Meio pássaro e meio dinossauro: fósseis ajudam a reconstruir elo entre as duas espécies

(dr) Michael Hanson e Bhart-Anjan Bhullar

Ilustração da ave primitiva Ichthyornis

Cientistas encontraram novos fósseis que dão novas pistas sobre a história evolutiva das aves e até reconstruir o ele entre elas e os dinossauros.

Quatro novos fósseis da espécie Ichthyornis dispar – uma ave marinha primitiva que viveu há cerca de 85 milhões de anos em um mar interior que dividiu a América do Norte – ofereceram provas surpreendentes do papel importante que a ave desempenhou na história evolutiva das aves.

Segundo o Público, a ave marinha ostentava uma mistura de características dos antepassados dinossauros e das aves modernas. A Ichthyornis dispar viveu no período Cretáceo e tinha bico, dentes e um estilo de vida semelhante ao das gaivotas modernas.

Esses não foram os primeiros fósseis encontrados da espécie. Os primeiros foram descobertos no século XIX na América do Norte, mas os mais recentes, encontrados em depósitos de calcário no Alabama e no Kansas (EUA), revelam muito mais do que aquilo que se sabia até agora.

Os cientistas afirmam que essas aves evoluíram a partir de pequenos dinossauros emplumados. A Ichthyornis dispar tinha um voo forte, um corpo ágil e adaptado ao voo assim como as aves modernas, explica o paleontólogo Bhar-Anjan Bhullar, da Universidade de Yale (Estados Unidos) e um dos autores do artigo científico, publicado na Nature.

“Apesar da modernidade do corpo e asas, conservou quase todos os dentes dos dinossauros e tinha uma mordida forte com os grandes músculos da mandíbula como os dinossauros. Contudo, percebia o mundo e o encarava como uma ave, com olhos enormes e amplos das aves e um cérebro de aparência moderna”, acrescenta Bhullar.

Ao contrário de aves mais primitivas, como a Confuciusornis, a Ichthyornis dispar tinha um bico menor – o primeiro que se conhece com características modernas, assim como a ponta em forma de pinça para agarrar, dar bicadas e segurar objetos.

“Os dentes afiados a auxiliaram a agarrar as presas marinhas escorregadias, enquanto o bico incipiente na ponta das mandíbulas permitiu manipular objetos com destreza, da mesma maneira que as aves modernas, assim como alisar suas penas”, explicou Daniel Field, paleontólogo na Universidade de Bath (Reino Unido).

A ave tinha cerca de 60 centímetros de envergadura e comia, provavelmente, peixes e mariscos. Compartilhava os céus com os pterossauros, quando os dinossauros dominavam a Terra. As aves com dentes, como a Ichthyornis dispar, desapareceram com os dinossauros devido à queda de um meteorito em Iucatã, no golfo do México.

“A Ichthyornis mostra como a evolução é complexa e elegante, permitindo mudanças individuais e integrando enormes transformações”, conclui Bhart-Anjan Bhullar.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Japão lembra 75 anos de bomba de Hiroshima e pede união contra armas nucleares

Esta quinta-feira (6) marca o 75º aniversário do primeiro ataque com bomba atômica do mundo. Cerca de 140 mil pessoas morreram no bombardeio à cidade japonesa, realizado pelo Estados Unidos no fim da Segunda Guerra …

Donald Trump determina bloqueio do TikTok e WeChat nos EUA em 45 dias

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump assinou na noite de ontem (6) uma ordem executiva determinando o fim de relações com as empresas responsáveis pelos apps TikTok e WeChat no país norte-americano. Em comunicado emitido …

Brasil caminha para ter 200 mil mortes pelo coronavírus até outubro, diz especialista

Na semana em que o Brasil deverá registrar 100 mil mortes pelo novo coronavírus, um especialista brasileiro indica que o país caminha para dobrar esse número em dois meses, atingindo 200 mil óbitos pela pandemia …

Petição defende que França assuma controle do Líbano

Suspeita de que desastre em Beirute foi causado por negligência eleva indignação dos libaneses, que pedem mandato francês pelos próximos dez anos no país. Apelo recebe mais de 50 mil assinaturas após visita de Macron. Quase …

Macron visita Beirute devastada e cobra reformas no Líbano

Presidente francês visita local da explosão e ouve apelos por mudanças por parte da população, para quem o desastre é consequência de anos de corrupção, caos público e má gestão. O presidente da França, Emmanuel Macron, …

Após ser engolido, besouro consegue escapar do intestino dos sapos

Uma pesquisa mostrou que o besouro aquático Regimbartia attenuata tem a capacidade de sobreviver ser engolido por um sapo. Todos já ingerimos coisas que parecem querer sair correndo de dentro de nós, mas deve ser muito …

Disney+ chegará à América Latina em novembro

Ao divulgar que ultrapassou a marca de 60 milhões de assinantes, a Disney também reforçou uma informação que traz esperança a muita gente: o Disney+ deve mesmo chegar à América Latina em novembro. A informação foi …

China exorta Trump a não abrir 'caixa de Pandora' com aquisição do TikTok

China apela aos EUA que não abram a caixa de Pandora, exigindo vender a companhia TikTok, eles serão os próprios culpados pelas consequências, declarou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Wang Wenbin. O presidente …

Twitter bloqueia conta oficial de campanha de Trump

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (5) ter bloqueado temporariamente a conta oficial da campanha de reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por conta de um tuíte que continha informação equivocada sobre a …

Líbano inicia luto nacional e recebe ajuda internacional

Diversos países enviam suprimentos médicos a Beirute. Presidente da França chega ao Líbano para avaliar situação. Megaexplosão deixou ao menos 137 mortos, incluindo diplomata alemão, e mais de 5 mil feridos. Beirute amanheceu nesta quinta-feira (06/08) …