba nos homens

Humanos são bastante diferentes dos outros grandes primatas no que se refere ao pelo corporal: de forma geral temos bem menos que eles, especialmente as mulheres. Os homens, por outro lado, conseguem produzir uma barba longa, …

EUA querem fechar brecha em regra que bloqueia fornecimento de chips para Huawei

Reguladores dos EUA querem fechar uma brecha na nova regra que bloqueia o fornecimento global de chips para a Huawei. Recentemente, a fabricante chinesa também teve a sua presença prorrogada por mais um ano na …

Objetos escondidos por prisioneiros são descobertos em Auschwitz

Talheres e outros itens encontrados num duto de chaminé de um dos blocos daquele que foi o maior campo de extermínio nazista podem revelar detalhes sobre a vida no local, onde mais de um milhão …

Troca de ministros é exemplo de 'simplificação da política' de Bolsonaro

Constantes mudanças de ministro feitas por Jair Bolsonaro têm "impacto político importante", mas "simplificação da política" praticada pelo presidente o "mantém no cargo", disse sociólogo à Sputnik Brasil. Para Dario Sousa e Silva, professor da Universidade …

Pinguins fazem tour exclusivo em museu fechado por causa do coronavírus

Por todo o mundo a pandemia do novo coronavírus e a quarentena fecharam as portas dos museus, deixando as obras de arte solitárias nos corredores esvaziados das instituições, que já há meses não recebem visitantes. Enquanto …

Esse pode ser o único sintoma de Covid-19 em alguns pacientes

De acordo com publicação da Universidade de Utah, o coronavírus pode causar conjuntivite em casos raros e não parece ser o único sintoma de Covid-19, sendo acompanhada de febre, tosse e falta de ar. Mas …

Spotify reforça ambição de expandir para além do streaming de música

O Spotify teve uma alta em suas ações nessa terça-feira (19), depois de anunciar que terá, com exclusividade, um dos maiores podcasters do mundo na sua plataforma. "The Joe Rogan Experience", um podcast no estilo …

Israel é alvo de ciberataques generalizados

Vários websites de Israel foram atingidos nesta quinta-feira (21) por um ataque cibernético coordenado, com suas páginas principais sendo substituídas por imagens da capital, Tel Aviv, e de outras cidades israelenses em chamas. De acordo com …

Para imprensa europeia, cloroquina se tornou "arma política" no Brasil

A imprensa europeia demonstra surpresa e preocupação com a decisão do governo brasileiro de ampliar o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina para o tratamento de doentes com sintomas leves do coronavírus no SUS. Sites de …

STF libera vídeo de reunião com Moro e Bolsonaro

O ministro Celso de Mello do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu liberar nesta sexta-feira (22/05) a íntegra do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril mencionada pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro, logo …