Trump rejeita nova acusação de abuso sexual contra Brett Kavanaugh

Michael Reynolds / EPA

Presidente americano chama de “mentira” artigo do ‘New York Times’ com novo testemunho de suposto abuso sexual cometido pelo juiz indicado por ele para a Suprema Corte. Democratas pedem impeachment do magistrado.

O presidente dos EUA, Donald Trump, rejeitou neste domingo (15/09) pedidos de democratas por um impeachment do juiz da Suprema Corte dos EUA Brett Kavanaugh, após uma nova reportagem sobre acusações de abuso sexual contra o magistrado.

Trump, que defendeu ferozmente Kavanaugh durante seu controverso processo de confirmação, descartou a nova acusação como “mentira”. No Twitter, ele afirmou que Kavanaugh “deveria começar a processar pessoas por difamação, ou o Departamento de Justiça ir em sua ajuda”.

Durante o processo de confirmação da indicação de Kavanaugh para o Supremo, em outubro de 2018, ele foi acusado por duas mulheres de abuso sexual nos anos 80, época em que era estudante na Universidade de Yale. Kavanaugh desmentiu veementemente as acusações, que prejudicaram o processo para sua confirmação.

As últimas alegações de má conduta sexual contra Kavanaugh surgiram como parte de uma investigação de 10 meses do jornal The New York Times. Em um artigo publicado no periódico neste sábado, Max Stier, um ex-colega de Yale, disse que viu Kavanaugh numa festa no dormitório universitário em que amigos “empurraram o pênis dele na mão de uma aluna”.

Esse novo testemunho corrobora uma acusação feita por Deborah Ramirez, uma ex-colega Kavanaugh em Yale, ainda durante o processo de confirmação de Kavanaugh no ano passado. Ela afirmou que Kavanaugh expôs suas partes íntimas a ela durante uma festa de bebedeira na universidade.

O artigo do The New York Times informa que pelo menos sete pessoas, incluindo a mãe de Ramirez, tinham ouvido sobre o incidente muito antes de Kavanaugh se tornar juiz. Kavanaugh negou as acusações de Ramirez durante sua audiência de confirmação do Senado.

O jornal afirma que Max Stier notificou senadores americanos e o FBI sobre o incidente, mas que o FBI não investigou o caso.

Pelo menos três pré-candidatos presidenciais democratas pediram o impeachment de Kavanaugh após a reportagem do The New York Times.

A senadora democrata Kamala Harris, da Califórnia, disse que no Twitter que “Brett Kavanaugh mentiu para o Senado dos EUA e, mais importante, para o povo americano. Ele tem que sofrer impeachment”.

Os republicanos atualmente controlam o Senado, tornando virtualmente impossível um impeachment de Kavanaugh, que foi nomeado por Trump.

A senadora e pré-candidata à Presidência pelo Partido Democrata Elizabeth Warren, tuitou: “Essas novas revelações são perturbadoras. Assim como o homem que o nomeou, Kavanaugh deve sofrer impeachment.”

Os comentários foram semelhantes aos de Julián Castro, ex-secretário de Habitação dos EUA e também pré-candidato democrata, no sábado à noite. “Está mais claro do que nunca que Brett Kavanaugh mentiu sob juramento“, tuitou. “Ele deve sofrer um impeachment, e o Congresso deveria rever a falha do Departamento de Justiça em investigar adequadamente o assunto.”

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ataques a tiros deixam mortos no oeste da Alemanha

Polícia alemã afirma que ao menos oito pessoas morreram após serem baleadas em dois incidentes em Hanau, perto de Frankfurt. Disparos teriam sido efetuados em bares de narguilé em partes diferentes da cidade. A polícia da …

Apple quer proibir lançamento de livro que revela segredos comerciais da empresa

O livro alemão App Store Confidential, de Tom Sadowski, é uma publicação temida pela Apple. Isso porque o autor foi o líder de desenvolvimento da loja de aplicativos da Gigante de Cupertino na Alemanha, Áustria …

Chineses acusam governo de usar epidemia de coronavírus para prender dissidentes

No momento em que a China enfrenta a epidemia do COVID-19 que já causou 2 mil mortes e infectou 74 mil pessoas no país, o mundo se pergunta se a crise reforça ou, pelo …

Suíça quer devolver dinheiro ganho com tráfico de escravizados para as Américas

O horror do tráfico de pessoas escravizadas entre os séculos XVI e XIX para os EUA, Caribe, América Latina e principalmente o Brasil teve mais responsáveis do que nos dita a história. E a Suíça …

Reino Unido pós-Brexit fecha portas para imigrantes pouco qualificados

No Reino Unido pós-Brexit, os estrangeiros que quiserem obter um visto de trabalho no país vão ter que provar muitas habilidades. Os candidatos receberão pontos de acordo com seu nível de inglês, diploma e profissão …

Síria realiza primeiro voo comercial entre Damasco e Aleppo desde 2013

Diretores de aeroportos da Síria mencionam o trabalho realizado no aeroporto de Aleppo para permitir o feito, realizado graças à vitória do Exército sírio e esforço dos operários. A Síria realizou seu primeiro voo comercial em …

Mudanças climáticas ameaçam futuro das crianças do mundo, diz ONU

Estudo de Nações Unidas, Unicef e revista 'The Lancet' aponta ações de sustentabilidade insuficientes. Países ricos fracassam em prover meio ambiente favorável, apesar de melhor ponto de partida. Países de todo o mundo estão fracassando em …

Bug no sistema do McDonald's forneceu lanches de graça sem limite de quantidade

Imagine você poder realizar quantos pedidos quiser no McDonald's e não ter que arcar com um só centavo para isso. Bem, essa mamata virtual era o que vinha acontecendo no sistema da multinacional de fast-food …

Governo chinês está até "queimando" dinheiro para combater o coronavírus

A briga do governo chinês contra o Covid-19 (também conhecido como "novo coronavírus") tem colocado diversos órgãos governamentais em alerta, e o governo da China parece não poupar esforços para conter a proliferação da doença …

Maior organização de escoteiros dos EUA declara falência após processos de abuso sexual

O grupo Boys Scouts of America, principal movimento de escoteiros dos Estados Unidos, apresentou um pedido de falência nesta terça-feira (18), em um esforço para salvaguardar as indenizações às vítimas de abuso sexual, afirma um …