Netanyahu é indiciado por corrupção pela Justiça israelense

US Department of State / Wikimedia

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu

A Justiça de Israel acusou nesta quinta-feira (21) o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, por uma série de crimes de corrupção, aprofundando ainda mais a crise política no país.

O procurador-geral israelense, Avichai Mandelblit, indiciou o dirigente em três casos diferentes, por fraude, quebra de confiança e suborno. É a primeira vez que um chefe de governo em exercício é acusado de um crime no país.

Netanyahu é acusado de aceitar milhares de dólares em presentes, incluindo garrafas de champanhe e charutos, de amigos ricos, de oferecer troca de favores a um dono de de jornal e de usar sua influência para ajudar um empresário do setor de telecomunicação em retribuição a uma cobertura favorável em um popular site de notícias.

A medida da Justiça não obriga que o primeiro-ministro renuncie, mas aumenta a pressão para que ele deixe o governo. Segundo Netanyahu, as acusações fazem parte de uma caça às bruxas.

Em fevereiro, a polícia recomendou a Mandelblit que fizesse as acusações contra o dirigente. De acordo com o jornal The Jerusalem Post, o procurador-geral vai pedir ao Knesset (Parlamento israelense) que retire a imunidade de Netanyahu, processo que pode levar 30 dias.

Entenda os 3 casos

No caso batizado de “1000”, Netanyahu é suspeito de aceitar US$ 264 mil (cerca de R$ 1,1 milhão) em presentes de Arnon MIlchan, produtor de Hollywood e cidadão isralense, e James Packer, bilionário australiano.

No “Caso 2000”, a acusação é de que Netanyahu negociou acordo com o proprietário do jornal Yedioth Ahronoth para obter uma melhor cobertura. Em troca, ele teria favorecido lei que prejudicaria o crescimento de um jornal rival. O acordo não teria sido concretizado, mas a lei do país prevê que a tentativa de suborno pode ser enquadrada como crime.

No “Caso 4000”, a acusação é de que ele concedeu favores regulatórios à principal empresa de telecomunicações de Israel, a Bezeq Telecom Israel, em troca da cobertura positiva dele e de sua esposa em um site de notícias controlado pelo ex-presidente da empresa.

Presidente encarregou Parlamento de formar governo

Mais cedo, o presidente de Israel, Reuven Rivlin, encarregou o Parlamento de encontrar um novo primeiro-ministro, enquanto ele tenta evitar novas eleições depois que Netanyahu e seu rival Benny Gantz falharam em formar um governo.

O Parlamento terá agora até 11 de dezembro para encontrar um candidato que possa comandar o apoio da maioria dos 120 parlamentares do país ou uma nova eleição geral será convocada para o início de 2020. Seria a terceira nos últimos 12 meses.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Greve global pelo clima está marcada para o dia 19 de março

As mudanças climáticas costumam ser tratadas como uma pauta menos urgente e com maior prazo para ser resolvida, mas a verdade é que, pela gravidade do quadro e pela totalidade de sua abrangência, ela é …

Farmacêutico dos EUA que danificou centenas de doses da Moderna declarou-se culpado

O farmacêutico que tentou sabotar quase 600 doses da vacina da Moderna do Aurora Medical Center, no estado norte-americano de Wisconsin, se declarou culpado. O farmacêutico norte-americano Steven Brandenburg, de 46 anos, se declarou culpado por …

Cepa brasileira eleva preocupação mundial com mutações do coronavírus

A variante do coronavírus do Amazonas, assim conhecida por ter sido detectada pela primeira vez em pessoas que estiveram no estado brasileiro, ao lado de cepas identificadas no Reino Unido e na África do Sul, …

AstraZeneca nega que venderá vacinas ao setor privado

A farmacêutica soltou um comunicado após o governo federal brasileiro ter dado aval para empresas privadas adquirirem um lote de 33 milhões de doses do imunizante. Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro comemorou a possibilidade. A …

Islândia começa a emitir 'passaportes de vacinação' em meio à polêmica na UE

A Islândia emitiu seus primeiros "certificados" de vacinação destinados a facilitar as viagens de pessoas vacinadas contra a Covid-19, os chamados "passaportes de vacinação", segundo informações das autoridades nesta terça-feira. Ela se tornou um …

Governo alemão rejeita especulações sobre baixa eficácia da vacina de Oxford

Ministério da Saúde sugere que jornais confundiram proporção de idosos no estudo da AstraZeneca com percentual de eficácia em pessoas acima de 65 anos. Imbróglio deve ser esclarecido com análise de reguladores europeus. O ministro da …

Cidade é a 1 ª da América do Norte a ter doação automática de órgãos

A Nova Escócia acaba de se tornar a primeira jurisdição na América do Norte a implementar a doação automática de órgãos para quem vive na região. A nova Lei de Doação de Órgãos e Tecidos Humanos …

O maior mar da lua Titã pode ter mais de 300 metros de profundidade

Os oceanos da Terra não são os únicos que guardam vários mistérios ainda não explorados: os lagos e mares de Titã, a maior lua de Saturno, também são enigmáticos. Assim, em um novo estudo, astrônomos …

Xi deixa alerta para Biden: protecionismo norte-americano pode gerar 'nova Guerra Fria'

O líder chinês deixou um aviso para o presidente norte-americano, Joe Biden: os EUA arriscam entrar em uma nova Guerra Fria se continuarem com as políticas protecionistas do ex-presidente Donald Trump. Em um discurso virtual na …

Polícia prende ladrões que abriam túmulos e roubavam crânios para rituais nos EUA

A polícia do condado de Lake, no estado da Flórida, nos EUA, prendeu dois homens acusado de violarem sepulturas e roubarem crânios e ossos no cemitério Edgewood, na região. A investigação utilizou DNA encontrado em charuto, …