NASA quer lançar um escudo magnético gigante para tornar Marte habitável

NASA Goddard Space Flight Centre

Conceito artístico do escudo magnético gigante na atmosfera de Marte (à direita)

Cientistas da NASA têm um plano ousado para recuperar a atmosfera de Marte para que ele seja habitável para seres humanos.

A ideia, por enquanto apenas especulativa, é lançar um gigantesco escudo magnético para proteger o planeta dos ventos solares, da mesma forma que a magnetosfera da Terra nos protege das partículas carregadas do vento solar.

A agência diz que desta forma o ambiente do planeta ficará mais parecido com o da Terra, e que a água pode voltar a correr na forma líquida na superfície do planeta Vermelho.

Marte pode ser um deserto inóspito hoje em dia, mas ele já teve uma grossa atmosfera capaz de manter oceanos profundos e um clima agradável, potencialmente habitável.

Cientistas acreditam que o planeta perdeu tudo isso quando seu campo magnético entrou em colapso há bilhões de anos, e os vento solares continuam levando embora os componentes da atmosfera, que são em sua maioria dióxido de carbono (95%), nitrogênio (2.7%), argônio (1.6%). O vapor d’água constitui 0.03% dela.

Este plano foi apresentado no Planetary Science Vision 2050 Workshop, que aconteceu entre os dias 27 de fevereiro e 1º de março na base da NASA, em Washington DC. O diretor da divisão de ciência planetária, Jim Green, afirmou no evento que enviar uma magnetosfera artificial para Marte poderia hipoteticamente proteger o planeta.

“Essa situação elimina qualquer processo de erosão por vento solar que acontece na atmosfera superior do planeta, permitindo que ela cresça em pressão e temperatura com o tempo”, explicou ele.

A ideia surgiu a partir da pesquisa de magnetosfera em miniatura que está sendo conduzida para proteger astronautas e naves da radiação cósmica.

Nas simulações dos pesquisadores, se os ventos magnéticos fossem desviados pelo campo magnético, a atmosfera do planeta pararia de perder seus componentes, e a atmosfera recuperaria metade da pressão atmosfera da Terra em poucos anos.

Com a recuperação da atmosfera, o planeta ficaria em média 4ºC mais aquecido, o suficiente para derreter o dióxido de carbono congelado na calota polar norte do planeta.

Assim, esse carbono, livre na atmosfera, poderia ajudar a segurar mais calor na superfície, causando efeito estufa que derreteria a água congelada do planeta, fazendo com que ele voltasse a ter rios e oceanos líquidos.

Se tudo isso acontecesse, em poucas gerações humanas já seria possível observar características habitáveis semelhantes às da Terra no nosso planeta vizinho.

“Isso não é terraformação da forma que você pode pensar, de que vamos artificialmente mudar o clima, mas vamos deixar a natureza fazer isso. E fazemos isso com base na física que conhecemos hoje”, explicou Green no evento.

A equipe admite que, por enquanto, o plano é bastante hipotético, mas é uma visão muito interessante do que pode ser possível no futuro. Os pesquisadores planejam continuar estudando as possibilidades para ter uma estimativa mais acurada de quanto tempo seria necessário para observar as mudanças.

“Assim como a Terra, uma atmosfera maior poderia: permitir mais objetos na superfície, proteger contra radiação da maioria das partículas solares, estender a habilidade de extração de oxigênio, e prover efeito estufa que permite a produção de plantas, apenas para nomear algumas coisas”, dizem os pesquisadores.

“Se isso pudesse ser atingido no tempo de uma vida humana, a colonização e Marte não estaria longe”, acrescentam.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Japão pretende desenvolver tecnologia ultrarrápida 6G até 2030

O governo japonês elaborará uma estratégia abrangente sobre as futuras redes de comunicação sem fio ultrarrápidas 6G e montou um painel para discutir o assunto, declarou ministra japonesa do Interior e Comunicações. O anúncio foi feito …

Tesla atinge valor de mercado de US$ 100 bi — e Musk receberá um grande bônus

A Tesla é uma das companhias mais promissoras do mundo, mas ainda gera dúvidas entre os investidores, devido aos problemas para atingir as metas de produção e polêmicos acidentes envolvendo seus veículos — além de …

Por que o príncipe da Arábia Saudita hackeou celular de Jeff Bezos, segundo investigação da ONU

Uma intriga internacional envolve, desde 2018, o homem mais rico do mundo e uma ditadura ultrafechada acusada de matar seus inimigos com requintes de crueldade. E, agora, o caso está sendo investigado por especialistas em …

Garoto de apenas 6 anos arrecada $270 mil para ajudar animais em incêndios australianos

Nos incêndios que devastaram algumas regiões da Austrália, mais de 1 bilhão de animais morreram. No esforço para salvar os animais resgatados e tentar, o mais rápido possível, lhes oferecer um novo lar, este garotinho …

A descoberta dessa nova célula imunológica pode ser um tratamento “universal” para o câncer

Um novo estudo da Universidade de Cardiff (País de Gales) descobriu um tipo de célula imune que poderia levar a uma “terapia universal” contra o câncer. Estamos falamos de uma célula T equipada com um tipo …

Governo brasileiro diz que UPS está interessada na privatização dos Correios

A privatização dos Correios tem despertado o interesse de diversas empresas estrangeiras de logística. Há algum tempo, Alibaba e Amazon manifestaram desejo em participar do processo de desestatização da estatal brasileira. Agora, a UPS também teria …

Coronavírus. OMS diz que ainda é cedo para decretar urgência internacional

Em uma reunião realizada nesta quinta-feira (23) em Genebra, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, descartou, por enquanto, lançar um alerta de urgência internacional contra o coronavírus que se espalha …

Parlamento britânico valida definitivamente acordo do Brexit

O Parlamento britânico adotou em definitivo o acordo do Brexit, abrindo caminho para a saída do Reino Unido da União Europeia dentro de nove dias. O texto que regula os termos do divórcio, negociado entre o …

Brasil piora em ranking mundial de corrupção

O Brasil caiu uma posição no principal ranking internacional de corrupção, passando da 105ª para a 106ª entre 180 países, segundo o relatório divulgado nesta quinta-feira (23/01) pela ONG Transparência Internacional. O Brasil continua sendo um …

Cidade inteira é colocada em quarentena na China por causa de vírus exótico que se espalha pelo mundo

A China colocou toda a cidade de Wuhan sob quarentena para tentar evitar o contágio do vírus mortal 2019-nCoV, uma nova cepa do coronavírus identificada pouco tempo atrás. O município é o local onde uma epidemia …