Missão suicida: satélite queimará na atmosfera da Terra, mas por uma boa causa

ESA

Na próxima semana, a Agência Espacial Europeia (ESA) vai destruir um satélite, lançando-o em direção à atmosfera da Terra, só para vê-lo queimar durante a reentrada. Sim, tudo de propósito. Trata-se de um experimento muito útil para entender melhor a física que envolve a queima de objetos quando eles são atraídos para a atmosfera do planeta.

Batizado de Qarman (abreviação para “QubeSat for Aerothermodynamic Research and Measurements on Ablation”), o cubesat é do tamanho de uma caixa de sapatos e seu design foi desenvolvido exclusivamente para se transformar em uma bola de fogo, mas sem queimar rápido demais.

O segredo para essa queima um pouco mais lenta é um “nariz” feito de um tipo especial de cortiça, normalmente usado em sistemas de proteção térmica em naves espaciais. Testes em solo mostram que, quando a cortiça aquece, ela se carboniza e descama um pouco de cada vez.

Além disso, o Qarman também tem vários sensores e câmeras para medir a temperatura, pressão e fluxo de calor do cubesat enquanto ele queima. Alguns dos instrumentos estão protegidos dentro de um compartimento feito de carbono cerâmico e aerogel para sobreviver à reentrada. Também há quatro painéis solares projetados para aumentar o arrasto atmosférico e acelerar a reentrada.

Levado à Estação Espacial Internacional (ISS) em dezembro, o Qarman será lançado de volta em direção à Terra no dia 17 de fevereiro. Então vagará lentamente em nossa direção durante seis meses e, por fim, entrará na atmosfera. “Quando o processo de reentrada começar, a cerca de 90 km de altitude, os painéis manterão a orientação do satélite estável, minimizando qualquer queda”, explica Olivier Chazot, chefe do Departamento Aeroespacial do Instituto Von Karman, na Bélgica.

O design do pequeno cubesat “ajudará a focar o aquecimento no nariz quadrado feito de cortiça – não do tipo que você encontra em garrafas de champanhe, mas uma variedade aeroespacial cuidadosamente adaptada, fornecida pela empresa portuguesa Amorim e usada em vários sistemas de proteção térmica de naves espaciais”.

Os dados coletados da destruição do cubesat poderão ser usados ​​para melhorar a blindagem das espaçonaves. No entanto, há um objetivo maior nesse experimento: ele pode ajudar a resolver o problema do lixo espacial, que pode chegar a um milhão de pedaços de entulho vagando acima de nós. O sacrifício do Qarman poderá ajudar na construção de satélites projetados para queimar completamente ao final de suas vidas úteis, o que ajudará a reduzir a quantidade de lixo na órbita terrestre.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Superlua Rosa: satélite atinge proximidade máxima com a Terra

Na próxima terça-feira (7), os entusiastas da astronomia vão poder testemunhar um conhecido e belo fenômeno dos céus que acontece anualmente. A Superlua Rosa é o momento em que o satélite atinge proximidade máxima com a …

Empresas brasileiras lançam manifesto contra demissões

Dezenas de empresas assinam texto pedindo que companhias se comprometam a não demitir nos próximos dois meses, mesmo diante dos impactos econômicos provocados pelas medidas de isolamento para conter o coronavírus. Um grupo de 41 empresas …

Bill Gates vai financiar sete pesquisas de vacina contra COVID-19

Bill Gates, o fundador, ex-CEO e atual filantropo, anunciou durante entrevista no talk show norte-americano Daily Show With Trevor Noah que, por meio de sua própria fundação, estará financiando sete pesquisas clínicas que buscam descobrir …

Bolsonaro é denunciado no TPI por “crime contra a humanidade”

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) denunciou o presidente Jair Bolsonaro por crime contra a humanidade no Tribunal Penal Internacional.  A denúncia foi protocolada nesta quinta-feira (2) na corte de Haia. Segundo …

O primeiro ‘autor’ do mundo era uma mulher

Enheduanna viveu no século 23 antes da nossa era na Mesopotâmia. Princesa, sacerdotisa e poeta, ela pode se orgulhar de ter sido a primeira autora do mundo a ter seu nome conhecido em uma época …

Maduro envia carta ao povo dos EUA pedindo "cessação das sanções"

Nicolás Maduro enviou uma carta ao povo dos Estados Unidos expressando uma mensagem de solidariedade e paz, e pedindo fim das ameaças militares e das sanções contra Venezuela. No documento, o chefe de Estado venezuelano exprime …

Governo dos EUA alerta população para novo "11 de Setembro" devido à covid-19

Chefe da Saúde Pública do país prevê que próxima semana será "a mais difícil e mais triste da vida da maioria dos americanos". Ele compara repercussão a dois dos maiores traumas da história dos Estados …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …

Coronavírus: 92% das mães nas favelas dizem que faltará comida após um mês de isolamento

"Muitas pessoas entraram na linha de pobreza da noite para o dia. O casal que trabalhava no shopping na semana retrasada, que recebia por semana, fez a compra da semana passada e nesta semana já …