Mais de 900 crianças imigrantes foram separadas dos pais nos EUA em um ano

Prática, que visava inibir imigração ilegal, continua sendo aplicada mesmo após ordem judicial. Segundo União Americana pelas Liberdades Civis, uma em cada cinco crianças nesta situação tem menos de cinco anos.

A União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU) afirmou nesta terça-feira que 911 crianças migrantes foram separadas de suas famílias na fronteira dos Estados Unidos com o México entre o fim de junho de 2018 e 29 de junho deste ano, apesar da ordem judicial para que o governo americano interrompesse a prática que causou polêmica.

Cerca de uma em cada cinco crianças nesta situação tem menos de cinco anos, de acordo com a ACLU. Há inclusive casos de bebês.

Segundo o grupo, a grande maioria das separações teria sido baseada em supostos crimes cometidos pelos pais. Muitas das violações alegadas são judicialmente equivalentes a infrações de trânsito. Outros motivos para a separação incluem preocupação com a segurança da criança, relação familiar não identificada e doença dos pais.

“O governo continua separando crianças dos pais sob o disfarce de estar protegendo essas crianças de seus próprios pais, embora o alegado histórico criminal deles esteja errado ou é chocantemente menor”, afirmou Lee Gelernt, do projeto de direitos dos imigrantes da ACLU.

A separação de famílias começou na primavera de 2018. Em pouco tempo, mais de 2.600 menores foram separados dos seus pais sob a política de “tolerância zero” do governo de Donald Trump, que exigia o processamento penal de todos os imigrantes adultos que fossem detidos depois de tentar atravessar a fronteira sul do país.

Todas as crianças eram colocadas em abrigos ou acolhidas em casas de família. Não eram raros os casos de famílias migrantes que acabaram separadas por milhares de quilômetros durante semanas. A política do então procurador-geral, Jeff Sessions, criou muito mal-estar na sociedade americana e fez com que o presidente a cancelasse três meses depois da sua implementação.

Depois do cancelamento, o juiz Dana Sabraw, de San Diego, ordenou que o governo reunisse as crianças que já haviam sido separadas e determinou que a separação de famílias na fronteira ocorresse apenas em casos excepcionais de risco para a segurança da criança. De acordo com Gelernt, após a ordem judicial, a prática foi reduzida, mas recentemente os casos voltaram a aumentar.

Com os novos números, a ACLU pediu ao juiz Dana Sabraw que esclareça a norma para a separação, garantido que ela só ocorra quando os pais representarem um perigo real para as crianças.

A separação das famílias foi uma das políticas fundamentais de Trump para desencorajar migrantes a entrar nos Estados Unidos. As chegadas diminuíram enquanto a prática esteve em vigor, mas voltaram a aumentar ao longo dos últimos meses.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Viagem tripulada a Marte seria melhor com passagem por Vênus, afirmam astrônomos

De acordo com cientistas norte-americanos, cálculos das órbitas entre a Terra e Marte os levaram a concluir que tais viagens seriam mais rápidas, eficientes, e permitiriam estudar os dois planetas. Uma viagem da Terra a Marte …

EUA: Suprema corte autoriza a divulgação de documentos financeiros de Trump

A Suprema Corte dos Estados Unidos impôs uma grande derrota a Donald Trump, ao decidir que um procurador de Nova York tem direito de acesso a vários documentos financeiros do presidente, incluindo declarações de …

O fenômeno "água morta", observado a mais de cem anos, é finalmente explicado

Finamente uma equipe com especialistas de múltiplas áreas CNRS e da Universidade de Poitiers, ambas na França, decifrou a misteriosa ocorrência pela primeira vez. O estranho é fenômeno que desacelera navios ou faz que eles parem …

Pode mesmo haver vida nas nuvens de Vênus, dizem cientistas

Quem gosta de astronomia não deve saber que Vênus não é o mais habitável dos planetas. Com temperaturas em torno de 470ºC e com uma atmosfera formada por dióxido de carbono e nitrogênio noventa vezes …

Cientistas rebatem decisão da China de coletar DNA de homens e meninos

Um relatório que revelou que a China está coletando DNA de milhões de pessoas para ajudar a solucionar crimes. Essa informação tem levantado preocupações entre os pesquisadores sobre privacidade e consentimento, sob o argumento de que …

China revela análise de substância estranha encontrada na Lua em 2019

Em julho de 2019, a equipe da missão chinesa Chang'e 4 encontrou uma substância estranha na Lua. A descoberta foi anunciada em agosto do mesmo ano, chamando a atenção da comunidade científica, mas nada foi …

Cientistas alertam OMS para transmissão aérea do coronavírus além de dois metros

A transmissão aérea do novo coronavírus interpela os especialistas desde o início da pandemia. Nessa segunda-feira, um grupo de 239 cientistas alertou as autoridades de saúde do mundo inteiro, e em particular a OMS, …

Governo tem que tirar garimpeiros de terras yanomami em 15 dias para começar a enfrentar covid-19 em áreas indígenas

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou que o Governo Federal deveria retirar os garimpeiros das terras yanomami de Roraima como medida para conter o avanço do novo coronavírus nos territórios indígenas. A decisão liminar …

Encontrada a origem da vida no universo

Uma estrela morre por segundo no universo. Mas esses objetos estelares não somem totalmente, algo sempre fica para trás. Certas estrelas entram em supernova, que geram um buraco negro ou uma estrela de nêutrons, enquanto a …

Bolsonaro afirma que está com covid-19

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (07/07) que seu exame para detectar a covid-19 teve resultado positivo. Bolsonaro, de 65 anos, se submeteu ao exame na segunda-feira, após dizer que estava sentindo sintomas leves da …