Nepal ganha uma nova divindade: “deusa viva” tem três anos e não pode mais tocar o chão

(dv) AFP

Trishna Shakya tem apenas três anos e é considerada uma deusa pelo povo Newar, depois de a anterior “Kumari” (que significa princesa) de Catmandu, a capital do país, ter perdido seu posto ao atingir a puberdade.

Trishna Shakya foi oficialmente ungida como a nova Kumari em uma cerimônia nesta quinta-feira (28), quando foi levada desde sua casa até um palácio no centro de Catmandu, onde viverá desde então e será tratada de forma especial, adianta o The New Indian Express.

A menina foi selecionada entre quatro candidatos, segundo relatos de Uddhav Man Karmacharya, uma figura religiosa hindu. “Ela irá ocupar o trono de Kumari em uma cerimônia seguida de orações e rituais tântricos”, disse ainda Karmacharya.

O pai da menina, Bijaya Ratna Shakya, que a carregou até a cerimônia de iniciação na Praça de Durbar, no centro histórico do Nepal, disse ter “sentimentos divididos”, pois apesar de ficar feliz por a filha ser a eleita, fica também triste porque “estará separada de nós”.

Uma vez oficializada como deusa viva, Shakya, que, como todas as suas antecessoras, pertence ao povo Newar, do vale de Catmandu, será autorizada a sair do novo lar apenas 13 vezes por ano, em datas e festividades especiais, quando desfilará em Catmandu vestida com trajes de cerimônia.

Quando estiver fora do palácio, a Kumari, que é considerada a encarnação da deusa hindu Taleju, será carregada no colo, já que seus pés nunca podem tocar o chão. Os critérios de seleção para as aspirantes a Kumari são restritos.

Existem vários requisitos físicos considerados, como um corpo sem manchas nem cicatrizes, um “peito de leão” e “coxas de cervo”. Mesmo que uma das meninas cumpra todos os requisitos físicos, ela deve ainda mostrar coragem ao assistir sem chorar ao sacrifício de um búfalo.

Essa tradição Newar possui elementos da religião hindu e budista. As Kumaris mais importantes representam cada uma três dos antigos reinos do vale de Catmandu: Catmandu, Patan e Bhaktapur.

Esta prática esteve estritamente ligada à monarquia nepalesa, e continuou mesmo depois de o último rei ter sido deposto em 2008, pondo fim à monarquia hindu que permanecia há 240 anos no poder.

A tradição desperta críticas entre os defensores dos direitos infantis, que consideram que as Kumaris não possuem o direito de ter uma infância, ao retirá-las da sociedade e interferindo na sua educação e desenvolvimento.

Em 2008, o Supremo Tribunal do Nepal considerou que a deusa viva tinha o direito a estudar, recebendo, portanto, as lições dentro do palácio.

Muitas antigas Kumaris conversaram a respeito das dificuldades em se integrarem na sociedade depois de deixarem o trono. Matine Shakya, a Kumari que deixa agora o trono, foi designada como deusa viva em 2008, quando possuía apenas três anos.

Nos últimos anos, as famílias nepalesas têm apresentado cada vez menos candidatas para se tornarem Kumaris.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Embraer negocia sua divisão de carros voadores com a norte-americana Zanite

A Embraear confirmou nesta quinta-feira (10) que iniciou negociações com a empresa norte-americana Zanite Acquisition para realizar a fusão de sua divisão Eve Air Mobility. A unidade é responsável pelo desenvolvimento de veículos elétricos de pouso …

NASA flagra 'choque cósmico' impressionante a 140 milhões de anos-luz da Terra

A NASA compartilhou a imagem de um sistema galáctico, denominado Arp 299, que consiste em duas galáxias que estão em meio a uma fusão. A imagem mostra dois objetos próximos de forma oval, emitindo feixes de …

Infecção por dengue cai 77% em teste com bactéria em mosquito Aedes Aegypti

Um método que usa bactérias em mosquitos conseguiu reduzir em 77% os casos de dengue, segundo um estudo publicado na prestigiosa revista científica The New England Journal of Medicine. O estudo, realizado na cidade de Yogyakarta …

Por que especialistas são contra dispensar máscaras no Brasil

Após Bolsonaro propor fim da obrigatoriedade da proteção facial para vacinados ou pessoas que já superaram uma infecção pelo coronavírus, especialistas classificam ideia de "absurda" e "temerária". A necessidade do uso de máscaras para conter a …

Por que Brasil ainda não pode relaxar uso de máscaras como os EUA fizeram

Amplamente recomendada por cientistas e alvo de desdém do presidente ao longo da pandemia, a máscara facial contra a covid-19 poderá ter seu uso flexibilizado no Brasil, segundo anunciou Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (10/6). No …

STF autoriza Copa América no Brasil

Ministros do Supremo Tribunal Federal formam maioria para rejeitar ações que visavam impedir competição de seleções. Patrocinadores retiram suas marcas do evento após controvérsias e preocupações com avanço da pandemia. O Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou, …

China aprova vacina contra covid-19 para crianças com mais de três anos

Autorização de uso emergencial foi confirmada pela farmacêutica chinesa Sinovac, fabricante da Coronavac. No entanto, ainda não foi informado quando essa faixa etária começará a ser vacinada. A China aprovou o uso emergencial de uma vacina …

Por que falar palavrão nos dá uma sensação tão boa?

Todos nós já passamos por isso quando damos uma topada, somos fechados no trânsito ou derramamos café. De repente, soltamos um xingamento inflamado. Instintivamente, buscamos um palavrão e, como num passe de mágica, obtemos um certo …

A consciência humana cria a realidade?

Existe uma realidade física que é independente de nós? A realidade objetiva existe? Ou a estrutura de tudo, incluindo o tempo e o espaço, é criada pelas percepções do observador? A afirmação inovadora vem de um …

Primeiro caso humano de hantavírus é detectado em Michigan

Trata-se de uma mulher adulta, que foi hospitalizada por uma doença pulmonar grave causada pelo vírus. O Departamento de Saúde do estado norte-americano de Michigan (MDHHS, na sigla em inglês) detectou o primeiro caso humano de …