Marielle, Raoni, Claudelice, Jean Wyllys: brasileiros concorrem ao Prêmio Sakharov 2019

A ex-vereadora do PSOL Marielle Franco, assassinada em março do ano passado no Rio de Janeiro, o líder Caiapó Raoni, o ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL) e a defensora da Amazônia Claudelice Silva dos Santos estão na lista de indicados ao Prêmio Sakharov 2019 de direitos humanos, oferecido pelo Parlamento Europeu.

Os nomes foram confirmados nesta quinta-feira (19) por vários grupos políticos da Casa. Na primeira edição do prêmio após as eleições de maio, que resultaram em um Parlamento mais fragmentado, os nomes revelados pelas bancadas concentram o foco no Brasil, assim como na China, na Rússia e no Quênia. O russo Alexei Navalny, principal opositor ao presidente Vladimir Putin, também concorre à prestigiada distinção europeia.

O prêmio, criado em 1998 em homenagem ao cientista soviético dissidente Andrei Sakharov, reconhece os defensores dos direitos humanos e da liberdade de consciência. A candidatura que aparece com mais força é a defendida pelos grupos de esquerda da Casa.

Os socialdemocratas e a bancada de esquerda radical apresentaram as candidaturas de três ativistas do Brasil: o líder indígena Raoni, a ex-vereadora carioca Marielle Franco, assassinada ao lado do motorista Anderson Gomes, e a ativista paraense Claudelice Silva dos Santos, defensora da Amazônia.

Para a esquerda radical, que confirmou à AFP a candidatura dos três ativistas, “Marielle Franco, Claudelice Silva dos Santos e o líder Raoni são símbolos de resistência contra as violações dos direitos humanos no Brasil”. “Desde que o novo regime assumiu o poder em janeiro, o governo de [Jair] Bolsonaro estabeleceu um clima de temor para vários defensores dos direitos humanos”, afirmou em um comunicado a eurodeputada socialdemocrata Kati Piri.

Marielle Franco também aparece na proposta de candidatura da bancada ecologista, ao lado do ex-deputado federal Jean Wyllys, que decidiu este ano deixar o Brasil e morar na Europa diante do número crescente de ameaças por sua luta pelos direitos LGTBI.

No próximo sábado, uma praça em homenagem à ex-vereadora do PSOL será inaugurada em Paris, na presença de familiares de Marielle.

O Brasil também era a opção do eurodeputado de esquerda francês Emmanuel Maurel, que ficou muito perto de conseguir os 40 votos de parlamentares necessários para seu candidato: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Lula se ajustava completamente ao espírito do Prêmio Sakharov”, disse Maurel à AFP, destacando o contexto no Brasil, “sua exemplar ação política” e “sua situação atual, na qual foi vítima de uma conspiração política”.

Já o Partido Popular Europeu (PPE, direita) propôs o nome de Navalny, um ano depois de o prêmio ter sido concedido ao diretor de cinema ucraniano Oleg Sentsov. O cineasta foi solto recentemente, após cinco anos de prisão na Rússia.

Os liberais apresentaram a candidatura do intelectual uigur Ilham Tohti, condenado à prisão perpétua na China, enquanto o grupo Conservadores e Reformistas Europeus (CRE) indicou cinco adolescentes do Quênia que criaram um aplicativo que ajuda meninas vítimas de mutilação genital.

Desde 1988, o Parlamento Europeu concede o prêmio, dotado de € 50.000, a algumas associações e a personalidades como Nelson Mandela (1988), Malala Youfsafzai (2013), ou Aung San Suu Kyi (1990).

Em 2017, opositores venezuelanos receberam a distinção, a quinta ocasião em que o Sakharov foi concedido à América Latina, depois das Mães da Praça de Maio (Argentina, 1992) e dos dissidentes cubanos Guillermo Fariñas (2010), a associação Damas de Branco (2005) e Oswaldo Payá (2002).

No dia 30 de setembro, ocorrerá a apresentação oficial dos candidatos durante uma reunião das comissões de Relações Exteriores, do Desenvolvimento e da subcomissão dos direitos humanos. O Parlamento Europeu anunciará em 8 de outubro os três finalistas do prêmio Sakharov. O vencedor será revelado no dia 24 do mesmo mês.

// RFI BR

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Davos assiste choque entre Greta Thunberg e Trump sobre o clima

A 50ª edição do Fórum Econômico Mundial de Davos começou nesta terça-feira (21) na Suíça dominada pelos debates sobre as mudanças climáticas. Pelo segundo ano consecutivo, a jovem ativista sueca Greta Thunberg foi convidada a …

China proibirá plástico não biodegradável

País asiático quer reduzir o uso de produtos como talheres e sacolas descartáveis em 30% até 2025. Plano prevê proibições escalonadas em hotéis, restaurantes e serviços de entrega do comércio eletrônico em áreas urbanas. As autoridades …

Inteligência artificial está sendo usada para combater extinção de pinguins

Uma tecnologia de inteligência artificial está sendo determinante no combate à extinção de pinguins no mundo. A ferramenta está sendo utilizada pela Gramener, empresa membro Intel AI Builder, que, a partir de imagens de regiões …

Criaram um escape room baseado em La Casa de Papel

As empresas Fever Originals, Atresmedia e Enigma Exprés criaram um escape room na Espanha baseado em “La Casa de Papel“. Mais de 80 mil pessoas participaram da primeira temporada do desafio. Vestidos com os uniformes e …

Guaidó desafia proibição de deixar Venezuela e inicia giro internacional em busca de apoio

O opositor venezuelano Juan Guaidó voltou a desafiar a proibição de deixar o país. O autoproclamado presidente interino viajou para a Colômbia, antes de seguir para Bélgica e Suíça. Ele pretende participar do Fórum …

FMI prevê melhora para economia brasileira, apesar da redução do crescimento mundial

O Fundo Monetário Internacional reduziu nesta segunda-feira (20) sua expectativa de crescimento global para este ano. A instituição é mais otimista sobre a situação do Brasil, que deve crescer nos próximos anos. O FMI disse …

Harry diz estar triste por deixar deveres reais

O príncipe Harry falou neste domingo (19/01) de sua tristeza por ser obrigado a desistir de seus deveres reais em um acordo com a família real britânica, dizendo não haver outra opção se ele e …

Ultrassom destrói células cancerosas

Cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia e do Instituto de Pesquisa Beckman da Cidade da Esperança desenvolveram uma técnica de ultrassom direcionado de baixa intensidade que mata células cancerígenas sem afetar as células saudáveis …

Robôs são maior ameaça à humanidade que mudança climática, segundo especialista

Especialista em inteligência artificial acredita que robôs podem ser hackeados por terroristas, além de outros problemas, tornando-os potencialmente perigosos para o homem. Se por um lado a tecnologia pode ajudar o homem em suas tarefas do …

Sem capacidade para reciclar, Malásia devolve lixo para países desenvolvidos

A Malásia devolveu 150 contêineres de lixo ilegal para seus países de origem. Entre eles estão os Estados Unidos, a França, o Reino Unido e o Canadá, anunciaram as autoridades nesta segunda-feira (20). Segundo …