Novo remédio “cavalo de Tróia” tem sucesso contra câncer em estágio avançado

Um novo medicamento contra o câncer avançado, que funciona como um “cavalo de tróia” no ataque a células tumorais, tem se mostrado promissor em pacientes com tipos avançados de câncer e resistentes a qualquer tratamento.

O remédio inovador, chamado tisotumab vedotin (abreviado para TV), libera uma substância tóxica para matar as células cancerosas.

“O que é tão interessante sobre este tratamento é que seu mecanismo de ação é totalmente novo – age como um cavalo de Tróia para se infiltrar nas células cancerosas e matá-las por dentro”, disse o professor Johann de Bono, do Instituto de Pesquisa do Câncer, em Londres, autor principal do estudo, publicado na The Lancet Oncology.

O anticorpo é projetado para procurar um receptor chamado “fator tecidual” – presente em altos níveis na superfície de muitas células cancerígenas e ligado a piores taxas de sobrevivência. A ligação ao fator tecidual atrai a droga para dentro das células cancerosas, onde ela pode matá-las.

Pacientes com seis tipos diferentes de câncer, incluindo aqueles com tumores do colo do útero, bexiga, ovário e pulmão, responderam positivamente ao novo tratamento. Como esses pacientes já haviam esgotado suas outras opções de tratamento, a droga poderia estar pronta para prolongar a expectativa de vida nos próximos cinco anos.

A droga já avançou para testes de fase II no câncer do colo do útero e será testada em uma série de cânceres de tumores sólidos adicionais.

Uma equipe do Instituto de Pesquisa do Câncer, em Londres, e do Royal Marsden NHS Foundation Trust liderou um estudo clínico global de fase I / II de cerca de 150 pacientes europeus com uma variedade de tipos de câncer que pararam de responder aos tratamentos padrão.

Os pesquisadores viram respostas em 27% dos pacientes com câncer de bexiga, 26,5% com câncer de colo de útero, 14% com câncer de ovário, 13% com esôfago, 13% com não-pequenas células e 7% com câncer endometrial. As respostas duraram em média 5,7 meses e até 9,5 meses em alguns pacientes.

O estudo inicialmente recrutou 27 pacientes para avaliar a segurança e estabelecer a dose certa, antes de expandir para mais 120 pacientes, principalmente para verificar se a droga estava atingindo o alvo certo, mas também para examinar seus efeitos nos tumores.

A maioria dos pacientes tinha câncer em estágio avançado que já havia sido tratado e se tornou resistente a uma média de três tipos diferentes de tratamento. “Nosso estudo inicial mostra que ele tem o potencial de tratar um grande número de tipos diferentes de câncer, e particularmente alguns daqueles com taxas de sobrevivência muito baixas.

“Vimos algumas boas respostas nos pacientes em nosso estudo, todos com câncer em estágio avançado que foi fortemente pré-tratado com outras drogas e que ficaram sem outras opções.

“Nós já começamos testes adicionais desse novo medicamento em diferentes tipos de tumor e como um tratamento de segunda linha para o câncer do colo do útero, onde as taxas de resposta eram particularmente altas. Também estamos desenvolvendo um teste para identificar os pacientes com maior probabilidade de responder ”.

O novo medicamento está sendo testado em outros tipos de câncer, incluindo intestino, pâncreas, pulmão de células escamosas e cabeça e pescoço, bem como em um estudo de fase II como tratamento de segunda linha para o câncer do colo do útero.

Amostras de biópsia colhidas no início do estudo estão atualmente sendo analisadas quanto à expressão do fator tecidual nas células tumorais para verificar se ele poderia ser usado como um marcador para selecionar pacientes com maior probabilidade de responder ao medicamento.

O professor Paul Workman, diretor executivo do Instituto de Pesquisa do Câncer, em Londre está confiante. “Vimos grandes avanços contra o câncer nas últimas décadas, mas muitos tipos de tumores continuam sendo muito difíceis de tratar depois que o câncer começou a se espalhar.

“Precisamos desesperadamente de tratamentos inovadores como esse que possam atacar o câncer de maneiras novas e permaneçam eficazes mesmo contra tumores que se tornaram resistentes às terapias padrão, diz Workman”.

“É emocionante ver o potencial mostrado pelo TV em vários tipos de cânceres difíceis de tratar. Estou ansioso para vê-lo progredir na clínica e espero que possa beneficiar os pacientes que atualmente estão sem opções de tratamento”, afirmou.

Os principais efeitos colaterais relatados no estudo foram hemorragias nasais, fadiga, náusea e problemas oculares – mas, na metade do estudo, os pesquisadores ajustaram o protocolo para reduzir esses efeitos relacionados aos olhos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Chilenos decidem a favor de nova Constituição por ampla maioria

Em plebiscito, quase 80% dos eleitores votam a favor de uma nova Carta Magna, em substituição à herdada da era Pinochet, e de que ela seja escrita por uma Assembleia Constituinte com igualdade entre mulheres …

'Vai comprar lá na Venezuela', rebate presidente a apoiador que reclamou de preço do arroz

O presidente Jair Bolsonaro rebateu neste domingo (25), durante passeio de moto por Brasília, crítica de apoiador sobre a alta do preço do arroz. No momento em que saia da Feira Permanente do Cruzeiro, região administrativa …

Espanha, Itália e França ampliam restrições em fim de semana com recorde de casos da Covid-19

Os líderes europeus intensificam as medidas de combate à pandemia do coronavírus, depois da alta de 42% de novos casos da Covid-19 em uma semana. A Itália reforçou neste domingo as medidas de restrição …

Pistachio, o cãozinho filhote que nasceu com pelo verde na Itália

O fazendeiro italiano Cristian Mallocci esperava uma ninhada normal de cachorros de sua cadelinha labradora. Entretanto, ao ver os filhotinhos que nasceram, ele percebeu que um era um pouquinho diferente. ‘Pistachio’, como foi nomeado posteriormente, …

Fóssil de pterossauro nunca antes visto de 100 milhões de anos é descoberto na China

Um novo gênero e uma nova espécie de pterossauro dsungaripterídeo, que viveu durante o Cretáceo Inferior, foram catalogados na China após análise de uma mandíbula inferior incompleta. Pterossauros eram répteis voadores que viveram simultaneamente com os …

A consciência é um campo energético: afirma estudo

Uma nova ideia incomum em neurociência sugere que nossa consciência é derivada de um campo de ondas eletromagnéticas emitidas pelos neurônios quando disparam suas cargas elétricas. A ideia é que essas ondas de atividade elétrica sejam …

Pais gays viram alvo de investigações na Rússia

Alguns anos atrás, o advogado Vladimir (nome modificado), morador de uma grande cidade russa, decidiu ter um filho com o auxílio de uma mãe de aluguel. Sua família inteira ficou contente quando uma menina nasceu. …

Líbano: Saad Hariri volta ao posto de primeiro-ministro para formar novo governo

Saad Hariri foi nomeado novamente primeiro-ministro do Líbano, com o desafio de chegar a um acordo com as várias forças políticas do país e formar um governo capaz de realizar as reformas necessárias para …

Alunos incentivam câmeras ligadas para que professores não ‘falem’ com telas em branco

Para amenizar a sensação de solidão de professores em aulas online, alunos norte-americanos começaram a usar o TikTok para incentivar mais estudantes a abrirem as câmeras durante encontros educacionais à distância. A usuária da rede social …

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …