No Rio, atuação de policiais em manifestações de rua será acompanhada pelo MP

Tomaz Silva /Agência Brasil

-

Com o objetivo de observar e fiscalizar a atuação de policiais militares e manifestantes, o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) vai passar a acompanhar atos de protestos previamente agendados nas ruas e praças da cidade.

O acompanhamento é uma reação às denúncias de violência policial que ocorreram durante a greve do dia 28 de abril, quando a polícia teria agido com truculência, jogando bombas de gás lacrimogêneo e atirando balas de borracha para dispersar os manifestantes na Cinelândia, durante mobilização contra as reformas trabalhista e da Previdência.

O anúncio foi feito pelo procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem, que recebeu, na segunda-feira (8), o deputado federal Alessandro Molon (Rede-RJ) e o presidente da Comissão de Segurança Pública da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Rio de Janeiro (OAB/RJ), Breno Melaragno, para tratar sobre os atos.

Na ocasião, o deputado federal entregou representação pedindo “apuração da violência praticada por policiais contra a população e a responsabilização das autoridades competentes”.

Ele também entregou imagens que registraram a atuação da polícia, segundo o MP.

O procurador-geral de Justiça informou hoje (9), em nota, que o Ministério Público já instaurou procedimento “para investigar os atos de violência, tanto por parte de policiais quanto dos participantes. Ele informou que vai ouvir testemunhas e vítimas, incluindo parlamentares que participaram do ato do dia 28”.

Gussem afirmou que o ministério vai atuar em conjunto e de forma estratégica com a OAB para acompanhar as manifestações. “O MP fluminense irá para as ruas fiscalizar os protestos e a atuação dos policiais e dos manifestantes”, disse.

O ministério estuda elaborar um protocolo de atuação da polícia durante as manifestações.

Complexo do Alemão

O procurador-geral de Justiça recebeu os deputados estaduais Marcelo Freixo (PSOL/RJ) e Flávio Serafini (PSOL/RJ), que entregaram ainda uma representação sobre a ocupação de casas por parte da polícia no Complexo do Alemão.

Em relação aos domicílios ocupados, o órgão informou que já está tomando providências. “A instituição vem fazendo reuniões com autoridades da Secretaria de Estado de Segurança e encontros com moradores do Complexo do Alemão para retomar a pacificação da Fazenda Nova Brasília”, afirmou.

Representantes do MPRJ estão se reunindo ainda com o comando da 2ª UPP – Morro do Alemão e dos Grupos Especiais da PMERJ, o comando geral da PMERJ, incluindo os chefes Operacional e do Estado Maior, a Secretaria de Estado de Segurança e com lideranças comunitárias para que seja encontrada uma solução que equacione os problemas decorrentes da ocupação.

“A proposta é fortalecer a polícia de proximidade, uma filosofia de atuação em segurança pública, segundo a qual as ações são definidas com base em negociação com a comunidade, ou seja, trata-se de uma espécie de polícia comunitária”, disse o ministério, em nota.

Na avaliação do MPRJ, o sucesso da política de pacificação na UPPs depende em parte desta aproximação com a sociedade.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Vacina covid-19. As respostas para as 10 perguntas mais procuradas sobre vacinação nas últimas 24 horas

A aprovação da CoronaVac (Sinovac/Instituto Butantan) e da CoviShield (FioCruz/Universidade de Oxford/AstraZeneca) representou um enorme avanço para conter a pandemia de covid-19, que já vitimou quase 210 mil brasileiros. Essas duas vacinas são as primeiras …

Satélites Starlink agora são invisíveis a olho nu, mas não para telescópios

Quando a SpaceX lançou as primeiras 60 unidades da rede Starlink em maio de 2019, a comunidade científica expressou preocupações, prevendo que as observações astronômicas seriam afetadas pelo brilho das unidades que compõe a constelação …

Sites de Apostas Legalizados no Brasil: fique atento

Com o crescimento dos sites de apostas esportivas, é preciso ficar atento a quais deles atuam de maneira legal no mercado e quais estão trabalhando ilegalmente. Infelizmente, os novatos no mundo das apostas podem acabar tendo …

Europa e EUA exigem que Rússia liberte Alexei Navalny

Detenção do ativista russo gera onda de condenações no Ocidente, sendo classificada como tentativa inaceitável de silenciar o crítico de Putin que foi alvo de envenenamento. Juiz determina prisão preventiva por 30 dias. A União Europeia, …

"O que vai curar a economia é a vacinação", diz economista do setor de comércio brasileiro

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) reduziu a previsão de crescimento do setor mesmo com o início da vacinação. Para discutir a questão, a Sputnik Brasil conversou com Fábio Bentes, …

Covid-19: Austrália não deve reabrir fronteiras antes de 2022

A Austrália não deve reabrir suas fronteiras para viajantes estrangeiros em 2021, apesar do avanço das campanhas de vacinação em todo o mundo. A afirmação é do secretário da Saúde, Brendan Murphy, um dos …

Burger King revela seu 1º sanduíche 100% vegano

As lojas britânicas do Burger King agora têm um sanduíche inteiramente vegano. Desde o último dia 11 de janeiro a rede de fast food disponibiliza em seu cardápio no país o Vegan Bean Burger, um …

Novo implante controla fome e pode substituir cirurgia bariátrica

Um implante simples de um dispositivo sem fio, que controla o apetite, pode substituir a cirurgia bariátrica. Ele foi criado por médicos e pesquisadores da Universidade A&M do Texas, EUA e pode ajudar na perda de …

Amazon abre tecnologia da Alexa para montadoras de carros e outras empresas

A Amazon anunciou nesta sexta-feira (15) que dará a empresas terceiras a possibilidade de acessar a inteligência artificial central que sustenta a Alexa, a assistente de voz da marca. E as montadoras de automóveis serão as …

Com abstenção recorde de 51,5%, ministro da Educação considera Enem um 'sucesso'

A abstenção no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, realizado neste domingo (17), foi recorde e atingiu 51,5%. O nível de abstenção supera o pior índice registrado até agora, em 2009, quando …