Geoquímicos têm uma nova teoria sobre a origem da Lua

Dana Berry / SwRI

A colisão planetária: impressão de artista do impacto que criou a Lua da Terra. Uma nova investigação sugere que o impacto foi ainda mais violento do que a imagem mostra

A colisão planetária: impressão de artista do impacto que criou a Lua da Terra. Uma nova investigação sugere que o impacto foi ainda mais violento do que a imagem mostra

Um estudo publicado na segunda-feira (12) revela novas medições em rochas terrestres e lunares que trazem detalhes inesperados sobre a relação da Lua com a Terra. Segundo os geoquímicos, a Lua é o manto da proto-Terra, realocado.

Uma das teorias mais fortes sobre a formação da Lua é a que de que ela foi produzida depois de um pequeno planeta, chamado Theia, colidir com a Terra, cerca de 4,5 biliões de anos atrás. A teoria de que a Lua foi formada por restos desta colisão – a Teoria de Impacto Gigante – explica o tamanho atual do satélite, mas testes realizados com pedras lunares revelam algo mais.

Acreditava-se que esse corpo tinha apenas “raspado” na Terra, mas agora os pesquisadores apontam que o impacto foi mais “como uma marreta atingindo uma melancia“, de acordo com os resultados publicados esta semana na Nature.

“Ainda estamos medindo novamente as amostras coletadas pelo programa Apollo na década de 70, já que a tecnologia se desenvolveu bastante nos últimos anos. Podemos avaliar diferenças muito pequenas entre a Terra e a Lua e encontramos uma série de coisas que não vimos na década de 70”, descreve Kun Wang, um dos autores do estudo, ao Gizmodo.

Kun Wang, geoquímico da Universidade de Washington, afirma que o modelo antigo não é suficiente para explicar o que foi observado recentemente.

Uma série de testes foi realizada para tentar encontrar diferenças nas assinaturas dos isótopos, e finalmente encontraram uma que aponta para uma origem ainda mais próxima. Nas novas análises químicas, os pesquisadores encontraram compostos isotópicos quase idênticos.

As assinaturas dos isótopos eram iguais, com exceção de uma que marcava uma concentração de potássio muito alta e que requer altíssimas temperaturas para ser separada. Esta descoberta leva os pesquisadores a acreditar que a colisão entre a Terra e esse outro corpo celeste tenha sido muito violenta, a ponto de gerar tamanhas temperaturas.

Com o aumento da temperatura e o choque intenso, o corpo celeste e a Terra tiveram grande parte de sua extensão vaporizada. Antes de se esfriar e se condensar na Lua, o vapor gerado pelo impacto se expandiu em uma área 500 vezes maior do que nosso planeta.

“O impacto gigante deveria ser chamado de impacto extremamente gigante. A quantidade de energia necessária não é nem próxima do que imaginávamos”, disse Wang.

As novas descobertas não alteram a concepção de como a Lua foi formada, mas apontam para um sistema solar mais volátil. “Tudo o que sabemos sobre o início do sistema solar vem de nosso estudo de amostras lunares e de meteoritos. Isto muda o nosso entendimento de como era o sistema solar, e nos parece que era muito mais violento do que pensávamos”, disse Wang.

As amostras de pedras lunares coletadas pelo programa Apollo continuarão a ser estudadas para encontrar novas pistas. Os cientistas acreditam que ainda há muito a ser descoberto com a ajuda dessas pequenas amostras.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …